Última modificação em 15 de julho de 2020

O que é Salário Bruto?

Seria um sonho se o salário acertado com a empresa e informado na carteira de trabalho fosse o mesmo que caísse na conta bancária todos os meses, não é mesmo? O sonho, na verdade, corresponde ao salário bruto, a quantia que serve de base para o pagamento pelos seus serviços prestados em uma companhia.

No entanto, os trabalhadores com carteira assinada estão sujeitos a descontos e contribuições obrigatórias, e outras que são opcionais, conforme os benefícios oferecidos pela empresa.

Dessa forma, o empregado deve ter em mente que o salário bruto é considerado para o cálculo de parcelas de empréstimo e descontos, como impostos.

Na prática, isso quer dizer que ele vai receber um valor menor, do qual já foram subtraídas algumas despesas. E é essa quantia que deve ser usada para ele se planejar para futuras despesas e investimentos.


Como funciona o salário bruto?

 

Ele é uma base do valor reconhecido pela empresa para a prestação de serviços pelo trabalhador. O salário bruto pode usar como referência o piso salarial da categoria do empregado conforme a área profissional, nível de experiência e cargo a ser ocupado.

O salário bruto é utilizado para alguns dos descontos feitos em folha de pagamento, como é o caso do INSS. A contribuição à seguridade social é proporcional aos ganhos do empregado, ou seja, quanto mais ele ganha, maior é a contribuição.

Atrelado ao salário bruto e ao INSS está o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF), para o caso de trabalhador que se enquadre na faixa em que seja obrigado a fazer a declaração.

No caso, o IRRF é calculado sobre o salário bruto com alguns descontos, como INSS, pensão alimentícia, previdência privada (PGBL) e número de dependentes.

O salário bruto também é usado como base para o cálculo das parcelas de empréstimos e financiamentos. Por isso, deve-se considerar um acréscimo em cada prestação, já que as parcelas são definidas em um valor diferente do que se ganha.

Diferença entre salário bruto e salário líquido

A diferença é simples, mas de extrema importância quando se fala em finanças pessoais e qualquer plano mais ousado com o próprio dinheiro.

Como visto anteriormente, o salário bruto corresponde à referência de salário que é paga ao funcionário, mas não corresponde ao que de fato será depositado na conta bancária dele.

Entre as contribuições e descontos, obrigatórios e opcionais, estão:

Além das despesas acima, também entram as parcelas de empréstimo consignado, caso o empregado o faça. Ele é descontado diretamente do salário bruto, reduzindo ainda mais o salário líquido, o que requer um controle maior sobre as finanças.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

Keynes

Quem foi John Maynard Keynes John Maynard Keynes foi apontado pela revista norte-americana Time como uma das personalidades mais importantes do século passado. Economista fundador da…

Veja outros termos