Open Nav Logo Mais Retorno

Faturamento

O que é Faturamento?

Quando uma empresa registra uma venda ou a prestação de um serviço, isso significa que ela está registrando um faturamento.

Ou seja, quando a empresa vende um produto ou serviço, deve registrar essa venda realizar a emissão da nota fiscal ao final desse processo.

Logo, o faturamento nada mais é do que a soma de todas as vendas (tanto de produtos quanto de serviços) que uma empresa faz dentro de um determinado período.

O faturamento também pode ser conhecido como Invoice no exterior. Além disso, vale reforçar que o faturamento em si é o valor bruto das vendas, sem levar em consideração dedução de eventuais impostos a atividade da empresa possa ter.


Como funciona o Faturamento?

Ao registrar uma venda, tanto de produto quanto de serviço, a empresa deve realizar a emissão de uma nota fiscal de saída.

Nota fiscal de saída se refere ao registro fiscal de uma saída de produtos ou serviços. Pois bem, com essa emissão, haverá várias informações referentes à operação na nota fiscal, desde o valor da venda, até os impostos sobre a operação, além da quantidade de produtos vendidos, e as suas especificações.

Pronto! Com todos esses dados registrados, a contabilidade poderá fazer a emissão das notas e lançar esses valores em várias declarações que exigem o reconhecimento dessas informações.

Um exemplo de declaração é o Sped Fiscal. Até a emissão de impostos para órgãos das esferas municipais, estaduais e federais exigem o reconhecimento dessas notas.

Por fim, esses dados ainda serão lançados em relatórios gerenciais como o Balancete, Balanço Patrimonial e a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE).

Através desses relatórios, o interessado poderá conciliar esses valores referentes ao faturamento junto à conta Receita Bruta.

A empresa também pode utilizar o faturamento líquido, mas para isso precisará deduzir todos os impostos que incidem sobre as vendas do faturamento bruto.

Utilização do Faturamento

O faturamento tem uma serventia enorme para aqueles que possuem interesse sobre a operação da firma e, logicamente, para seus gestores.

Com o número do faturamento é possível realizar as mais diferentes formas de análise sobre a operação de uma empresa.

Por meio do faturamento é possível identificar indicadores fundamentais como a margem líquida, margem bruta, a margem EBIT, além de muitos outros múltiplos referentes à operação.

A margem nada mais é do que o reconhecimento de quanto do faturamento realmente sobra (ou faltam, em caso de margem negativa) para a empresa.

Em um DRE, após o lançamento do faturamento, haverá a dedução de impostos, despesas, custos, a inclusão dos resultados financeiros e, por fim, é chegado ao resultado. Ou seja, a empresa poderá ver quantos reais sobram da sua atividade, partindo do seu faturamento.

Por exemplo, na margem líquida a empresa encontra a porcentagem do faturamento que sobra como resultado líquido.

Já a margem bruta, envolve os valores referentes à Receita Bruta (faturamento) em relação a Receita Líquida.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão