Última modificação em 21 de outubro de 2020

O que é pregão eletrônico?

O pregão eletrônico é o atual formato de negociação de ativos da Bolsa de Valores. Ele permite que investidores tomem decisões de compra e venda pela internet, atuando de maneira online.

Vale reforçar que o pregão é o nome utilizado para se referir ao "dia de trabalho" dentro da Bolsa de Valores. Antigamente, como veremos no próximo tópico, só era possível participar do Mercado Financeiro com comandos de voz por parte dos corretores.

Hoje, o cenário é bem diferente justamente com a implantação do pregão eletrônico, substituindo em definitivo o modelo anterior de negociação. No Brasil, o horário de funcionamento para ações, por conta do horário de verão dos EUA, é entre 10h e 16h55, com o início do leilão de fechamento neste horário. O cancelamento de ofertas acontece das 17h25min às 17h30min, e das 17h30min às 18h, acontecem as negociações no after market.

Em um período normal, a bolsa de valores finaliza suas negociações às 17h e o after market a partir das 17h30 às 18h.

Importante: durante o governo de Jair Bolsonaro foi definido que não haveria horário de verão, entretanto, se por ventura em algum outro governo isto mudar, o horário de funcionamento da B3 consequentemente mudará também!

Caso você queira encontrar o funcionamento do pregão para outros formatos de ativos, o ideal é consultar o site oficial da B3, a Bolsa de Valores em operação no Brasil. Lá estará disponível não apenas o tempo de negociação, como outras informações para cada tipo de mercado.

Como funcionava a Bolsa de Valores antes do pregão eletrônico?

Quem chega até a Bolsa de Valores hoje em dia para negociar ações de empresas nem imagina como era o seu funcionamento em um passado relativamente recente. Nem sempre foi possível comprar e vender ativos no silêncio da sua casa.

Antigamente, a tecnologia disponível era limitada e, consequentemente, não era possível fazer a negociação de maneira online. Vale lembrar que, dentro da história global, computadores e internet são duas inovações relativamente recentes.

Assim, até a implantação dessas tecnologias, o jeito de comprar e vender ações era por meio de comandos de voz. Só que, com vários investidores tentando negociar seus ativos simultaneamente, o resultado era uma grande gritaria.

Se você tiver curiosidade, existem diversos filmes e vídeos que retratam o funcionamento da Bolsa de Valores antes da implementação do pregão eletrônico.

Como o pregão eletrônico foi desenvolvido?

O pregão eletrônico tornou-se possível com o avanço da tecnologia. Em um primeiro momento, houve um período de integração entre o processo de viva-voz e o ambiente online.

No Brasil, esse sistema inicial foi chamado de Mega Bolsa e foi implementado pela então operadora da Bolsa de Valores brasileira, a BM&F Bovespa. Vale observar que, atualmente, o sistema já foi alterado para o PUMA Trading System, enquanto que a BM&F Bovespa converteu-se na B3.

De qualquer forma, é muito interessante ver o avanço da tecnologia permitindo que as operações dentro do Mercado Financeiro sejam cada vez mais simples e facilitadas, algo que estimula a participação dos investidores.

No futuro, certamente ocorrerão novas atualizações conforme disponibilização de novas ferramentas. É assim com qualquer tipo de sistema.

Quais são as vantagens do pregão eletrônico?

A grande vantagem do pregão eletrônico é, sem dúvidas, a simplicidade que ela oferece aos investidores para negociar seus ativos. Com um computador e acesso à internet, é extremamente prático comprar ou vender ações e outros tipos de títulos.

Isso acontece porque o sistema funciona de maneira integrada, identificando ordens de compra e venda e cruzando essas informações de maneira automatizada em diferentes corretoras.

Sempre que houver convergência de interesses, a transação é concluída. Quando o preço de compra e de venda é colocado de acordo com o que é oferecido no mercado, essa negociação é concluída praticamente no mesmo segundo, tudo resolvido com apenas um clique no seu computador. Portanto, a agilidade é outro benefício do pregão eletrônico.

Por fim, podemos mencionar ainda a facilidade para analisar os ativos. As atuais ferramentas trazem consigo gráficos e informações relevantes ao investidor, permitindo que dados sobre um papel sejam facilmente avaliados e com atualizações em tempo real.

De um modo geral, em suma, o pregão eletrônico foi uma grande evolução para negociações dentro da Bolsa de Valores. Não existem grandes desvantagens em relação ao antigo modelo.

Termo do dia

Risco Sistemático

O que é Risco Sistemático Risco Sistemático, ou risco de mercado, é o risco ao qual não apenas um ou outro ativo, mas todo o sistema…