O que é Revolução Industrial?

Como o próprio nome sugere, a Revolução Industrial compreende ao processo de transformação ao qual as indústrias já se submeteram ao longo do tempo.

Esse processo evolutivo ficou marcado por uma série de “revoluções”, resultando no mercado industrial que conhecemos hoje.

Por um segundo, imagine a vida sem a existência de qualquer fábrica ou maquinário. Estranho, né? Parece que sequer é possível viver dessa forma!

Bom, nos dias atuais realmente seria muito complicado. Porém, inúmeras populações já passaram pela necessidade de adaptação, até sermos a sociedade de hoje.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Qual foi o marco de cada Revolução Industrial?

A Primeira Revolução Industrial aconteceu em meados do século 18, na Inglaterra. Na época, qualquer tipo de produção consolidava-se por trabalhos manuais, de forma artesanal. A partir da invenção de máquinas a vapor, o processo fabril foi adaptado a este novo recurso.

Não pense que essa revolução aconteceu de maneira pacífica, pois não foi bem assim. Muito pelo contrário, camponeses estavam perdendo seus empregos e os que continuavam a trabalhar, eram submetidos a péssimas condições laborais. 

Essas, e algumas outras dificuldades, geraram uma série de revoltas conhecidas historicamente.

A Segunda Revolução Industrial aconteceu após a expansão da primeira, para países como Estados Unidos e Japão. Seu marco principal aconteceu através da utilização de eletricidade nos campos de produção, já que até então, tudo era movido apenas a carvão.

Já a Terceira Revolução Industrial aconteceu em meados da década de 1960, ou seja, foi um processo mais próximo aos tempos atuais. Naquela época, surgiam os primeiros computadores e redes de comunicação.

Com o emprego de tais tecnologias, a produção de mercadorias passou a acontecer de maneira muita mais acelerada, sem que dizer que sua circulação entre diversos países também acontecia com mais facilidade.

Por fim, chegamos a Quarta Revolução Industrial – ou Indústria 4.0, como também é conhecida. Vivemos esta quarta fases ainda nos dias de hoje, onde a combinação de nanotecnologia, neurotecnologia, biotecnologia e inteligência artificial dão origem à chamada era robótica.

Bom, após essa breve viagem histórica pelas diversas fases de Revolução Industrial, é possível compreender quantas mudanças já aconteceram na indústria até ela ser o que conhecemos hoje, não é?

Como a Revolução Industrial influencia o mercado financeiro?

Antigamente, os donos de indústrias dispunham de muitos gastos nos processos de fabricação. Ora porque a matéria prima era escassa, ora porque demandavam muitos funcionários.

Pouco a pouco, o processo de fabricação se tornou mais rápido e prático, com o emprego dos diversos recursos citados anteriormente. Sem contar que, a partir de tal facilidade, se expandiu para muitos outros segmentos.

Ou seja, se era mais fácil produzir, também seria mais fácil de vender. Isso porque, produtos que não exigem tanto gasto em sua fabricação, poderão facilmente ser vendidos a preços mais acessíveis no mercado.

Automaticamente, o avanço na urbanização de território, em conjunto com o aumento populacional em suas diversas classes, fez com que a sociedade adquirisse um hábito consumista.

Quantos mais produtos estão disponíveis, mais serão comprados, e mais serão produzidos. Essa é, sem dúvida, uma grande engrenagem que favorece o crescimento do mercado financeiro.

Além disso, com a expansão de segmentos e avanços tecnológicos, as indústrias passaram a necessitar de mais qualificação em sua mão-de-obra. Uma série de novos cargos surgiram, aos quais exigem até hoje muita competência profissional.

Tal competência profissional é adquirida através de investimentos no campo acadêmico, pela própria população interessada no serviço.

Como você pode notar, a Revolução Industrial proporcionou impactos em muitas áreas de nossas vidas. 

Assim como qualquer avanço, o processo evolutivo da indústria segue acompanhando e se desenvolvendo de acordo com novos tempos e novas eras.

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

Patrimônio Líquido

O que é Patrimônio Líquido? O Patrimônio Líquido é mais um grupo que faz parte do Balancete e do Balanço Patrimonial das empresas. Esse grupo, em…

Veja outros termos