Open Nav Logo Mais Retorno

Valor Residual

O que é o valor residual?

O Valor Residual é o nome que se dá ao valor patrimonial restante após a depreciação completa de um ativo, ao final de sua vida útil.

A depreciação de um bem é considerada em função do seu tempo de vida útil — ou seja, o tempo considerado como padrão para sua usabilidade de acordo com o tipo de objeto. Uma geladeira, por exemplo, tem vida útil diferente de um computador.

Acontece que, durante ou mesmo após a sua vida útil, raramente um bem perde totalmente o seu valor a ponto de não valer nada. Isso pode acontecer, mas é raro e o estado de conservação precisa ser próximo da perda total. Quando isso não acontece, encontramos o que se chama de valor residual.

Ou seja, o valor residual nada mais é do que o valor de um bem durante ou após o término da sua vida útil. Pensando no contexto empresarial, o valor residual impacta diretamente o ativo da organização, já que é nele que estão registrados os seus bens e direitos.


O que é a depreciação de um bem?

Você já deve ter percebido que, com o passar do tempo, a maioria dos bens vão se deteriorando e, consequentemente, perdendo valor. Para isso, claro, existe uma infinidade de exemplos.

Pense, apenas para entender esse processo, na compra de um carro. Só de você retirá-lo da concessionária e ir até a sua casa, pode ter certeza de que o preço de mercado deste veículo reduziu em relação ao que você pagou.

Imagine agora o impacto sobre esse mesmo carro em um período ainda maior como três, cinco ou dez anos. É evidente que, a cada ano, esse bem que você adquiriu tem menor valor para o mercado e, portanto, ele vai se desvalorizando.

Existem alguns motivos para isso acontecer. Um deles é que a marca lançou novos modelos do veículo e, portanto, eles chamam mais atenção de novos compradores. Outra situação comum é o próprio uso do carro que faz com que ele vá se desgastando ao longo do tempo.

Essa desvalorização não é exclusiva de veículos. Móveis, máquinas, equipamentos e muitos outros bens também lidam com essa situação. Tecnicamente, em relatórios financeiros, essa perda de valor é chamada de depreciação.

Como calcular o valor residual?

Para efeitos contábeis, geralmente as empresas usam a vida útil do seu bem e dividem o seu valor de maneira linear. Desta forma, é preciso considerar o seu valor residual, algo que pode ser encontrado utilizando a fórmula a seguir:

Valor Residual = Valor Inicial - (Depreciação x tempo de utilização)

Vamos a um exemplo para que fique mais fácil de entender esse cálculo do valor residual. Suponha a compra de uma máquina que custou para uma empresa o valor de R$ 500.000,00.

Esse tipo de bem costuma ter vida útil de 10 anos, o que nos traz uma depreciação de 10% ao ano (ou, de maneira mais objetiva, a perda de valor é de R$ 50.000,00 a cada ano). Vamos considerar também que ela está no seu sexto ano de uso.

Aplicando a nossa fórmula, podemos encontrar o valor residual da nossa máquina em questão:

Valor Residual = 500.000 - (50.000 x 6) = 500.000 - 300.000 = 200.000

Ou seja, o valor residual dessa máquina é de R$ 200.000,00 nesse momento hipotético.

Qual o impacto do valor residual?

Pensando na parte financeira de um negócio, o valor residual também traz um impacto importante aos gestores da empresa. Esse impacto é o imposto a ser pago.

Os impostos sobre os bens são diretamente atrelados ao seu valor. Pense no IPVA do carro, por exemplo. Ele é cobrado multiplicando a taxa pelo valor de mercado do veículo.

Ou seja, isso significa que quanto menor o valor residual, também será menor o imposto a ser pago pela empresa. Além disso, para itens que necessitam de cobertura de seguro, o custo de contratação do serviço também é reduzido.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados