Última modificação em 31 de janeiro de 2020

O que é uma conta corrente?

Conta corrente é o nome dado a um tipo específico de canal disponibilizado pelos bancos, que tem como objetivo servir como uma conta de depósito para que os clientes tenham acesso rápido e facilitado a suas riquezas.

Dessa forma, a conta corrente é usualmente tida como o canal inicial de quaisquer pagamentos recebidos, onde o dinheiro é mantido para o pagamento de despesas imediatas e posteriormente transferido para a realização de eventuais investimentos.

Oficialmente, a conta corrente recebe o nome de Conta de Depósito à Vista. Isso porque as movimentações nela realizadas são caracterizadas pelo depósito ou saque imediatos, por meio de caixas eletrônicos, cartões de crédito e débito ou cheques.

Além disso, o banco pode oferecer serviços complementares, relacionados a essa conta. É o caso, por exemplo, dos extratos onde constam as últimas operações realizadas, em períodos que às vezes excedem os anos. Ou ainda das transferências de valores realizadas entre contas correntes, do tipo TED (Transferência Eletrônica Disponível) ou DOC (Documento de Ordem de Crédito), que podem feitas entre contas da mesma instituição financeira ou não.

No passado, a conta corrente só poderia ser aberta a partir da visita do potencial cliente a uma agência bancária. Hoje em dia, no entanto, a tecnologia permite que não apenas a abertura de uma conta seja feita digitalmente, como também todas as movimentações sejam feitas através do computador ou celular.


Quais são os serviços gratuitos ligados à conta corrente?

Ali no primeiro tópico, nós te contamos que existe uma série de serviços complementares que os bancos oferecem quando um cliente mantém um conta corrente aberta. O que não te contamos é que, por conta de uma determinação do Banco Central do Brasil, toda instituição é obrigada a oferecer alguns serviços gratuitamente. É a chamada "Cesta Básica de Produtos Bancários".

Nessa cesta, estão incluídos o acesso à:

Para desfrutar de outros serviços ou acessar a esses em maior quantidade, o cliente tem duas opções. Primeiro, ele pode pagar pelo serviço individualmente, quando surgir uma necessidade pontual. Por exemplo, 4 saques por mês pode ser o suficiente para a sua demanda habitual, mas se em determinado período ele precisar realizar um ou dois a mais, é possível pagar a taxa cobrada pelo banco por aquele saque específico.

A segunda opção é contratar um pacote de serviços, pela qual é cobrada uma taxa mensal - pela lógica, essa taxa deve ser menor do que a soma do valor individual de cada produto que compõe a cesta paga.

Quais são os tipos diferenciados de conta corrente?

Além da conta corrente tradicional, existem ainda modelos de contas específicas criadas especialmente para atender a alguns perfis diferenciados de clientes bancários. Essas contas especiais contam com características próprias, que não estão presentes nas contas comuns. Esse é o caso, por exemplo, das contas conjuntas e das contas estudantis.

As contas conjuntas são caracterizadas pela sua titularidade ser compartilhada por duas ou mais pessoas - em geral, cônjuges, parentes e sócios. Todos os titulares têm acesso àquele canal, podendo nela depositar valores ou ainda realizar saques, e necessitam estabelecer limites claros tanto para os depósitos quanto para os saques a fim de que nenhuma das partes se sinta lesada.

As contas estudantis, por sua vez, foram criadas com a intenção de atrair uma faixa de consumidores para o banco: a de estudantes. Em sua maioria jovens e em início de carreira, a redução de taxas (que por vezes são até isentas) facilitam a fidelização do mesmo na instituição, a ponto de assumir outras obrigações financeiras com ela no futuro.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

Evasão Fiscal

O que é evasão fiscal? A evasão fiscal ou “sonegação fiscal”, como é mais popularmente conhecida, é o ato de fraudar, adulterar, omitir ou alterar o valor…

Veja outros termos