Última modificação em 9 de setembro de 2019

O que é curto prazo?

Curto prazo é o nome dado ao período de tempo entre o passado e uma data limite no futuro, que marca o alcance de uma meta ou a concretização de um acordo específico.

Em geral, são considerados eventos de curto prazo aqueles a se realizarem nos próximos 3 a 12 meses, a contar da data do compromisso. No caso dos objetivos, por exemplo, é a data em que ele é traçado; nos investimentos, o momento da aplicação.

No entanto, como veremos a seguir, definir o que é ou não “de curto prazo” não é uma ciência. Está muito mais relacionado à visão do espectador do que a um ponto específico no calendário.

Em O Hobbit, livro maravilhoso de J. R. R. Tolkien adaptado ao cinema por Peter Jackson, existe uma passagem que exemplifica muito bem essa distorção.

No segundo filme da série, chamado “O Hobbit: A Desolação de Smaug”, a Companhia de Thorin (anões que protagonizam a história) é rendido por um grupo de elfos, cujo rei se chamava Thranduil. É esse mesmo rei quem, após a tentativa frustrada de um acordo, desdenha desses prisioneiros, dizendo que tem todo o tempo do mundo para esperar até que morram em suas celas.

Afinal de contas, o que são alguns dias, meses ou até anos para um ser imortal, se não um curto prazo?

E é isso que você e Thranduil não têm em comum: a mesma perspectiva do tempo e, portanto, a mesma noção do que curto, médio ou longo prazo quer dizer.

Como o curto prazo funciona?

A grande questão é: se eu e você somos humanos, com tempo de vida semelhante, por que então nem assim existe um consenso sobre a “duração” do curto prazo?

O motivo é que não é somente a variação da espécie que modela o que é ou não curto prazo: o indivíduo e o evento também.

Pense bem: qual é o objetivo de curto prazo de um trabalho? Talvez, no seu caso, seja concluir aquele projeto. Qual é o objetivo de curto prazo de um namoro? Em alguns casos, um noivado. E qual é o objetivo de curto prazo de um universitário? Bom, há quem diga que seja sobreviver a esse semestre.

Verifique, com exceção da faculdade, os outros eventos não têm necessariamente prazos fixados.

Você pode entregar esse projeto daqui a 1 mês ou daqui a 10, não importa. A partir do momento em que chegar ao seu chefe e for aprovado por ele, o seu objetivo de curto prazo estará cumprido.

O mesmo vale para o relacionamento. Você pode pedir um(a) parceiro(a) em casamento amanhã ou na virada do ano: se ele(a) aceitar (e esperamos que aceite), vocês estarão noivos e o curto prazo será igualmente válido.

Portanto, embora tratemos a seguir do curto prazo considerando o período de tempo convencionado, lembre-se sempre que você tem a grande responsabilidade ao identificar o que compõe essa categoria na sua vida.

O que são investimentos de curto prazo?

No mercado financeiro, se convencionou chamar de investimentos de curto prazo as aplicações cujo período de maturação é de até 1 ano. Ou seja, que o tempo entre a aplicação e o resgate não ultrapassa 12 meses.

No entanto, existem alguns especialistas que preferem diferenciar curtíssimo e curto prazo, criando então uma nova janela de tempo.

Para eles, investimentos com período de maturação de até 6 meses, são investimentos de curtíssimo prazo. Já aqueles que vão de 6 meses a 2 anos, são investimento de curto prazo.

De qualquer forma, operações como day trade e swing trade, além do próprio Tesouro Selic, são os exemplos mais comuns da aplicação do conceito de curto prazo no mercado financeiro.

Termo do dia

Carteira Diversificada

Você já ouviu falar em diversificação nos investimentos? Manter uma carteira diversificada é altamente recomendável. Saiba mais!