O que é conglomerado?

Conglomerado é o nome dado a junção de duas ou mais empresas, de diferentes segmentos, que trabalham em função de uma única estrutura corporativa.

Também conhecido como “conglomerado industrial” ou “grupo empresarial", o conglomerado é considerado uma forma de oligopólio, ou seja, onde uma organização ou qualquer espécie de governo promove o domínio sobre determinada oferta de produtos ou serviços. 

O objetivo deste tipo de estrutura corporativa é obter, cada vez mais, novas empresas a seu favor. Consequentemente, o lucro passa a ser maior através dessa expansão.

Um grande exemplo de conglomerado é a multinacional LG, que fabrica desde celulares, televisores e computadores, até eletrodomésticos e produtos petroquímicos. Ou seja, empresas de diferentes segmentos que trabalham em função de uma única organização. 

Atualmente, os maiores conglomerados são estadunidenses e asiáticos.

Como Investir nos Melhores Fundos

Quais são os prós e contras do conglomerado?

Uma das principais vantagens deste tipo de estrutura, sem dúvidas é a diversificação, que acaba gerando diferentes fontes lucrativas e reduz os riscos de investimento. 

Por exemplo, se uma empresa subsidiada sofrer algum tipo de crise em seu ciclo de negócios, não afetará o lucro total do conglomerado, já que outros segmentos estarão atuando de maneira independente. 

A capacidade de desenvolver um mercado de capital interno é enorme, entretanto, a dificuldade está na gestão de todos esses recursos.

Os custos com contabilidade e divulgação se tornam maiores a cada nova empresa captada. A complexidade de contas de um conglomerado torna-o mais difícil para gestores e investidores, além de prejudicar na análise e resolução de possíveis conflitos.

Qualquer divergência cultural também poderá ser um desafio neste tipo de estrutura.

Quais são alguns dos maiores conglomerados brasileiros?

COSAN

Fundado em 1936, o Grupo Cosan atua com negócios voltados para as áreas de energia, infraestrutura, gestão de propriedades agrícolas e até mesmo logística.

A companhia tem ações na Bolsa de Valores de São Paulo desde 2005, sendo composta por empresas como: Moove (produtora e distribuidora de óleo lubrificante para varejos e indústrias), Comgás (Companhia de Gás de São Paulo), Radar (realiza o plantio de cana-de-açúcar, soja, algodão e milho), Raízen (produtora de açúcar a etanol) e Rumo (transportadora). 

AMBEV

Empresa dedicada à produção de bebidas, considerada uma das 15 maiores empresas do país. Chás, cervejas, energéticos, refrigerantes e sucos, além de água, são algumas das opções em seu portfólio.

Atualmente possui mais de 30 cervejarias, maltarias, fábricas de rótulos, rolha e vidro, entre outros, e integra o AB InBev – junção da companhia belga Interbrew com Ambev. 

GRUPO VDL

Foi fundado em 1973, pelos proprietários das empresas Mercedes-Benz e Michelin. O Grupo VDL atua em diversos segmentos automobilísticos através das empresas Autosete, Cardiesel, Mato Grosso Caminhões e Ônibus, Goiás Caminhões e Ônibus, VADIESEL, entre outras. 

LEOLAR

Grupo econômico com sede no estado do Pará. 

Iniciou como gráfica e posteriormente expandiu-se para diversos segmentos. Atualmente possui negócios na área de informática (Borges Informática), plantio, manejo e carbonização de eucalipto (Marabá Reflorestadora), siderurgia (Maragusa), telecomunicações (Serviços Provedor Leolar) e varejo (Leolar Magazine), entre outros.

GRUPO SAFRA

Um dos maiores conglomerados financeiros do país, com sede na Avenida Paulista, em São Paulo.

Conta com o domínio de diversas empresas, entre elas a Chiquita (produtora agrícola americana), Bank Sarasin (banco privado suíço) e Cinco Telecom.


Quais são os principais conglomerados existentes?

Segundo o Jornal GGN, grandes empresas como Samsung, Nintendo, Coca-Cola, Ford e McDonald’s são também grandes conglomerados e usá-los como exemplos aqui é a melhor forma de te fazer entender o funcionamento desse tipo de organização. Vamos lá! 

A Samsung, fundada por Lee Byng-Chull em 1938, inicialmente atuava com o comércio de exportação de pescados, legumes e frutas. Anos mais tarde, passou a investir também na fabricação de pequenas máquinas e eletrônicos, até alçar o sucesso e se tornar uma empresa multinacional.

O mesmo aconteceu com a Nintendo, fundada por Yamauchi em 1889. A empresa japonesa chegou a investir no mercado de transporte, com redes de táxi, imóveis e alimentos, como arroz. Porém, o único investimento que deu certo foi no comércio de brinquedos. 

Em 1985, quando subsidiou empresas norte-americanas, realizou o lançamento de vários segmentos de jogos e tornou-se uma das maiores empresas do ramo. 

A Coca-Cola, outro grande exemplo de conglomerado, teve surgimento em 1886, quando o farmacêutico John Stith Pemberton criou uma solução posteriormente comercializada como remédio para dor de cabeça e náuseas. 

A junção dessa solução com água gaseificada deu origem a famosa marca de refrigerante, que anos depois se expandiu para a indústria de calçados. 

O conglomerado da Ford também se destaca pela fabricação de diversos segmentos automotivos, desde 1896 com a criação de carruagens e “quadriciclos” elétricos. 

A rede McDonald’s por sua vez, fundada em 1937, costumava ser um restaurante com foco em produtos grelhados. 

Quando Richard e Maurice McDonald, filhos de Patrick McDonald, perceberam que o lucro maior era proveniente da venda de hambúrgueres, investiram na transformação da churrascaria em uma rede de lanches e subsidiaram vários de seus fornecedores.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

Disclaimer

O que é o disclaimer? Disclaimer, ressalva, aviso legal ou termo de responsabilidade são quatro termos comumente usados sob o ponto de vista jurídica para designar…