Empresa

A Azul divulgou os resultados preliminares de tráfego de agosto. O tráfego de passageiros consolidado (RPKs) cresceu 173% ante agosto de 2020.

A capacidade (ASKs), por sua vez, apresentou um salto de 164,3% na mesma base de comparação. Com isso, a taxa de ocupação em relação a agosto de 2020 subiu 2,5 pontos porcentuais, passando a 77,9%. Em junho de 2019, essa taxa era de 83%.

Foto: Azul/Gianfranco Panda
Aeronave da Azul em operação - Foto: Azul/ Gianfranco Panda

O tráfego de passageiros doméstico cresceu 176,9% em relação a agosto de 2020, enquanto a capacidade apontou uma expansão de 166,7%, resultando em uma taxa de ocupação de 78,5%, alta de 2,9 pontos porcentuais comparado com o mesmo período de 2020.

Ante 2019, o tráfego registrou alta de 6,5%, com a capacidade subindo 12%, resultando em uma queda de 4,1 pontos na taxa de ocupação (82,6%).

Rotas internacionais

Já no segmento internacional, o tráfego de passageiros cresceu 125% no comparativo com o mesmo mês do ano anterior, enquanto a capacidade aumentou 134,8%.

Com isso, a taxa de ocupação do segmento ficou em 69,7%, indicando retração de 3 pontos porcentuais. Na comparação com agosto de 2019, o tráfego caiu 78,6% e a capacidade foi 74,1% menor, com taxa de ocupação de 84,2%, recuo de 14,5 pontos.

Em nota, a companhia afirmou que agosto foi outro forte mês para a Azul, à medida que a vacinação contra covid-19 continua progredindo positivamente no Brasil. "As reservas estão aumentando e a tarifa média continua bem acima dos níveis de 2019", disse John Rodgerson, diretor-presidente da aérea.

Acordo com a Emirates

No mês passado, a companhia aérea anunciou um acordo de compartilhamento de voos com a Emirates. As vendas do codeshare entre as empresas tiveram início no último dia 25.

Segundo comunicado, neste primeiro momento oito rotas estarão disponíveis através do codeshare, conectando os clientes que chegam e decolam de Guarulhos (SP) com destino a Cuiabá (MT), Santos Dumont (RJ), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Juazeiro do Norte (CE) e Belém (PA).

Além do acesso à conectividade de malha, o cliente que utilizar o codeshare entre as duas companhias poderá realizar um único check-in e despachar sua bagagem na origem até o destino final. / com Agência Estado

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais