Última modificação em 6 de julho de 2020

O que é deflator implícito do PIB?

A medida do PIB (Produto Interno Bruto) é uma das mais importantes de um país. Ela demonstra, afinal, a capacidade de produção em termos de bens em serviços em um determinado período — analisado geralmente de maneira anual.

Ou seja, apenas ao olhar para esse indicador, você já sabe se uma nação conseguiu produzir mais ou menos do que havia feito no período anterior da avaliação. Em outra palavras, permite-se verificar se houve crescimento no quesito.

Embora pareça algo simples, existem diversas ferramentas que são empregadas para avaliar o Produto Interno Bruto de um país. Uma delas é o deflator implícito do PIB, uma ferramenta utilizada para acompanhar a oscilação de preços e, consequentemente, encontrar a variação real dos resultados.

Vale lembrar que o PIB é uma medida extremamente genérica e envolve diversos setores. Não necessariamente o indicador positivo representa que todos os segmentos cresceram no período. Alguns podem desempenhar negativamente e, mesmo assim, na soma geral, o país apresentar resultado positivo.


Como calcular o Deflator Implícito do PIB?

No caso específico do deflator implícito do PIB, nós estamos diante de uma ferramenta que atua na avaliação do resultado real de todos os segmentos, isto é, a análise sobre o Produto Interno Bruto como um todo.

Para esse objetivo, utiliza-se da seguinte fórmula:

Deflator do PIB = PIB nominal / PIB real

Talvez os nomes técnicos não tenham ajudado muito, não é mesmo? Vamos então entender melhor esses dois conceitos do cálculo.

O PIB nominal é encontrado usando o preço dos produtos e serviços de um determinado ano analisado. Ou seja, trata-se dos preços correntes. Já o PIB real deve ser calculado usando a precificação de um ano-base, eliminando assim efeitos da inflação. Desta forma, encontra-se a deflação efetiva deste período.

Como funciona o deflator implícito do PIB?

Como já mencionamos anteriormente, o Deflator Implícito do PIB não mede o crescimento apenas um setor específico da economia. Sendo assim, a sua composição pode ser alterada de acordo com o consumo e o poder de compra da própria população.

Outro ponto importante é que não apenas a sua "cesta" de produtos e serviços que pode mudar, mas também a proporção de cada categoria em um universo mais completo. Portanto, trata-se de uma ferramenta extremamente dinâmica e cujo resultado é flexível para cada momento econômico.

O nome de "deflator implícito do PIB" vem justamente desse comportamento mais dinâmico do índice. Ele, ao contrário de outras ferramentas econômicas, não possui uma medida pesquisada de forma direta, levando em consideração inclusive os usos de capital pela administração pública (governo).

Além disso, pode apresentar uma análise interessante de projeções futuras para o PIB nominal. De acordo com o crescimento de preço de alguns itens, produtos (ou serviços) concorrentes podem se tornar mais atrativos para os consumidores, afetando assim os resultados futuros de ambos.

O deflator implícito do PIB no Brasil

Normalmente, não se espera um grande distanciamento entre o deflator implícito do PIB e o seu valor nominal. Contudo, essa não é uma regra, especialmente no Brasil.

Quando há descolamento nesses indicadores, ele reflete o nível de endividamento do país, uma vez que a dívida da administração pública interfere diretamente no indicador do deflator implícito do PIB. O crescimento do Produto Interno Bruto também permite que o governo aumente proporcionalmente o seu endividamento, desde que maneira cautelosa.

Ou seja, em suma, o deflator implícito do PIB é uma importante ferramenta na medida em que apresenta um retrato real e preciso do crescimento do Produto Interno Bruto de um país, sem isolar setores específicos. Trata-se, portanto, de uma análise mais abrangente.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

Keynes

Quem foi John Maynard Keynes John Maynard Keynes foi apontado pela revista norte-americana Time como uma das personalidades mais importantes do século passado. Economista fundador da…

Veja outros termos