Open Nav Logo Mais Retorno

Indústria maquiladora

O que é Indústria maquiladora?

Uma indústria maquiladora participa de uma espécie de “produção fatiada” de um item. Ela adquire insumos e é responsável por parte da transformação, elaboração ou reparo do mesmo, que será finalizado em outra empresa, de outro país.

Duas características centrais desse perfil de produtividade são a origem e destino, tanto dos itens quanto do produto final. A indústria maquiladora tem concentração maior em países que oferecem benefícios fiscais e baixos custos de produção, especialmente a mão-de-obra.

Para entender melhor, confira mais detalhes e a origem sobre a indústria maquiladora.


Para que serve a indústria maquiladora?

 

A principal finalidade da indústria maquiladora é baratear o custo total de produção de um bem. Isso acontece por diversos fatores que tornam a atividade menos atrativa no país onde ele será finalizado e vendido. Entre alguns dos motivos estão o valor dos impostos, a mão-de-obra e até o serviço de logística.

Para eliminar essas barreiras e atrair a indústria maquiladora para o seu território, alguns países oferecem incentivos fiscais e econômicos para atrair empresas de fora. Assim, a indústria maquiladora concentra a etapa de produção de bens de diferentes setores, como:

  • Elétricos (montagem);
  • Transportes (montagem e construção);
  • Têxtil e calçados (montagem);
  • Móveis de madeira e metal (manufatura);
  • Brinquedos e artigos de esporte (montagem);
  • Ferramentas e produtos químicos (montagem e reparação);
  • Alimentos (preparo, empacotamento ou enlatamento).

Como funciona a indústria maquiladora?

Ela importa os insumos de outros países para fazer a manufatura parcial, o encaixe ou empacotamento de um item, conforme o setor que atende. Estes itens são, então, exportados para outro país.

Dessa forma, a indústria maquiladora não é considerada a fabricante original de um item, já que serve apenas como intermediária na produção. Há maquiladoras que podem contratar outras, (submaquiladoras) conforme a necessidade.

O país que recebe a indústria maquiladora oferece benefícios fiscais e condições atrativas para a instalação e operação. No México, por exemplo, algumas das vantagens está a possibilidade de importar itens livre de impostos ou a preço reduzido. Ao exportar o produto, paga-se a cobrança sobre o valor agregado.

Vantagens

Algumas características que beneficiam a transferência de parte do processo produtivo de países industrializados para os periféricos são:

  • Regras ambientais menos rígidas;
  • Baixa carga tarifária;
  • Baixo custo de mão-de-obra e de energia elétrica;
  • Flexibilidade e menos despesas na contratação e demissão de funcionários.

Por depender diretamente da economia do país de destino dos itens, os territórios que sediam essas empresas se tornam mais suscetíveis ao impacto da economia externa.

No caso do México, o país chegou a empregar cerca de 1,2 milhão de pessoas no setor, no ano 2000, um dos períodos de maior produtividade da indústria maquiladora. No entanto, alguns anos mais tarde, e 2003, chegou a perder 229 mil postos de trabalho.

Onde surgiram e em que região se concentram as indústrias maquiladoras?

Em 1965, Estados Unidos e México firmaram a Política de Fomento à Indústria Maquiladora de Exportação, que estava associada ao Programa de Industrialização da Fronteira Norte. O objetivo era que o México conseguisse reter seus habitantes, que tentavam buscar emprego no país vizinho.

Além do México, o Paraguai também tem se destacado como território para as indústrias maquiladoras, atraindo empresas que abastecem a economia brasileira. Filipinas, Indonésia, Malásia, Tailândia e Vietnã, conhecidos como os novos tigres asiáticos, também são considerados como uma região que beneficia a indústria maquiladora.

Lei de Maquila

A lei paraguaia no 1.064/97, conhecida como Lei de Maquila, define as regras para a instalação e atividade dessas indústrias no país. Ela beneficia empresas que atendem ao mercado brasileiro por conta também do Tratado do Mercosul.

Entre as principais condições oferecidas pelo Paraguai estão:

  • Ausência de valor mínimo de capital;
  • Ter o “elemento paraguaio”, que seria ao menos 40% de valor agregado de origem paraguaia;
  • Contratação e possível qualificação de mão-de-obra paraguaia;
  • Leis trabalhistas mais flexíveis;
  • Isenção de impostos na importação de matérias-primas, insumos, etc. (ou interrupção temporária da cobrança).

Problemas da Indústria Maquiladora

O principal questionamento sobre a indústria maquiladora nestes países se refere aos benefícios que ela traz à economia local, já que a cobrança de impostos é reduzida.

Apesar de gerar empregos, uma característica comum nestes territórios é o salário baixo e, em alguns casos, elevada carga horária de trabalho e alta rotatividade de funcionários.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados