Open Nav Logo Mais Retorno

OKR

O que é OKR?

OKR é a sigla de “Objectives and Key Results”, ou “objetivos e resultados chave” em tradução literal, e é um termo utilizado para se referir a uma metodologia de planejamento de metas e obtenção de indicadores. Essa prática ganhou força entre empresas do Vale do Silício no fim dos anos 1990 e desde então se espalhou pelo mundo.

Basicamente, a metodologia OKR funciona da seguinte forma: a empresa deve definir objetivos, que por sua vez, serão medidos por um conjunto de resultados chave.

Assim, os objetivos devem consistir em descrições qualitativas do que a empresa deseja ou precisa alcançar, ou seja, suas metas. E o conjunto de resultados chave consiste em métricas e indicadores que ilustram o avanço em relação aos objetivos estabelecidos.

Desse modo, a metodologia OKR tem como propósito auxiliar a empresa na definição de objetivos e a monitorar o seu progresso, ao mesmo tempo em que cria um alinhamento dentro da organização.

Podendo ser definida como um modelo de gestão com foco em resultados, essa metodologia se propõe a gerar um alto grau de entusiasmo entre colaboradores para alcançar rapidamente os objetivos propostos. E, diferentemente de outros métodos tradicionais de definição de objetivos e indicadores, OKRs podem ser reavaliados e, se necessário, redefinidos.


Quais as vantagens da metodologia OKR?

 

A primeira grande vantagem é a possibilidade de trabalhar com ciclos curtos de metas. Assim, a empresa tem a possibilidade e o tempo hábil para antecipar situações problemáticas ou desfavoráveis e responder de maneira adequada.

A transparência na definição de objetivos e metas é também uma característica própria da metodologia OKR. Uma vez que em sua concepção é proposto que os OKRs sejam públicos e discutidos com todos os níveis da empresa, isso facilita o engajamento de todos os colaboradores e, consequentemente, o alinhamento das atividades.

Por fim, outro grande diferencial da metodologia OKR está na filosofia de que recompensas devem ser desvinculadas das metas, e que se a empresa está batendo todas as metas, é porque elas não estão a altura da empresa.

Por trás dessa filosofia está a ideia de que uma empresa precisa ter metas ambiciosas, e que os funcionários não devem ser prejudicados por terem dificuldade em alcançá-las.

Quais erros evitar no uso de OKR?

Primeiramente, os OKRs de uma empresa não devem ser uma lista de tarefas. Se a empresa cria um número muito extenso de objetivos e metas, os OKRs vão acabar como uma outra forma de descrever as atividades da empresa e verificar como elas estão sendo realizadas.

Outro erro comum, que precisa ser evitado é não alinhar os OKRs com todos os setores da empresa. Quando isso acontece, cada departamento pode acabar trabalhando com objetivos e expectativas diferentes. Assim, o entusiasmo de toda a equipe, que deveria ser o diferencial, não será atingido.

Por fim, os objetivos precisam ser de fácil compreensão e memorização. Pensar em metas que, de alguma forma, dialogam com a cultura organizacional da empresa é uma boa forma de conseguir o engajamento da equipe.

No caso dos resultados chave, utilize entre duas e no máximo cinco métricas para cada objetivo. Ao adotar muitas métricas para cada objetivo, corre-se o risco de que elas tirem o foco dos objetivos e torne mais difícil a interpretação dos resultados.

 

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados