O que é Freemium?

Freemium representa um modelo de negócio, em que um serviço ou produto é oferecido de forma gratuita, mas que possui recursos avançados, que são pagos. As funcionalidades pagas não impedem que o usuário desfrute do acesso básico ao produto ou serviço.

O termo freemium é a junção das palavras “free” (livre ou gratuito) e “premium” (que remete a algo exclusivo e mais qualificado). O modelo freemium é, na verdade, um instrumento para apresentar a atividade da empresa. A partir da satisfação com a experiência obtida, o usuário pode optar por migrar para os planos premium.


Para que serve o freemium?

O conceito do modelo de negócios freemium foi criado, em 2006, pelo empresário e capitalista de risco Fred Wilson. Suas principais características são a oferta de serviços e/ou produtos gratuitos a grandes públicos e a experiência do usuário.

Trata-se de uma estratégia que permite que a empresa busque por mais clientes, tenha acesso aos dados desse público-alvo, aumente sua relevância e credibilidade no mercado. Ao antecipar a experiência de satisfação do cliente na versão “free”, o poder de conversão em vendas de recursos pagos é maior.

Entre os benefícios do freemium estão a expansão do conhecimento da marca (brand awareness), seu aumento de valor e a credibilidade a partir da opinião dos usuários.

Como funciona o freemium?

Partindo do princípio de que o freemium permite o uso da ferramenta, um bom exemplo são alguns aplicativos de jogos. Eles permitem que você finalize o jogo no acesso gratuito, mas disponibiliza funcionalidades pagas que ajudam nas fases mais difíceis.

Outro exemplo é o programa de músicas e podcasts Spotfy, que elimina a propaganda na versão paga, assim como o Youtube, que ainda permite o download dos vídeos.

Há sites e plataformas que limitam o número de acessos diários, mas libera quando é feito um cadastro, ainda na versão gratuita. Ferramentas de organização de tarefas, como Trello e Asana têm integração com mais plataformas e funcionalidades para quem faz o upgrade.

Freemium x Premium

No modelo de negócios tipo freemium, uma organização oferece serviços ou produtos de qualidade, na expectativa de que possa atrair clientes para ter acesso a conteúdos, ferramentas e serviços exclusivos.

Quando o usuário escolhe fazer o upgrade, ele continua com o acesso ao que já era gratuito e paga apenas pelos recursos avançados e/ou personalizados.

Já o premium dá o acesso ao serviço ou produto completo, mas apenas de forma paga. Qualquer acesso gratuito funciona apenas como demonstração, que tem limitações e podem ser consideradas como modelos de “amostra grátis”.

Amostra grátis

Há empresas que oferecem acesso por tempo limitado, mas disponibilizam todas as funcionalidades do produto durante este período, como acontece com alguns softwares e plataformas. Entretanto, essa modalidade não se configura necessariamente como freemium, porque tem prazo determinado.

Além disso, não é muito vantajosa, porque pode frustrar um usuário que se acostumou com o uso do programa, mas é obrigado a pagar para continuar com ele. É aí que se abrem brechas para o “crackeamento” dos softwares, que viabiliza o acesso ilegal à ferramenta, só para não precisar pagar por ela.

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

Lei Kandir

A Lei Kandir foi uma das iniciativas do legislativo para incentivar a exportação, porém, causou muita polêmica. Saiba mais!