O que é NYSE

NYSE é a sigla para New York Stock Exchange ou, em bom português, é a bolsa de valores de Nova York, Estados Unidos.

A NYSE foi inaugurada em 1792 quando o Acordo de Buttonwood saiu. Dentro desse acordo, haviam algumas regras definidas com relação aos corretores que realizavam as operações entre os ativos negociados em bolsa.

No acordo de Buttonwood ficou acertado que os corretores só poderiam negociar os ativos entre eles e ainda havia uma especificação com relação a taxa de corretagem que os corretores poderiam aplicar sobre seus clientes. A taxa era de 0,25%.

Desde lá a NYSE passou por reformulações, mudou de lugares, até chegar ao ano de 1903, quando a bolsa de valores de Nova York passou a residir em seu endereço atual.

Em 1929 ocorreu à quebra da bolsa, “inaugurando” a grande depressão nos Estados Unidos. A Black Thursday ocorreu em 24 de outubro de 1929.

Depois disso, a NYSE conviveu com a Segunda Guerra Mundial, Vietnã, conflitos no Golfo Pérsico, crises do petróleo, na Rússia, dos tigres asiáticos e várias outras crises.

Momentos de euforia também ocorreram durante esses longos anos.

Em 2007 a NYSE se fundiu com o conglomerado de bolsas da Europa a Euronext, formando a NYSE Euronext.

Em Junho de 2017, a NYSE registrou um valor total (de ações capitalizadas no mercado) de 21.3 trilhões de dólares.

Só para mera comparação, a B3 possui um valor de capitalização em ações de aproximadamente 2.37 trilhões de reais (ou 632 bilhões de dólares, considerando uma cotação de R$ 3,75).

Como funciona a NYSE

Diferente do que ocorre em alguns países, nos Estados Unidos existem mais bolsas de valores. Portanto as operações e as emissões de ações não ficam só por conta da NYSE.

Vale lembrar que a NYSE é o destino de boa parte das empresas que gostariam de abrir suas ações no mercado.

A NYSE conta com uma grande concorrente que é a NASDAQ.

A NASDAQ tem por característica, ser o “ninho” das ações de empresas da área de tecnologia como Apple, Amazon, Facebook, entre outras similares.

Mas ainda assim, por mais que haja essa “rivalidade”, a NYSE continua na frente sendo a maior bolsa de valores do mundo. A NYSE ganha por quantidade de negociações diárias.

Da mesma forma que acontece com outras bolsas de valores, a NYSE faz a abertura de empresas nos Estados Unidos ou outras companhias que gostariam de contar com suas ações sendo negociadas em tal mercado.

Em troca da captação de recursos no mercado, a NYSE ganha valores através de comissões e taxas. Normalmente é o que ocorre com as bolsas em geral.

Sendo assim, podemos dizer que a NYSE é uma grande intermediária de negociações entre os investidores e as empresas.

Então, quando uma empresa está em busca de capital para aumentar seus investimentos, é comum a mesma procurar por uma bolsa de valores.

A NYSE é o ambiente onde empresas buscam dinheiro e os investidores buscam por bons ativos.

Portanto, ao abrir uma conta em uma corretora nos Estados Unidos, você terá a oportunidade de comprar ativos que são negociados na NYSE ou na NASDAQ.

São várias as empresas que possuem suas ações na NYSE, dentre elas podemos citar a Coca-Cola, Bank of América, Walmart, entre várias outras.

Índice NYSE Euronext

A NYSE também conta com o seu próprio índice, o NYSE Composite Index. Além desse índice, a NYSE ainda conta com vários outros.

O NYSE Composite Index, um dos principais índices da bolsa de Nova York, conta com mais de 1900 ações, sendo que dessas, 1500 são ações norte-americanas.

As ações que não são relacionadas a empresas americanas, são referentes a mais de 38 diferentes países. Uma das vantagens da NYSE Composite Index é a sua diversidade.