Última modificação em 14 de outubro de 2020

O que é patrimônio?

O patrimônio é tudo o que um ente tem e deve - ou seja, seus bens, direitos e responsabilidades. Essa definição, portanto, possui dois lados: o positivo (também chamado de bruto ou ativo), no qual o capital entra; e o negativo, referente às obrigações, também conhecido como passivo.

Quando você faz a diferença entre o patrimônio positivo e o negativo, ou seja, o balanço patrimonial, geralmente sobra algo. Esse "algo" é chamado patrimônio líquido e tanto as pessoas jurídicas quanto as físicas o possuem.

Banner Imersão em Fundos Mais Retorno

O que integra o patrimônio?

  1. Bens

Qualquer coisa que você tenha e que possa ser convertida em dinheiro é um bem. Os bens podem ser classificados em:

  1. Direitos

Direitos são recursos que podem ser cobrados por estarem em posse de outras entidades. Uma forma fácil de entender os direitos como patrimônio é a situação de uma compra a prazo.

A loja que oferece um produto não passa a ter todo o seu valor logo depois da venda, mas possui o direito de recebê-lo. Inclusive, a antecipação de recebíveis está relacionada a esse direito.

  1. Obrigações

As obrigações são o oposto dos direitos, ou seja, tudo o que se deve pagar - a parte negativa do patrimônio. Saldos devedores de empréstimos, financiamentos, mensalidades de assinaturas, salários de colaboradores… tudo isso se encaixa no patrimônio passivo.

Para que serve o balanço patrimonial?

Saber o que você possui de bens e direitos é bem diferente de saber o seu patrimônio líquido. Ao considerar as suas despesas na análise você tem um retrato muito mais fidedigno da evolução das suas finanças. E não, essa conta não é relevante só para grandes empresários e pessoas milionárias.

O balanço patrimonial, quando favorável e com os saldos devedores compondo-o de forma realista e não exagerada, pode ser o fator que vai salvar as suas economias em um período de crise.

O que o patrimônio líquido tem a ver com riqueza?

O que você acredita que pessoas que separam os recursos pessoais da empresa, doam bens em vida para os herdeiros e fazem contratos de união estável que não abrem espaço para medidas punitivas têm em comum com pessoas verdadeiramente ricas?

Um patrimônio líquido bem protegido e em crescimento.

Mas como?

Planejamento e controle

Acompanhar seus gastos e ganhos mensais pode parecer trabalhoso, mas vale a pena. Você pode rastreá-los com planilhas ou aplicativos, por exemplo, e assim terá mais consciência das suas dívidas. Lembrar da existência delas é importante, pois você tenderá a acabar logo com elas.

Prática de poupar para desenvolver o patrimônio

Poupar pode fazer você criar sobras nos seus orçamentos. Nunca compre algo de imediato, pense bem em que fatores incentivam a compra, se são de fato necessários. Cancele gastos desnecessários: imagine sua vida sem determinadas despesas e mensure o impacto disso. Opte por alternativas mais baratas sempre que possível. Essas economias são as responsáveis pelo aumento do seu patrimônio e pela concretização dos seus planos.

Investimentos seguros

Conheça seu perfil de investidor e inicie as aplicações mais indicadas. Deixar o dinheiro que sobra do orçamento mensal parado é um grande desperdício e hoje qualquer pessoa pode investir, até mesmo pelo celular.

Porém, ter um perfil conservador e investir em ações arriscadas, e vice versa, no geral, causa prejuízos e usualmente atrapalha o aumento do patrimônio.

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

Fundo Fechado

O que é um fundo fechado? No universo dos fundos de investimentos existem diferentes tipos de classificação como renda fixa, imobiliários, multimercados e cambiais, por exemplo. Essa,…

Veja outros termos