Open Nav

Marketing 1.0

O que é o Marketing 1.0?

Marketing 1.0 é o nome dado à primeira fase do Marketing, desenvolvida ainda no período das primeiras revoluções industriais. Também chamada de "Era dos Produtos", o seu foco estava em desenvolver produtos e, só depois, criar estratégias para que o consumidor pudesse consumi-lo. Em outras palavras, primeiro se fabrica, depois se cria o desejo. 

Aqui, quem se adapta é o consumidor, não a empresa. Se você precisa de um sapato, precisa escolher entre as duas opções disponíveis na loja. Se tem uma necessidade diferente, precisa caçar uma empresa que forneça o que você quer. Não há personalização, nem um estudo profundo dos problemas dos clientes com o objetivo de criar um produto apropriado para solucionar aquela questão.

A definição do portfólio parte do que os profissionais da equipe interna acham que o cliente precisa e o que é mais fácil para a produção da empresa - sapatos de uma cor só, mesas com apenas 4 ou 6 cadeiras etc.

Além disso, as divulgações são realizadas em meios tradicionais físicos, como jornais e revistas, rádio e televisão, impressos (flyer e cartão de visita, por exemplo), brindes, outdoor, feiras e eventos e mala direta.


Quais foram as outras fases do Marketing?

O Marketing 1.0 foi apenas a primeira fase do Marketing. Depois dela, 3 outras se desenvolveram, sendo que atualmente já estamos na quarta fase.

No Marketing 1.0, o foco estava no produto, certo? Na fase seguinte, conhecida como Marketing 2.0, o foco da estratégia passou para a necessidade do consumidor. Antes de desenvolver os produtos, é realizada uma ampla coleta de dados com o objetivo de entender o comportamento do consumidor, assim como os problemas que ele tem. Somente após chegar a conclusões bem embasadas a respeito dessas questões é que o produto é criado e/ou atualizado.

Pense em uma montadora que percebe que aquela população tem uma necessidade enorme por produtos mais econômicos, pois as concorrentes só disponibilizam modelos que consomem muito combustível e a economia local está em recessão. O produto resultante, para solucionar essa necessidade, já está alinhado aquela fase.

Já no Marketing 3.0, o foco passou do consumidor para os valores humanos. Isso quer dizer que as necessidades do cliente não importam mais? Não. Só quer dizer que o foco do discurso publicitário é outro.

Seguindo o exemplo da montadora, podemos imaginar que ela tenha percebido que um valor importante para o público-alvo é a sustentabilidade. Por isso, ela conta como criou um carro que polui 20% menos do que os demais e é feito com vários materiais ecológicos. 

Por fim, temos a última fase do Marketing, a que vivemos agora. No Marketing 4.0, o mundo digital ganha protagonismo. Ao invés dos grandes comerciais na televisão, anúncios no jornal e product placement no ponto de venda, as ações nas mídias digitais, compartilháveis e ainda assim personalizadas, têm um espaço essencial na estratégia.

Segundo Kotler, o papa do Marketing que levantou as fases que estudamos hoje, o Marketing 4.0 se desenvolve porque "vivemos a era da participação e da sociedade criativa. Para as empresas, isso significa estar mais próximas de seus clientes, trabalhando de maneira unida com eles, pois os consumidores ajudarão as corporações a criarem seus novos produtos e iniciativas de marketing. É o conceito da ‘co-criação' ".

Descomplicando a Bolsa de Valores

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados