Open Nav Logo Mais Retorno

Efeito Isolamento

O que é o Efeito Isolamento?

Efeito Isolamento (ou Isolation Effect, em Inglês) é o nome dado a um tipo específico de viés cognitivo caracterizado pela tendência humana de, diante de uma tomada de decisão complexa e abrangente, se concentrar em apenas uma das partes do problema.

Na prática, é como se considerássemos cada etapa um dilema separado, ignorando ou subestimando as consequências que a decisão tomada sobre aquela etapa terá sobre o todo.

Para ilustrar, imagine o seguinte. Você chega em casa e, ao abrir a porta, percebe que ela está uma verdadeira zona. O chão está sujo, a louça formando uma pilha digna da Torre de Pisa e as roupas amontoadas formam verdadeiras quadrilhas em cada cadeira disponível.

Então, "para limpar o chão", você varre a sujeira e joga o lixo nas cadeiras. "Para esvaziar a louça", retira tudo de lá e coloca no chão. "Para organizar as cadeiras", tira a roupa de cima e joga na pia.

Obviamente não são boas soluções, certo? Apesar de estar com o chão limpo no primeiro caso, o problema "casa desordenada e imunda" continua lá - e o das cadeiras piorou. Se você tira a louça da pia, "resolve" o problema das pilhas, mas piora o estado do chão. No último caso, a cadeira não tem mais roupas; já a pia…

Percebe como as ideias brilhantes resolveram temporariamente o problema daquela etapa especificamente, porém não foi capaz de resolver o todo?

Apesar de ser apenas um exemplo hipotético (é o que esperamos!), dinâmicas semelhantes se aplicam no nosso dia a dia de forma muito mais sutil. Ou seja, você pode bagunçar ainda mais a sua "casa" (que pode ser a sua vida financeira, os seus relacionamentos, o seu trabalho etc.) enquanto tenta resolvê-las com as suas soluções pontuais.

Duvida? Vamos provar!


Como o Efeito Isolamento se aplica na prática? Como ele interfere nas suas finanças?

Ah, nada como um coração apaixonado para nos unir em decisões ruins…

Quando se trata de Efeito Isolamento, os casais dão um verdadeiro show. Sabe aquele(a) amigo(a) que foi morar com o parceiro, pensando em como ia ser incrível abrir a porta todos os dias e encontrar o grande amor da vida dele(a) na sala de estar?

Provavelmente ele estava focando no problema "me sinto solitário(a)" ou "quero passar mais tempo com essa pessoa". É uma parte válida do dilema, mas é apenas uma PARTE.

Então, logo ele(a) descobre que o verdadeiro problema era "quero passar mais tempo com essa pessoa sem discutir com ela todos os dias, porque somos diferentes".

Se ver todos os dias era apenas uma PARTE da solução, percebe?

Ao não ter consciência disso, e ser afetado(a) pelo Efeito Isolamento, ele(a) não se preparou para as outras partes. E existe uma lista delas: "o outro não lava a louça logo", "o outro sempre tira as minhas coisas do lugar", "o outro não me deixa dormir com essa televisão alta", "o outro dorme muito cedo". Etapas que, quando mediadas, levam à melhor solução: uma convivência diária pacífica. Do contrário, só se enxuga gelo.

No trabalho, projetos são prejudicados todos os dias por esse Efeito, além de sociedades entre amigos serem feitas e desfeitas também por sua culpa.

Quando se trata de dinheiro, o problema enxergado pode ser "eu não tenho dinheiro suficiente para comprar essa bolsa", quando na verdade é "o meu custo de vida é maior do que o meu salário".

Se nos debruçarmos sobre o primeiro (que é somente uma etapa), seremos como aquele sujeito administrando a sujeira da própria casa. Ao invés de traçarmos estratégias para resolver o cerne da questão (a desorganização, o descontrole financeiro e/ou a necessidade de renda extra), continuaremos o empurrando de etapa para etapa: seja de cômodo para cômodo, de briga para briga ou de dívida para dívida.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados