O que é Tabela FIPE?

A Tabela FIPE é uma referência utilizada no mercado automotivo, por meio da qual é possível identificar o preço médio de veículos novos e usados. Além de ser utilizada na compra e venda de automóveis, também é importante para o cálculo do preço de seguros e financiamentos, e até mesmo do IPVA. É considerada a principal referência de preços disponível nesse mercado.


Como surgiu a Tabela FIPE?

FIPE, na realidade, é a sigla para Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, instituição responsável pela elaboração da Tabela FIPE. A Fundação é uma pessoa jurídica de direito privado, criada para, entre outros objetivos, prestar apoio às atividades do Departamento de Economia da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP, em São Paulo.

A Fundação foi criada em 1973 e, em 2001, começou a disponibilizar a Tabela FIPE. Ela também trabalha para fornecer outras referências importantes, como o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) e a POF (Pesquisa de Orçamentos Familiares).

Como a Tabela FIPE é elaborada?

Para elaborar a Tabela FIPE, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas envia uma equipe de entrevistadores às concessionárias, onde eles podem coletar os dados sobre diferentes marcas, modelos e versões de veículos. O valor levantado é aquele praticado ao consumidor final, com pagamento à vista.

Os valores são expressos em Reais. O ano do veículo refere-se ao ano-modelo, e não ao ano em que foi comprado. Outro ponto importante é que a Tabela é atualizada mês a mês. Na consulta, é possível verificar o valor do veículo no mês corrente ou, ainda, em períodos anteriores. 

A Tabela FIPE, então, reflete a média dos valores informados pelos vendedores. No cálculo dessa média, são excluídos os preços destoantes, aqueles muito altos ou muito baixos que são apurados em poucos casos. Isso evita distorções na informação.

É interessante observar que não são considerados veículos especiais, como blindados, personalizados e transformados, nem aqueles vendidos a frotistas, revendas e ao governo.

Para carros e utilitários, a Tabela FIPE tem informações a partir do ano-modelo de 1985; enquanto isso, para caminhões e microônibus, a partir do ano-modelo de 1981; para motos, triciclos e quadriciclos, a partir do ano-modelo de 1990.

No caso de veículos zero km, a FIPE apura informações dentro de uma versão com opcionais básica, intermediária e completa.

Como a Tabela FIPE é utilizada?

Embora a Tabela FIPE seja útil para outros fins também, é na compra e venda de veículos seminovos e usados que ela é mais importante, para evitar que o produto seja super ou subvalorizado. Desta maneira, a Tabela é um instrumento que permite que as pessoas estejam bem informadas e equaliza os lados na negociação de um veículo.

Ainda assim, é preciso lembrar que os valores da Tabela FIPE são de referência. Por isso, na hora de realmente comprar ou vender um veículo, calcular um seguro ou um financiamento, podem ser aplicados fatores de correção, considerando conservação, quilometragem, melhorias realizadas pelo proprietário.

Imagine, por exemplo, que você quer vender um carro de 2014. Segundo a Tabela, o valor atual desse automóvel, considerando marca, modelo e versão, é R$25.000. No entanto, o seu carro está em condições especialmente boas, pois você sempre cuidou muito bem dele. Nesse caso, é possível vendê-lo por um preço maior. Da mesma forma, se o carro sofreu danos, em decorrência de acidentes ou mau uso, você pode receber ofertas inferiores a esse valor.

Além disso, a Tabela também permite comparar diferentes veículos e identificar aqueles que sofrem menos desvalorização com o passar do tempo. Apostar na compra de um desses veículos é a melhor forma de proteger o dinheiro gasto, especialmente para quem, de alguma forma, depende dele para o trabalho. 

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

Direitos de Subscrição

Os Direitos de Subscrição são um benefício concedido aos acionistas de empresas e cotistas de fundos imobiliários. Entenda como eles funcionam.

Veja outros termos