Open Nav Logo Mais Retorno

Valor Extrínseco

O que é valor extrínseco?

O valor extrínseco é, por definição literal, algo que vem do externo a um objeto, pessoa ou elemento. Dentro do mercado financeiro, esse conceito segue a mesma lógica, mas desta vez aplicada aos ativos financeiros.

Quando se usa esse termo, os investidores fazem referência ao valor no tempo de um investimento, principalmente relacionado com as ações e com o mercado de opções. Também se usa muito a menção como valor de expectativa.


O que é o valor no tempo de um ativo?

O valor no tempo de uma ação diz respeito aos riscos envolvidos no tempo de exposição de capital. Ele também é usado como metodologia para mensurar nível de incerteza que um ativo traz ao seu investidor, pesando na sua tomada de decisão.

Se uma ação tem um elevado valor extrínseco, isso quer dizer que o seu risco em função do tempo é alto e há maior incerteza sobre a confiança de um determinado investimento. Quanto menor o seu valor extrínseco, menos risco está envolvido naquele ativo financeiro.

Por essa lógica, a análise de composição de valor de um ativo pode indicar o caminho a ser tomado, dependendo obviamente do perfil de um investidor. Aqueles mais conservadores provavelmente vão preferir vender do que comprar ações com alto valor extrínseco, ainda que elas representem um bom potencial de ganho.

O que interfere na definição do valor extrínseco de um ativo?

Como mencionamos na abertura desse texto, o extrínseco está ligado ao externo. Isso significa que os riscos citados no tópico anterior têm muita relação com o ambiente externo do cenário econômico.

Neste sentido, pode-se citar como exemplo as expectativas do mercado (ou seja, como os próprios investidores enxergam o potencial daquele ativo ao longo do tempo) e o grau de volatilidade (ou seja, a maneira com a qual a precificação do ativo se move ao longo do tempo dentro do cenário financeiro).

Esses aspectos sofrem interferência direta do risco de oportunidade também, que reflete a possibilidade de perder melhores oportunidades no momento em que o capital estiver empregado. É uma situação comum, mas que deve ser ponderada.

O valor extrínseco no mercado de opções

Quando se fala de precificação e valor, é natural que os olhos se voltem para as ações. No entanto, o mercado de opções trabalha fortemente com esse conceito também.

Em suma, a ideia segue de avaliação e mensuração de riscos versus a expectativa de crescimento e, consequentemente, de lucro de uma opção.

O cálculo do valor extrínseco, aliás, é diretamente relacionado ao intrínseco. Suponha, por exemplo, que você tenha uma opção que seja negociada a R$2,00 cujo cálculo do valor intrínseco seja de R$1,30. Isso significa que a diferença (R$0,70) remete ao valor extrínseco dessa opção.

Para que você entenda a lógica dessa conta, a soma dos dois tipos de valores de um ativo financeiro representam o prêmio da opção. O intrínseco foca no potencial interno da empresa em questão, enquanto que a visão externa gerencia o risco e o tempo, como vimos anteriormente.

Valor extrínseco x valor intrínseco: qual é mais importante?

Uma dúvida muito comum é como associar diferentes tipos de valores de um ativo. Ou seja, comparado ao valor intrínseco, qual é o melhor instrumento para uma tomada de decisão?

Na realidade, não há um melhor do que o outro, mas sim ferramentas que se complementam. Se o valor extrínseco retrata o valor do tempo de um ativo, o valor intrínseco se relaciona com os aspectos internos de precificação, considerando principalmente o seu potencial de crescimento.

Portanto, o ideal é que o investidor utilize-se das suas métricas para encontrar boas oportunidades dentro do mercado financeiro.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados