Open Nav Logo Mais Retorno

Treasuries

O que são treasuries?

Os Treasuries são o conjunto de títulos públicos que são emitidos pelo governo federal dos EUA e que tem como propósito de financiamento das despesas públicas nacionais. Um treasury é um desses títulos de dívida do governo norte-americano que gera juros até o vencimento para os investidores que aplicarem seus recursos neles.

Os títulos do tesouro fazem parte da categoria maior de títulos públicos, um tipo de ativo emitido por um governo nacional com o compromisso de pagar pagamentos de juros periódicos conhecidos como "cupons", bem como o principal no vencimento.

Os treasuries, portanto, são os títulos de dívida do governo norte-americano, assim como os títulos do Tesouro Direto são referentes às dívidas do governo brasileiro.

Esses títulos são conhecidos no mercado como "livres de riscos"; eles são emitidos pelo governo dos EUA com, teoricamente, o menor risco de inadimplência do mundo.


Entendendo os treasuries

 

Os treasuries são divididos em quatro tipos de dívida emitidos pelo Tesouro dos EUA para financiar as atividades de gastos do governo. São eles:

  • Letras do Tesouro (Treasury Bills ou T-Bills);
  • Notas do Tesouro (Treasury Notes ou T-Notes);
  • Títulos do Tesouro (Treasury Bonds ou T-Bonds);
  • Títulos protegidos por inflação do tesouro (TIPS — Treasury Inflation-Protected Securities).

Todos os títulos variam de acordo com o seu vencimento e juros pagos.

Eles são considerados pontos de referência para suas categorias comparáveis ​​de renda fixa, pois são praticamente isentos de riscos, apoiados pelo governo dos EUA, que pode aumentar impostos e aumentar a receita para garantir pagamentos completos.

Esses investimentos também são considerados benchmarks em suas respectivas categorias de renda fixa, porque oferecem uma taxa básica de retorno livre de risco com o menor rendimento da categoria.

Faixas de vencimento dos treasuries

Os treasuries são emitidos com vencimentos que podem variar de 10 a 30 anos. Eles são emitidos com uma denominação mínima de US $ 1.000 e os pagamentos de cupons nos títulos são pagos semestralmente.

Os títulos são vendidos inicialmente por meio de leilão no qual o valor máximo de compra é de US $ 5 milhões se a oferta não for competitiva ou 35% da oferta se a oferta for competitiva.

Uma oferta competitiva indica a taxa que o licitante está disposto a aceitar; é aceito dependendo de como ele se compara com a taxa definida do título. Uma oferta não competitiva garante que o licitante receba o título, mas ele precisa aceitar a taxa definida. Após o leilão, os títulos podem ser vendidos no mercado secundário.

Como funciona o mercado secundário?

Existe um mercado secundário ativo para os treasuries norte-americanos, tornando-os investimentos altamente líquidos. O mercado secundário também faz o preço dos títulos flutuar consideravelmente no mercado de negociação.

Como tal, as taxas atuais de leilão e de rendimento dos treasuries determinam seus níveis de preços no mercado secundário.

Semelhante a outros tipos de títulos, os treasuries no mercado secundário veem os preços baixarem quando as taxas de leilão aumentam, à medida que o valor dos fluxos de caixa futuros do título é descontado pela taxa mais alta. Inversamente, quando os preços aumentam, a taxa de leilão diminui.

Como investir em Tresuries no Brasil?

A bolsa brasileira realiza negociações de títulos da dívida pública do Tesouro dos Estados Unidos por meio do Contrato Futuro de US Treasury Note, de 10 anos. Lembrando que a liquidação é apenas financeira, ou seja, os ajustes diários e o valor dos títulos são convertidos em reais na data do cálculo, de acordo com a divulgação do Banco Central.

 

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados