O que é um profissional autônomo?

Um profissional autônomo é aquele que trabalha por conta própria. Ou seja, sem estabelecer qualquer tipo de vínculo empregatício com uma empresa.

Aqui, obviamente, não significa que uma pessoa da categoria não possa ter uma empresa como cliente. Apenas que ela, enquanto profissional autônomo, não deve ser registrada como funcionária ou colaboradora.

Esse é um formato de atuação que vem crescendo bastante ao longo dos últimos anos, em especial pelo surgimento de atividades e formas de comunicação que não existiam antigamente. Hoje, afinal, a internet criou novas oportunidades. 

Podemos mencionar como exemplos de profissionais que costumam ser autônomos os arquitetos, dentistas, designers, tradutores ou fotógrafos, por exemplo.

Repare que essas profissões podem perfeitamente estar dentro de uma empresa, como contratados. No entanto, neste caso, elas deixam de ser independentes. Para ser um profissional autônomo, você não pode ter qualquer vínculo empregatício.


Quais são as vantagens de ser um profissional autônomo?

A principal vantagem de ser um profissional autônomo é a liberdade. Não ter uma empresa significa também não ter um chefe ou poder gerenciar os seus próprios horários. É você quem determina quando vai trabalhar.

De um modo natural, esse formato de atuação acaba por permitir maior qualidade de vida. Se o trabalhador for organizado, ele vai conseguir destinar maior tempo para a família e atividades de lazer, algo gratificante.

Além disso, o ganho financeiro passa a ser por projeto (ou cliente). Ou seja, você fecha um acordo, desenvolve a atividade e o seu cliente paga pelo serviço. Não há, geralmente, continuidade neste ciclo.

Por um lado isso pode ser positivo na medida em que não haverá um teto salarial. Os seus ganhos podem ser maiores se houver demanda para isso. Por outro lado, há maior instabilidade financeira. Alguns meses podem oferecer muito trabalho, enquanto outros apresentarem maior escassez.

Por fim, ao contrário do que costuma acontecer nas empresas, o profissional autônomo não precisa ter qualificação profissional. É claro que ela é desejável, mas por atuar por conta própria, não será necessário atender a alguns requisitos tradicionais do mercado de trabalho.

Quais os riscos de ser um profissional autônomo?

Já em relação aos riscos deste formato de atuação, podemos começar pela instabilidade financeira, mencionada no tópico anterior. Não haverá um salário fixo, algo que se tem enquanto empregado(a). E isso pode ser um problema.

Ademais, não ser empregado consiste em não ter uma relação formal com uma empresa. Ou seja, você não terá mais carteira assinada (CLT) e, como consequência, perderá alguns benefícios como férias ou 13º salário, por exemplo.

Há também questões mais pessoais. Geralmente, o profissional autônomo trabalha sozinho. Esse isolamento, portanto, é um risco, especialmente para pessoas mais comunicativas.

Em relação à produtividade, a falta de um chefe exige organização. Não haverá alguém para direcionar o que deve ser feito, de modo que o profissional autônomo deve possuir essa capacidade de direcionamento das atividades e prazos.

Profissional autônomo x profissional liberal: quais são as diferenças?

Uma confusão muito comum no mercado de trabalho acontece entre o profissional autônomo e o profissional liberal. A principal diferença está sobre a qualificação técnica.

Enquanto o profissional autônomo, como vimos, não precisa de formação, essa qualificação técnica é obrigatória para o profissional liberal. Um advogado que atue por conta própria, sem trabalhar para uma empresa, pode ser considerado tanto autônomo como liberal, pois ele possui formação superior.

Há ainda uma questão importante em relação ao Imposto de Renda. Para o profissional autônomo, o MEI é uma ótima opção para formalização. No entanto, o profissional liberal não pode ser um MEI, pois a atividade é considerada intelectual.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

Patrimônio Líquido

O que é Patrimônio Líquido? O Patrimônio Líquido é mais um grupo que faz parte do Balancete e do Balanço Patrimonial das empresas. Esse grupo, em…

Veja outros termos