Open Nav Logo Mais Retorno

IFMM

O que é IFMM?

Índice de Fundos Multimercado (IFMM), conhecido também como “Índice Hedge Funds” é um índice produzido pelo banco de investimentos BTG Pactual.

A sua principal função, como o seu nome já indica, é fornecer uma base de comparação entre os fundos multimercados atuantes no mercado financeiro brasileiro. Quando analisadas as suas características, o IFMM é bastante similar ao IHFA, que também é um índice hedge funds.

Assim sendo, é considerado fundamental para “situar” os investidores e empreendedores sobre as oscilações e desenvolvimento do mercado, possibilitando a criação de parâmetros seguros para uma melhor tomada de decisões.

Considerando que as análises são fundamentais e devem ser atualizadas periodicamente, os dados do IFMM respeitam a divulgação de acordo com atualizações trimestrais. Elas são feitas sempre no primeiro dia útil de janeiro, abril, julho e outubro, com base em dados fornecidos diariamente pelos administradores dos fundos de investimento à ANBIMA.


O que são fundos multimercados?

Antes de prosseguirmos, é importante que o conceito de fundos multimercados esteja claro para você. Afinal de contas, se não estiver, seria como se explicássemos o conceito de hortifruti a quem nunca viu hortaliças, legumes ou frutas na vida.

Por definição, o fundo multimercado é um tipo de fundo de investimentos que tem como natureza a aplicação de capital em vários mercados diferentes. Da renda fixa à variável, passando por produtos financeiros mais complexos (como os derivativos, por exemplo), esses fundos têm maior flexibilidade para a escolha de seus ativos.

E é justamente para medir o desempenho de cada um deles, que são essencialmente diferentes, é que iniciativas como a de criação do IFMM surgem.

Quais são os fundos multimercados contabilizados pelo IFMM?

Para que um fundo multimercados faça parte do cálculo efetuado pelo IFMM, ou seja, possa ser classificado como um “fundo elegível”, deve seguir alguns pré-requisitos. São eles:

Deve ter um histórico de 12 meses, contados a partir do 5º dia útil anterior à data de balanceamento do índice;

Deve ser cadastrado na Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (a Anbima);

Não pode ser um Fundo de Investimento de Quotas (FIQ);

Deve apresentar uma média de ganhos de R$25 milhões dentro do período de análise de resultados (três meses);

Deve apresentar singularidades para, então, não ser considerado um “fundo espelho”.

Envoltos a tais características, passam a formar a base de dados necessários para compor a fórmula de cálculo do índice.

Como o IFMM é calculado?

Segundo o Banco BTG Pactual, instituição responsável pelo levantamento do IFMM, para chegar ao resultado é preciso calcular o patrimônio líquido (PL) dos últimos três meses de atividade dos fundos.

Dessa forma, obtém-se o patrimônio líquido médio (denominado “PL Médio”), que é ordenado de forma decrescente e atrelado à parcela de participação de cada fundo no mercado.

O objetivo central desse método de cálculo, segundo a instituição, é garantir que o IFMM represente uma parcela significativa desse “setor”, de modo que ao menos 75% do seu volume total esteja presente no índice.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados