Última modificação em 17 de setembro de 2019

O que é o Serviço Social da Indústria (SESI)?

Serviço Social da Indústria (SESI) é o nome dado à instituição privada brasileira de promoção do bem-estar e qualidade de vida dos funcionários da Indústria, assim como de seus dependentes, familiares e da sociedade em geral.

Dentre as áreas de atuação do SESI estão a assistência social, a cultura, a educação, o lazer e a saúde, que são promovidos através de programas ligados à formação, informação e prestação de serviços ao público-alvo.

O SESI conta ainda com uma ampla estrutura administrativa, que o permite estar presente em todos os 27 estados brasileiros. A sua organização e supervisão fica por conta da Confederação Nacional da Indústria (CNI), que também é responsável por outras importantes instituições, como é o caso do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (o SENAI) e do Instituto Euvaldo Lodi (IEL).

A criação do SESI se deu ainda em 1946, o que lhe confere a expertise de mais de 7 décadas de atuação no desenvolvimento humano, social e cultural de crianças, jovens, adultos e idosos em diversas áreas do país.

Com suas unidades regionais, o SESI é capaz de criar programas específicos para atender às necessidades especiais de cada um desses sujeitos, que varia conforme o seu contexto sócio-econômico e o complexo empresarial da área em que vivem.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Como o Serviço Social da Indústria (SESI) funciona?

O SESI é uma instituição de direito privado e toda a sua administração é subordinada às diretrizes do CNI.

Especificamente para o gerenciamento do SESI, fora criado o Conselho Nacional do SESI, que é o responsável por definir os seus programas, supervisionar as suas atividades e estabelecer metas a serem cumpridas pelas unidades.

O Conselho Nacional do SESI é formado por: o presidente do próprio CNI, presidentes das federações de indústrias de cada estado e representantes do Instituto Nacional da Seguridade Social (o INSS), entre outros membros ilustres do setor industrial.

Para o financiamento da instituição é recolhida uma alíquota fixa de cada empresa ligada ao setor industrial do Brasil. A taxa incide diretamente sobre a folha de pagamento, assim como os demais encargos e tributos, sendo primeiramente destinado ao Estado.

A esse último cabe repassar os valores recolhidos à título de contribuição ao CNI, que então a distribui entre cada uma de suas instituições (SESI, SENAI e IEL).

Por estar inteiramente atrelado à folha de pagamento das indústrias, o orçamento do SESI aumenta conforme o setor cresce e emprega mais pessoas - segundo estimativas, o valor arrecadado pela organização dobra a cada 6 anos.

Para que serve o Serviço Social da Indústria (SESI)?

Como você já sabe, o SESI se dedica a promover a assistência, a cultura, educação, o lazer e a saúde para os empregados da Indústria, os seus parceiros e filhos, assim como da comunidade à sua volta.

Alguns exemplos de como isso é feito:

Incrível, não? Mas ainda que todos esses programas (assim como os outros que não entraram nessa pequena lista que compusemos) sejam de extrema relevância para a população, nem todos são oferecidos em todas as unidades do SESI.

Isso acontece porque a programação tende a privilegiar as necessidades locais e a demanda por atividades específicas da região, tanto por eventos, quanto por cursos e afins.

Termo do dia

Ágio

O que é o ágio? Ágio é um termo utilizado no mercado financeiro para designar a diferença entre o valor de mercado de um produto e…

Veja outros termos