Última modificação em 20 de outubro de 2020

O que é subemprego?

O subemprego é uma das formas de trabalho e uma maneira de medir a utilização de mão de obra em uma economia que avalia como a força de trabalho é utilizada em termos de experiência, disponibilidade para trabalhar e em relação às habilidades dos trabalhadores. Ele pode ser causado por uma série de fatores diferentes, desde ciclos de negócios até crises econômicas.

Dentre as pessoas classificadas como subempregadas estão as altamente qualificadas, mas que, por qualquer motivo, trabalham em empregos de baixa remuneração ou qualificação. O trabalho informal também costuma ser classificado como subemprego, uma vez que é instável e não oferece garantias como as de autônomos formalizados, por exemplo.

Esse fenômeno se difere do desemprego, já que o indivíduo está trabalhando, só que não em sua total capacidade e valorização.

Por que o subemprego é tão desvantajoso?

Mesmo que o subemprego possa oferecer algumas poucas vantagens à primeira vista, as desvantagens são bem maiores quando comparadas. A primeira delas é o fato de muitas vagas nessa modalidade não oferecerem carteira assinada, o que deixa o profissional sem direitos como férias remuneradas, auxílios em casos de imprevistos ou de doenças.

Com isso, também não há contribuição previdenciária, o que prejudica o acesso à aposentadoria e faz com que a pessoa se sujeite a se manter subempregada em uma idade avançada para conseguir se manter e, muitas vezes, manter a família.

Outros pontos de desvantagem de um subemprego são o fato da renda normalmente não ser fixa, o que atrapalha o trabalhador de pedir financiamentos — de automóveis ou imóveis, por exemplo — ou empréstimos bancários e a constante preocupação com o andamento da economia, já que não há seguridade nenhuma pelas leis trabalhistas, o que deixa as pessoas nessa situação em estado de alerta constante.

O que leva alguém a ter um subemprego?

O subemprego pode ser causado por diversos fatores. O período durante e logo após uma recessão, por exemplo — que é caracterizado pela redução de pessoal nas empresas e desligamento de profissionais qualificados — é caracterizado por esse fenômeno.

Outra causa do subemprego pode ser as mudanças que ocorrem no mercado de trabalho por conta do avanço da tecnologia. Isso porque, conforme as descrições dos cargos mudam ou são automatizadas, muitos trabalhadores são dispensados e podem ser treinados novamente ou aposentados. Os que não têm recursos para se reinventar, geralmente, estão mais suscetíveis a encontrarem esse tipo de trabalho.

Os negócios que trabalham com ciclos ou sazonalidade também podem ser considerados como subemprego. Esse tipo de trabalho, geralmente considerado como mais “fácil” por não exigir formação específica, atrai cada vez mais pessoas que encontram nele uma oportunidade e acabam ocupando a mesma vaga por um bom tempo. É o caso dos trabalhadores de setores como o de alimentação e de hospitalidade, que comumente se consideram como subempregados.

Quais são os tipos de subemprego?

Existem alguns tipos de subemprego, sendo o primeiro deles o chamado subemprego visível, em que o indivíduo trabalha menos horas que o necessário para um emprego de tempo integral na área de escolha. Por conta do horário reduzido, é preciso trabalhar em dois ou mais empregos de meio período para que seja possível sobreviver.

Já o segundo tipo é o subemprego invisível, que ocorre quando alguém não consegue encontrar um emprego na área escolhida — ou de formação. Por consequência, precisa trabalhar em algo que não é compatível com o seu conjunto de habilidades e, na maioria dos casos, o pagamento recebido é muito abaixo dos padrões do setor.

Por fim, o terceiro tipo de subemprego acontece quando alguma pessoa não consegue encontrar trabalho na área de escolha e, por isso, abandona completamente o mercado de trabalho e não procura mais por qualquer emprego por um período. Geralmente, esses casos acontecem durante algum tipo de crise econômica ou tecnológica e, por esse motivo, é estatisticamente mais difícil de medir.

Termo do dia

Planejamento tático

O que é planejamento tático? Planejamento tático é o tipo de planejamento, feito a nível intermediário da hierarquia de uma empresa, que busca otimizar os departamentos,…