Logo Mais Retorno
Economia

8 dicas para poupar seu dinheiro neste final de ano

Com o final do ano chegando, é importante começar a poupar seu dinheiro para as despesas de início de ano e para conquistar seus objetivos.

Data de publicação:28/12/2021 às 11:32 -
Atualizado 6 meses atrás
Compartilhe:

O início de ano é o terror financeiro para boa parte da família brasileira. Os gastos são muitos: férias, matrículas, materiais escolares, IPVA, IPTU... Além de novas metas e objetivos, os meses de janeiro e fevereiro também são meses de gastos financeiros. Pensando nisso, é importante poupar seu dinheiro neste final de ano.

Foto: Arquivo

Poupar seu dinheiro precisa se transformar num hábito comportamental. Pequenas mudanças serão capazes de impactar positivamente seu orçamento.

Muitas vezes, a economia de dinheiro pode parecer quase impossível. Mas com conscientização e pequenas mudanças de hábitos, é possível começar a poupar seu dinheiro.

Muitas vezes, economizar dinheiro pode parecer impossível, mas saiba que nunca é tarde para começar a poupar. E não precisa mudar seu comportamento da noite para o dia; a conscientização e a mudança nos hábitos, muitas vezes, demanda adaptação. Mas, uma coisa é certa: quando tiver números maiores sobrando na sua conta bancária a satisfação será total.

8 dicas para poupar seu dinheiro

Para realizar os objetivos e metas do próximo ano, é importante começar a poupar seu dinheiro imediatamente. Para isso, siga as dicas abaixo:

  1. Faça uma reflexão sobre o ano que está encerrando;
  2. Crie um planejamento para objetivos;
  3. Faça uma planilha de gastos; 
  4. Corte gastos que são supérfluos;
  5. Comece a investir imediatamente;
  6. Refinancie dívidas altas;
  7. Limite suas despesas.
  8. Encontre uma renda extra.

Dica 1 – Reflita sobre o ano

Como foi sua vida financeira em 2021? Fez mais dívidas? Pagou empréstimos? Está comprando muitos presentes? Fez economia? Conseguiu investir algo?

Responda sinceramente essas questões e analise todas as suas receitas e despesas. Dessa forma, você será capaz de fazer um diagnóstico racional sobre suas finanças. A partir daí, você vai entender onde deve melhorar e o que ainda pode ser explorado.

Dica 2 – Planeje seus objetivos e metas

Se você deseja começar a poupar seu dinheiro já no final do ano, é importante criar objetivos e metas palpáveis e criar um planejamento.

Para isso, estabeleça objetivos financeiros e classifique-os de acordo com prazo: curto, médio e longo. Por exemplo:

  • Objetivos de curto prazo são de até um ano. Ex: viagem, quitação de um empréstimo.
  • Objetivos de médio prazo variam entre 2 e 5 anos. Ex: comprar um carro.
  • Objetivos de longo prazo (10 anos). Ex: Aquisição da casa própria.

Com base nesses objetivos, será possível criar um planejamento mensal para saber quanto você deve poupar seu dinheiro.

Dica 3 – Crie uma planilha de gastos

Como visto, logo no início do ano há diversos gastos. Por isso, é importante criar uma planilha de gastos para incluir todas as suas despesas, sejam elas fixas, esporádicas e emergenciais.

Você precisa visualizar os gastos mensais, para entender onde pode poupar e cortar. É importante que você pense sua vida financeira como se fosse uma empresa. Você precisa saber sua receita, despesas e se no final de cada mês tem lucro ou prejuízo.

Dica 4 – Elimine gastos supérfluos

Com a planilha de gastos em mãos, você vai ser capaz de verificar quais gastos podem ser cortados ou reduzidos. Por exemplos: saídas semanais, almoços caros, diversas assinaturas de TV que você não tem tempo de ver, entre outros.

Pode ser bobagem, mas esses gastos supérfluos fazem muita diferença no final do mês. Tenham sempre em mente que no que diz respeito as finanças pessoais, é imprescindível sofrer um pouco para poupar seu dinheiro, para obter os objetivos no futuro.

Dica 5 – Comece a investir imediatamente

Para poupar, você deve investir. O investimento precisa se tornar um gasto obrigatório na sua planilha. Por isso, comece imediatamente.

Separe uma quantia para investir sempre no início do mês. No momento de pagar os boletos, incluía o “boleto” de investimento”. Dessa forma, você será obrigado a fazer uma aplicação de dinheiro.

No início, não precisa ser um valor alto. É possível investir em bons fundos com baixos valores que cabem no seu bolso e dão segurança.

Dica 6 – Faça o refinanciamento de dívidas altas

Se você tem empréstimos pessoais, rotativo do cartão de crédito, cheque especial com elevadas taxas de juros, é o momento de parar e refletir.

As taxas de juros desses produtos bancários são muito altas. Isso vai gerando uma dívida difícil de ser quitada. Muitas pessoas pensam que juntar uma quantia para pagar os antigos débitos é o melhor caminho, mas não é.

Se você já tem débitos e está pagando caro por eles, a melhor alternativa é refinanciar com juros mais baixos. Para isso, há modalidades de empréstimos com garantia de veículo e de imóvel, com as menores taxas de juros do mercado. Além disso, os empréstimos consignados também apresentam taxas de juros menores.

Ao refinanciar as dívidas em uma única, você vai enquadrar a parcela dentro da sua receita e conseguir poupar dinheiro.

Dica 7 – Limite suas despesas

Os educadores financeiros e economistas aconselham é possível poupar seu dinheiro, limitando as despesas com a regra: 50-30-20. Isso quer dizer que sua receita ou salário deve ser dividido em três partes:

Parte 1 – 50% com gastos fixos e essenciais, como luz, água, gás, condomínio, prestação de casa, escola, entre outros.

Parte 2 – 30% com gastos esporádicos como cinema, barzinho, manicure, barbearia, cabeleireiro, restaurantes etc.

Parte 3 – 20% para investir e realizar seus objetivos definidos. Você pode escolher entre fundos de renda fixa ou variável, de acordo com seu perfil de investidor.

Por exemplo, se uma individuo recebe quatro mil reais por mês, a divisão ficará assim:

  • R$ 2000 para contas fixas;
  • R$ 1200 para contas esporádicas;
  • R$ 800 para investir ou poupar.

É evidente que os compromissos financeiros de pessoas casadas são diferentes dos solteiros. Portanto, é possível flexibilizar o -modelo para: 70 – 20 – 10, caso gastos fixos sejam maiores.

O importante desse modelo é criar o hábito de poupar seu dinheiro e limitar suas despesas, principalmente as esporádicas e não essenciais.

Dica 8 – Encontre uma renda extra

Caso seja possível, você pode encontrar uma fonte de renda extra, mesmo que seja vender objetos que não usa mais, fazer freelancers, dar algum curso, entre outros.

Para quem deseja poupar, ter uma renda extra poder ser uma ótima opção.

Como visto, o hábito de poupar dinheiro requer mudança de hábitos, vontade e disciplina para alcançar seus objetivos e metas.

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!