Open Nav Logo Mais Retorno

Fundo de Investimentos

O que é um Fundo de Investimentos?

Um fundo de investimentos funciona como uma espécie de condomínio.

Dentro de um fundo temos vários segmentos:

Existe a empresa administradora do fundo, o gestor, os profissionais que fazem a auditoria sobre os números do fundo e, por fim, mas não menos importante, os investidores, ou nesse caso, os cotistas.

Para simplificar a compreensão de um fundo, é sempre válido pensar nele exatamente como um condomínio:

As pessoas vivem juntas em um mesmo terreno, porque assim várias coisas acabam sendo divididas. Os custos para manutenção são compartilhados, a segurança, a área de lazer e diversas outras áreas.

O fundo de investimento parte da mesma prerrogativa: Porque investir sozinho, se o investidor pode fazer isso com mais pessoas, utilizando muito mais recursos e contratando um profissional ultra qualificado para cuidar de todo esse dinheiro?

É por isso que, em grande parte, os fundos funcionam como condomínios.


Como abrir um fundo de investimentos?

Os fundos de investimentos funcionam com uma estrutura padrão, composta geralmente por:

  • Uma instituição administradora;
  • Um gestor (pessoa física e jurídica);
  • Uma instituição custodiante (onde os ativos do fundo ficarão guardados);
  • Uma auditoria independente, para verificar os números referentes ao balanço;
  • Os cotistas (investidores do fundo).

Depois da construção dessa estrutura, o fundo deve elaborar suas regras e determinar qual será o seu objetivo.

O fundo vai investir em produtos de renda fixa? Renda variável? Vai partir para uma estratégia de multimercado?

Além desses detalhes, o administrador do fundo terá que avaliar questões como as despesas administrativas, benchmark do fundo, se ele vai trabalhar com alavancagem e até se haverá a cobrança taxa de performance ou não.

Quando tudo isso for resolvido e colocado no papel, então o fundo é liberado ao mercado, sendo lançado o prospecto para os investidores.

Dificilmente você vai encontrar um fundo que ofereça a oportunidade de investir qualquer valor. Ou seja, os fundos possuem um valor mínimo para aplicação, movimentação e manutenção de saldo.

Outra informação importante de se verificar em um fundo são os prazos de resgate para cotização (a data que marca o valor que o investidor tem direito) e liquidação (a data que esse dinheiro cai na conta de fato).

Ainda é importante prestar atenção nas taxas de administração, taxa de performance e em raríssimos casos se possui alguma taxa de entrada ou saída.

Apesar de todos esses detalhes, vale destacar que o acesso aos fundos de investimento é bem simples. Todo banco ou corretora possui uma área exclusiva para fundos de investimentos.

Querendo ou não, através dos fundos de investimentos os investidores conseguem aplicar seus recursos com profissionais da área, sem se preocupar em escolher e comprar ou vender determinado ativo ou ação.

Ao invés de comprar ação por ação, ou CDB por CDB, o investidor consegue fazer tudo isso investido em um só fundo de investimentos.

Tipos de fundos

No mercado financeiro brasileiro temos diferentes tipos de fundos de investimento. A CVM diversifica os tipos de fundos de acordo com as seguintes categorias:

  • Fundos de Renda Fixa;
  • Fundos Multimercado;
  • Fundos de Ações;
  • Fundos Cambiais;
  • Fundos de Investimento Imobiliário.

Além das categorias dos fundos de investimentos, ainda existem as subclasses definidas pela ANBIMA que deixam a segmentação ainda mais específica. Você pode conhecer todas elas nesse nosso texto completo sobre esse assunto.

Como visto, o mercado está repleto de diferentes tipos de fundos de investimentos. Cada tipo de fundo possui suas características e cada uma delas suas vantagens e desvantagens.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados