O que é OPEX?

OPEX é um termo bem comum dentro da gestão empresarial e diz respeito à abreviação para o termo em inglês Operational Expenditure.

Em português, ele é bem conhecido como despesas operacionais no que diz respeito à manutenção de máquinas, equipamentos, propriedades ou outros tipos de bens materiais da organização.

Em resumo, portanto, OPEX são os gastos que um negócio apresenta no seu cotidiano para manter a sua operação em funcionamento. Vamos entender melhor essa categoria ao longo dos próximos tópicos.


Quais são os tipos de despesas do OPEX?

 

Quando se pensar em OPEX, algumas despesas específicas são associadas. É o caso, principalmente, da manutenção de máquina, veículos e equipamentos. No entanto, também podem constar nessa categoria outros gastos como pagamentos de equipes terceirizadas, folha dos próprios colaboradores ou seguradoras que garantam o valor dos bens envolvidos.

Vale observar que a manutenção de um equipamento não é apenas para evitar uma falha ou prejuízo. Por vezes, gastos com Operational Expenditure podem englobar ações para melhorá-los ou aprimorá-los.

Vale observar que essa ação não pode ocorrer por meio de uma nova aquisição, caso contrário deixa de pertencer ao grupo de OPEX e passa a ser classificado como CAPEX.

Para que fique mais claro, veja a seguir uma lista de alguns exemplos de gastos que se enquadram nessa categoria:

Como calcular o OPEX?

O cálculo das despesas operacionais é relativamente simples. Para encontrar o valor gasto em OPEX, basta fazer a soma de todas as despesas e gastos realizados em um determinado período entre aquelas que se enquadram neste grupo, conforme explicamos no tópico anterior.

Geralmente, esse cálculo sobre despesas é acompanhado mensalmente, além de um orçamento definido anualmente (12 meses) pelas companhias. O objetivo de acompanhar esses valores é entender se a performance da empresa está seguindo o planejado ou não — e, em caso negativo, agir.

Aqui, vale lembrar, estamos falando de gastos diretamente ligados à manutenção e funcionamento operacional. São, portanto, fundamentais para garantir a continuidade do negócio dentro da normalidade.

CAPEX x OPEX: qual é a diferença?

Outra sigla bem comum dentro das empresas é o CAPEX e, por vezes, ele pode ser confundido com o OPEX. No entanto, tratam-se de duas situações bem diferentes dentro das organizações.

O CAPEX diz respeito ao capital necessário para novos investimentos. Ou seja, a compra de um terreno, de uma máquina ou de um veículo é feita com o dinheiro disponibilizado nessa linha.

Após adquiridos, esses bens precisam ser cuidados e mantidos para gerar valor ao negócio no longo prazo. Esses gastos operacionais já são de responsabilidade de outra linha orçamentária: o OPEX.

A diferença, portanto, é que se tratam de conceitos complementares. O CAPEX se responsabiliza pela aquisição dos bens e materiais, enquanto que a sua manutenção é feita pelo OPEX dentro de uma empresa.

OPEX como alternativa ao CAPEX

Como as organizações atuam com orçamento, em alguns casos o Operational Expenditure pode surgir como alternativa aos novos investimentos em bens. Isso é útil para momentos em que não há orçamento de CAPEX para novas aquisições.

Nesse caso, ao invés de comprar algum tipo de bem ou propriedade, a empresa pode alugar. E, nesse caso, o custo entre como despesa de OPEX ao invés de CAPEX, já que não é uma aquisição própria.

 

Termo do dia

Backtest

O que é Backtest? Também chamado de backtesting, o backtest é um tipo de teste que se faz usando dados históricos relevantes, a fim de prever…