Open Nav Logo Mais Retorno

EMBI+

O que é o EMBI+?

É chamado de Emerging Markets Bond Index Plus (o EMBI+ ou, em tradução livre, o Índice de Títulos da Dívida de Mercados Emergentes), o índice de atualização diária criada pelo Banco estadunidense JP Morgan ainda na década de 1990.

O objetivo principal do EMBI+ é medir o desempenho dos títulos emitidos em 19 países considerados emergentes ou em desenvolvimento.

Inicialmente, era nomeado apenas como EMBI. Tendo essa primeira versão sido criada em 1992, englobava ao todo 11 países. Apenas em 1994 o índice foi atualizado, adicionando 8 novos que despontavam na Economia.

Da formação inicial, Argentina, Brasil, Bulgária, Equador, México, Nigéria, Panamá, Peru, Polônia, Rússia e Venezuela embarcaram no novo grupo, que recebeu ainda: África do Sul, Colômbia, Egito, Filipinas, Malásia, Marrocos, Turquia e Ucrânia.

Segundo a definição básica, é considerado um país emergente aquele que apresenta níveis moderados em itens como IDH e industrialização, que indicam progresso da qualidade de vida e desenvolvimento econômico. No entanto, para compor o EMBI+ é necessário ainda que o país apresente chances moderadas de não honrar com as suas dívidas, gerando papéis públicos de risco.


Como o EMBI+ funciona?

No EMBI+ são selecionados mais de 100 títulos emitidos pelos países emergentes selecionados.

Por possuírem riscos maiores do que os de outras economias, esses títulos retornam juros maiores aos investidores como uma forma de atraí-los. E é justamente esse o ponto medido pelo EMBI+.

Para tanto, são comparados os juros oferecidos nos títulos públicos dos países emergentes com os juros daquele que é considerado o país com menor probabilidade de calote do mundo, os Estados Unidos. É claro que para que a comparação seja fidedigna, os itens comparados devem ser o mais semelhantes possível.

Quanto maior é a diferença entre as taxas de juros comparadas, entende-se também que maior é o risco oferecido por aquele país.

Para que serve o EMBI+?

Devido a essas características, o EMBI+ se tornou um índice de referência na definição do risco-país.

É chamado de risco-país o indicador que mensura a diferença entre o retorno médio dos títulos de um país e o retorno do título equivalente na economia estadunidense, culminando em uma taxa de risco médio representativo.

Ou seja, o risco que o EMBI+ mostra de forma isolada em cada produto financeiro, o risco-país reúne a nível nacional.

Dentro dessa dinâmica, o EMBI+ se apresenta como a ferramenta principal usada pelo mercado financeiro para se chegar ao risco-país. Ainda assim, ele não é a única - para o mesmo fim, também costuma-se utilizar o Credit Default Swap (o CDS).

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados