Open Nav Logo Mais Retorno

S&P 500

O que é S&P 500?

Esta é a abreviatura do Standard & Poor's 500 Index. Trata-se de um índice financeiro que lista as maiores ações (por valor) cotadas nas bolsas americanas.

Esse índice inclui 500 empresas líderes e reflete aproximadamente 80% da cobertura de capitalização de mercado de ações dos Estados Unidos. Ele surgiu oficialmente em 4 de março de 1957, lançado pela Standard & Poor's (justamente daí vem o nome S&P).

Sua metodologia de constituição e ponderação o diferencia de índices como o Dow Jones Industrial Average ou o NASDAQ. Muitos consideram a melhor representação do mercado de ações dos EUA e um barômetro da economia americana.


Como funciona o S&P 500?

O S&P 500 utiliza um método de ponderação de capitalização de mercado, o qual permite que uma porcentagem maior seja atribuída às empresas com maior capitalização de mercado.

A capitalização de uma empresa é calculada multiplicando o preço atual da ação pelo número de ações em circulação.

O S&P utiliza apenas ações de free float, ou seja, ações disponíveis para negociação pública. Assim, a  Stand and Poor's ajusta a capitalização de mercado de cada empresa para compensar novas emissões ou fusões corporativas.

O valor do índice é calculado adicionando as capitalizações de mercado ajustadas de cada uma das 500 empresas e dividindo o resultado por um  divisor. Esse divisor é uma informação proprietária da Stand & Poor's e não é divulgado ao público.

No entanto, podemos calcular o peso de uma empresa no índice, o que pode fornecer aos investidores informações valiosas. Se uma ação subir ou descer, podemos ter uma ideia do impacto que isso pode ter no índice geral.

Por exemplo, uma empresa com uma ponderação de 10% terá um impacto maior no valor do índice do que uma empresa com uma ponderação de 2%.

Como são escolhidas as empresas que compõe o S&P 500?

Um comitê seleciona cada uma das 500 corporações do índice com base em sua liquidez, tamanho e indústria. Ele reequilibra o índice trimestralmente, em março, junho, setembro e dezembro.

Para se qualificar para o S&P 500, é necessário atender aos seguintes requisitos:

  • Deve ter operação nos Estados Unidos;

  • Ter um valor de mercado mínimo de US$ 6,1 bilhões;

  • Ao menos 50% das ações devem estar disponíveis ao público;

  • Preço mínimo de US$ 1 por ação;

  • Pelo menos 50% de seus ativos fixos e receitas devem estar nos Estados Unidos.

  • Contar com resultados positivos em pelo menos quatro trimestres seguidos;

  • As ações devem ser listadas na Bolsa de Valores de Nova York, Investors Exchange, NASDAQ ou BATS.

Quais empresas fazem parte do S&P 500?

Os integrantes desse índice são dos mais variados segmentos de mercado. Confira a seguir as 20 empresas que estão no topo do S&P 500 atualmente:

  1. Microsoft Corp

  2. Amazon.com Inc

  3. Apple Inc

  4. Alphabet Inc

  5. Berkshire Hathaway Inc

  6. Facebook Inc

  7. Visa Inc

  8. Johnson & Johnson

  9. JPMorgan Chase & Co

  10. Exxon Mobil Corp

  11. Walmart Inc

  12. Procter & Gamble Co

  13. Bank of America Corporation

  14. Mastercard Inc

  15. The Walt Disney Co

  16. Pfizer Inc

  17. Verizon Communications Inc

  18. Cisco Systems Inc

  19. UnitedHealth Group Inc

  20. AT&T Inc

Se você desejar conhecer a lista completa de empresas que fazem parte do índice, clique aqui.

Qual a diferença dos outros índices?

O S&P 500 é considerado o índice preferencial dos investidores institucionais devido à sua profundidade e amplitude. O índice Dow Jones, por exemplo, sempre esteve associado ao indicador de mercado acionário dos EUA para investidores de varejo.

Além disso, os investidores percebem o S&P 500 como sendo mais representativo dos mercados de ações dos EUA, uma vez que inclui mais ações (500 contra 30 do Dow Jones).

Outra diferença é que o S&P 500 leva em consideração a ponderação da capitalização de mercado, enquanto o Dow Jones considera o preço da ação.

Já quando comparado ao índice NASDAQ Composite, é possível perceber que o S&P 500 possui maior amplitude.

O índice calculado pela Stand & Poor's leva em consideração todas as bolsas americanas. Já o NASDAQ Composite é baseado nas mais de 4.000 ações negociadas na Nasdaq Stock Market. No entanto, a grande maioria das empresas que negociam nessa bolsa é de tecnologia, o que leva a uma segmentação.

Como usar o S&P 500 para investir?

Você pode usar o S&P 500 como um indicador e identificar o quão bem a economia norte-americana está se saindo. Se o índice estiver em alta, então pode ser um bom momento para investir, pois mostra que há confiança na economia.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados