Quem é Marcio Appel?

Podemos dizer que o sucesso de um investidor vem da experiência de erros e acertos e da estratégia que ele utiliza. O gestor brasileiro Marcio Appel se caracteriza pela opinião firme sobre seus investimentos que, somada à experiência exponencial, faz dele uma referência para o mercado financeiro.

A influência de Marcio Appel, no entanto, não surgiu da noite para o dia. O investidor tem mais de 20 anos de carreira e resultados volumosos como sócio da gestora de recursos Adam Capital.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Início da carreira

Natural da cidade do Rio de Janeiro, Marcio Appel se formou em Engenharia Eletrônica no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e fez MBA na Universidade de Michigan, nos Estados Unidos.

Ele começou no mercado financeiro em 1995, na tesouraria do banco Bozano Simonsen (atual Santander), onde ficou por cinco anos. A partir dos anos 2000, Appel trabalhou na gestão de ativos de duas instituições. Foi head do Santander Asset Management e, anos mais tarde, foi o responsável pela gestão dos fundos do banco Safra, como diretor do Safra Asset Management.

Entre 2007 e 2012, Marcio Appel também atuou como diretor da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (ANBIMA).

Adam Capital

A experiência em gestão de ativos fez com que Marcio Appel começasse a escrever uma nova história a partir de 2015. De volta ao bairro do Leblon, onde nasceu, o engenheiro iniciou as atividades da gestora Adam Capital, que leva o nome em homenagem seu avô.

Para a empreitada, Appel contou com sete sócios, dos quais alguns eram ex-colegas dos bancos por onde passou. Em um período de apenas dois anos, a Adam Capital apresentou uma performance fora da curva, fazendo com que a empresa se tornasse a maior gestora independente de fundos multimercado no país.

Entre os feitos, o investidor ganhou dinheiro apostando na queda do peso mexicano, após a eleição do presidente americano Donald Trump, em 2016. Já em 2018, um dos fundos da gestora apresentou queda brusca diante da desvalorização do real e das incertezas na economia brasileira.

Estratégia de Marcio Appel

A experiência com os erros é uma das premissas na estratégia do gestor. Durante a crise financeira da Ásia, em 1997, por exemplo, Appel ainda era iniciante na carreira, mas já aprendeu uma lição logo cedo.

Ele zerou suas posições antes dos países (Indonésia, Tailândia, Malásia, Filipinas e Coréia do Sul) renegociarem suas dívidas em dólar, por conta especulação sobre as moedas oficiais. Apesar do movimento antecipado, Appel voltou ao mercado muito cedo.

Assim, ao longo de seus mais de 20 anos de experiência, o gestor se destaca também por pensar nos investimentos considerando o longo prazo e antever os riscos envolvidos.

Para evitar prejuízos, Marcio Appel foca no equilíbrio entre posições compradas e vendidas e mercados diferentes. Outra aposta marcante do engenheiro é investir em economias de países emergentes.

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

Aporte Inicial

O que é aporte inicial? O aporte inicial, também chamado de aplicação inicial, corresponde à quantia em dinheiro que uma pessoa contribui para começar a investir…