Última modificação em 17 de setembro de 2020

O que são Múltiplos Fundamentalistas?

Chamamos de múltiplos fundamentalistas os índices que compõem o método de análise fundamentalista.

Vamos começar pelo básico: você conhece esse método?

A análise fundamentalista, de maneira bem resumida, consiste num método de avaliação sobre a situação financeira, econômica e setorial de uma empresa, a partir dos respectivos múltiplos – ou índices, como já dissemos.

A partir da análise, é possível ter uma perspectiva – positiva ou negativa – sobre a realidade de determinada companhia. Com isso, dá para saber se investir nas ações daquela empresa é um bom negócio, ou não.

Aqui, vale a pena uma observação: o valor de uma ação é diferente do seu preço, sabia?

Segundo um dos maiores e mais renomados nomes do mercado financeiro, Warren Buffet, o valor é caracterizado pelos benefícios que determinada ação pode proporcionar ao investidor, enquanto o preço fica restrito à quantidade monetária a ser paga, definida pelo mercado.

Além disso, os múltiplos fundamentalistas são apenas um dos parâmetros a serem analisados na hora de decidir sobre um investimento. As notícias e a opinião de economistas também devem ser levadas em consideração.

Utilizando todas as ferramentas disponíveis – análises dos balanços e resultados indicados pelos múltiplos fundamentalistas, notícias especificas da empresa e seu setor e as recomendações que comparam a opinião de especialistas com a sua – é a chave certa para uma boa tomada de decisão.


Quais são os principais Múltiplos Fundamentalistas?

Existem uma série deles!

Aqui, vamos listas os principais; aqueles mais conhecidos e utilizados por milhares de traders.

Mas, antes disso, vale esclarecer que todos os múltiplos fundamentalistas possuem uma relação direta com o balanço consolidado da empresa. Portanto, é necessário que você tenha um certo conhecimento sobre o assunto – passivos, ativos e patrimônio líquido– para que possa entender o significado de cada índice.

Como estamos aqui para facilitar sua vida, temos artigos específicos sobre os pontos citados acima. Vale a pena dar uma olhada!

Sem mais delongas, vamos ao que interessa:

LPA = LUCRO POR AÇÃO

O LPA corresponde ao preço que a empresa detém por cada ação que possui. Por exemplo, se a companhia tem um milhão de lucro e também tem um milhão de ações, o LPA de cada uma delas fica definido em 1 real.

Esse múltiplo fundamentalista é bom para uma dar aquela primeira filtrada na empresa, até porque duas empresas com o mesmo lucro podem ter LPAs diferentes, de acordo com a quantidade de ações que cada uma possui.

P/L = PREÇO POR LUCRO

O P/L, como o próprio nome sugere, corresponde a definição do preço da ação pelo lucro que ela gerou. Esse índice serve para mensurar o tempo de retorno sobre o investimento.

O preço da ação é divido pelo seu LPA. Utilizando o exemplo do múltiplo fundamentalista anterior, se uma ação custou R$10 e seu LPA é de 1 real, isso significa que o tempo estimado para retorno daquele investimento é de 10 anos.

ROE = RETURN ON EQUITY (RETORNO SOB CAPITAL PRÓPRIO)

É calculado através da divisão entre do lucro líquido pelo patrimônio líquido da empresa, ou seja, após a companhia já ter cumprido com todas as suas obrigações.

EV/EBITDA = VALOR DE MERCADO POR LUCRO ANTES DE JUROS, IMPOSTOS, DEPRECIAÇÃO E AMORTIZAÇÃO

A sigla EV corresponde à abreviação de Enterprise Value, enquanto EBITDA significa Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization.

Em conjunto, esses múltiplos fundamentalistas representam a capacidade que a empresa tem de gerar caixa, de modo em que a companhia se torna cada vez mais atrativa conforme o índice apresenta valores mais baixos.

P/VPA = PREÇO DA AÇÃO POR VALOR PATRIMONIAL

Esse índice indica a quantidade de vezes que o preço de uma ação já foi ou está sendo negociada.

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

NAFTA

Entenda o que é o NAFTA, suas garantias aos países co-signatários, vantagens e desvantagens, e as mudanças que o tratado está prestes a sofrer.

Veja outros termos