Open Nav Logo Mais Retorno

Giro de Caixa

Avalie este post

O que é Giro de Caixa?

O Giro de Caixa é um indicador financeiro muito importante para os analistas. Nesse indicador, o usuário consegue determinar quantas vezes o valor do caixa da firma realizou um ciclo completo em 12 meses.


Para que serve o Giro de Caixa?

Por meio do Giro de Caixa uma firma pode determinar se a sua gestão financeira está boa. Empresas como os varejistas em geral, que dependem bastante do fluxo de caixa e do estoque, observam o valor do Giro de Caixa com mais “carinho”.

O indicador pode demonstrar se a empresa está conseguindo alcançar uma eficiência operacional em seu negócio.

Cálculo do Giro de Caixa

Para conseguir encontrar o Giro de Caixa de uma empresa, o interessado terá que realizar um cálculo.

Mas antes de fazer o cálculo que vai mostrar o Giro de Caixa, primeiro será necessário encontrar o Ciclo Financeiro da firma.

O Ciclo Financeiro é o prazo em dias que as receitas da firma levam para se transformarem em dinheiro.

Dois dados que são bem relevantes para o cálculo, tanto do Giro de Caixa quanto para o Ciclo Financeiro, são:

  • Movimentação do estoque; e
  • Fluxo de vendas.

A fórmula para encontrar o ciclo financeiro da firma é a seguinte:

CCC = DIO + DSO – DPO

Onde:

  • DIO é o prazo médio de estoque;
  • DSO é o prazo médio para receber as vendas;
  • DPO é o prazo médio para pagar os fornecedores.

Ninguém falou que seria uma tarefa fácil encontrar tais indicadores! Para conseguir achar o Ciclo Financeiro, você terá que levantar os dados citados acima.

Tendo em mãos o Ciclo Financeiro da firma, você saberá em quanto tempo o dinheiro investido na compra do estoque volta para o caixa por meio das vendas.

Sendo assim, nesse meio tempo, o gestor da empresa terá que contar com capital para suprir demais despesas da empresa ou contar com recursos de terceiros (empréstimos e financiamentos).

Então vamos fazer a seguinte simulação:

Uma empresa possui um prazo médio para o estoque de 60 dias;

  • O prazo para receber os valores das vendas é de 30 dias;
  • O tempo médio para pagar fornecedores é de 45 dias.

Sendo assim, o cálculo ficará assim:

CCC = 60 + 30 – 45
CCC = 45

Isso feito, agora você sabe que o Ciclo Financeiro da firma é de 45 dias. Agora sim, podemos realizar o cálculo do Giro de Caixa. Segue fórmula:

GC = 365/CCC

Então o cálculo ficará assim:

GC = 365/45
GC – 8,11111...

Então o Giro de Caixa é de 8,1111 vezes ao ano.

Como avaliar os resultados do Giro de Caixa

Em nosso exemplo, podemos identificar um Giro de Caixa um tanto quanto elevado. Em um ano, a empresa consegue girar todo o seu caixa 8,11 vezes!

Olhando ainda o Ciclo Financeiro, podemos identificar que a firma pode não depender tanto de recursos de terceiros, uma vez que o dinheiro das vendas entra com certa rapidez na empresa.

Portanto, entre os investimentos do estoque, as vendas e o recebimento de tais recursos, a empresa fica pouco tempo sem ver o dinheiro oriundo das vendas.

Se a empresa registrasse um Giro de Caixa menor, isso poderia significar que o Ciclo Financeiro dela é fraco.

Desse modo, a empresa teria que contar com mais recursos para conseguir financiar suas despesas ao longo do ciclo financeiro.

É importante destacar que o Ciclo Financeiro e o Giro de Caixa levam em consideração os valores referentes ao estoque e às vendas, ou seja, não estamos incluindo nesses cálculos despesas que podem ocorrer ao longo dos períodos nos quais as compras, vendas e recebimentos são realizados.

O Ciclo Financeiro e o Giro de Caixa são números que podem expressar fundamentos necessários para analisar a necessidade de contar com mais ou menos recursos em caixa para suprir a demanda enquanto os valores das receitas não entram no caixa.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Avalie este post
Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão