O que é Discriminação de Preços?

Discriminação de preços de um produto significa vendê-lo a diferentes valores para cada tipo de grupo de consumidores numa determinada população em geral, de acordo com os perfis econômicos das regiões abrangidas.

Para ilustrar, pense bem: você se lembra da última vez em que foi ao cinema? 

Normalmente, os ingressos são vendidos sob diferentes preços, mesmo que sejam para o mesmo filme. Podem custar mais barato para crianças e idosos, mais caro para adultos, além dos ajustes de preço de acordo com os dias e horários da semana, e assim por diante.

Este é um exemplo clássico de discriminação de preços, e o objetivo principal dessa estratégia é a maximização dos lucros sobre a venda do produto.

Mas, como isso pode acontecer quando o mesmo item é vendido a diferentes valores, em diversas regiões?

Veja um exemplo!

Existem alguns tipos de medicamentos que podem ser vendidos em mais de uma região, correto? Vamos comparar o continente europeu com o continente africano.

No continente africano, por questões econômicas e sociais, o mercado pode ditar que tal medicamento deverá ser vendido com um preço reduzido, em relação ao custo do mesmo produto na Europa. 

Isso sugere que o monopólio deve estabelecer e ajustar o preço do medicamento de acordo com a “elasticidade” da demanda, em cada região. Quanto mais “inelástica”, maior deverá ser o valor. Do contrário, quanto mais “elástica”, menor deverá ser o preço do medicamento.

Se o medicamento fosse vendido por um valor totalmente igualitário em ambos os continentes, o lucro não teria como ser maximizado.

Entenda: se o valor for muito elevado para a população africana, poucas pessoas terão como adquirir o produto. 

Se o valor for muito reduzido na Europa, há chances de não haver procura o suficiente para dar bons lucros, já que se trata de uma região em melhor desenvolvimento comparada a outra.

Conseguiu compreender a razão pela qual discriminar preços é importante? Além de proporcionar valores coerentes com a realidade de cada perfil socio-econômico, também maximiza os lucros do mercado!

Entretanto, há uma prática que pode impedir o sucesso dessa maximização. Ela é chamada de “arbitragem”. 


Como funcionada a Arbitragem na Discriminação de Preços?

Essa prática acaba invertendo todo o processo de discriminação de preços.

A arbitragem consiste, basicamente, quando há revenda não autorizada dos produtos. 

Quando isso acontece, normalmente a compra é realizada nos locais onde o preço é menor, mas posteriormente o item é revendido por um preço desajustado da “elasticidade” da demanda, independente da região.

De certa forma os lucros são maximizados, sim, mas não para o mercado econômico. Afinal, todo o dinheiro adquirido pela revenda não autorizada do produto, fica restrito a pessoa que praticou tal ilicitude. 

Existe outra forma de se praticar a Discriminação de Preços?

Falamos anteriormente sobre a discriminação de preços a respeito de localidades geográficas e diferentes perfis econômicos, certo?

Entretanto, há uma outra razão pelo qual o valor de um produto pode ser ajustado. Diferente da anterior, esta compreende ao setor industrial.

É certo que diferentes fábricas podem utilizar a mesma espécie de matéria-prima para construção de diversos produtos, totalmente diferentes entre si.

As industrias responsáveis por essa coleta de matéria-prima, poderão discriminar o preço para venda, de acordo com cada segmento de fabricação, seguindo o mesmo critério de “elasticidade” da demanda. 

Agora veja outro exemplo!

Uma madeireira poderá vender a respectiva matéria-prima com um preço diferente entre companhias fabricantes de móveis e empresas fabricantes de papel.

Ambas as indústrias necessitam do mesmo recurso, mas para finalidade diferentes, logo, em quantidades diferentes também. 

Ao vender madeira com preços ajustados para cada cliente, o lucro sobre esta matéria-prima certamente será maximizado.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

Disclaimer

O que é o disclaimer? Disclaimer, ressalva, aviso legal ou termo de responsabilidade são quatro termos comumente usados sob o ponto de vista jurídica para designar…