Open Nav Logo Mais Retorno

Financiamento

O que é um financiamento?

Você provavelmente já ouviu falar sobre financiamento, não é mesmo? Esse é um termo bem comum até mesmo em comerciais da televisão brasileira. Mas, afinal, o que significa o termo?

Um financiamento nada mais é do que uma operação financeira que visa o parcelamento de um produto (ou serviço) para um consumidor que não seria capaz de adquiri-lo se fosse necessário o pagamento à vista.

Assim como em outras operações financeiras, a instituição responsável por prover recursos nessa compra cobra um valor para ceder o dinheiro. Essa cobrança é feita, como de costume, com a inclusão de uma taxa de juros sobre o valor inicial.

Ou seja, a instituição financeira irá fazer a compra do produto e, posteriormente, irá receber o valor emprestado com juros mês a mês diretamente do consumidor.

O que pode ser comprado com um financiamento?

A ideia de um financiamento é, como você viu, a aquisição de produtos. É muito comum que ele seja utilizado em casas, carros ou motos, como é comum de ver até mesmo em anúncios nas mídias.

Não são, no entanto, apenas esses dois itens que podem ser financiados. Outras compras também são englobadas nessa categoria. O que vai definir os itens que podem ser financiados são as regras e determinações da própria empresa provedora dos recursos na operação financeira.


Financiamento x empréstimo: qual a diferença?

Em um primeiro momento, o financiamento assemelha-se demais ao empréstimo tradicional. Ou seja, estamos falando de uma forma que o cliente final de uma empresa tem para comprar algo de maneira facilitada — isto é, mesmo que não possua o capital necessário.

No entanto, existem algumas diferenças sutis entre eles e que precisa ser observada. A principal é a finalidade da operação financeira.

Enquanto o empréstimo não exige um objetivo (a instituição financeira avalia o risco do tomador do recurso, mas não faz exigência sobre a sua aplicação), o financiamento é muito claro sobre a finalidade do uso do capital.

Ou seja, o financiamento é feito especificamente para um tipo de compra, já tendo todas as suas condições focadas nessa transação.

O que é melhor: financiamento ou empréstimo?

Apesar dessa importante diferença, não há como categorizar o financiamento como melhor ou pior em relação ao empréstimo. Na maior parte das vezes, o ideal é fazer o comparativo.

O objetivo de uma operação financeira de crédito é, em suma, gerar recursos ao consumidor. Desta forma, aquela que oferecer as melhores condições (que, por regra, significa ter a menor taxa de juros) pode ser a melhor oportunidade.

Isso, contudo, não significa que aquela será sempre a melhor opção. Exatamente em função disso que a regra para uma boa escolha é o comparativo.

Quais são os tipos de financiamento?

Existem alguns diferentes modelos de financiamento utilizados pelas instituições financeiras. Cada uma delas apresenta suas características que devem ser avaliadas pelo consumidor.

O cliente vai sempre passar por uma análise de crédito. Quanto pior o perfil (especialmente em relação ao seu próprio histórico), maiores tendem a ser as taxas cobradas pelas empresas financiadoras.

Os  tipos mais comuns de financiamento são os seguintes:

  • CDC: o CDC é o Crédito Direto ao Consumidor. É o modelo mais comum para pessoas físicas, quando o consumidor recebe o valor emprestado e paga aos poucos de maneira periódica.
  • Leasing: a empresa financiadora fica com o objeto de compra em seu nome e só repassa ao cliente final de maneira oficial após o pagamento total do valor emprestado.
  • Consórcio: é o formato em que pessoas se juntam em grupo para fazer a aquisição de um objeto ou produto. As contribuições são mensais para a compra de produtos cuja prioridade costuma ser definida em sorteio.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados