Open Nav

Capital inicial

O que é o capital inicial?

Capital inicial é o nome dado a um tipo específico de investimento, que tem como objetivo dar início a um negócio.

Usualmente, o capital inicial é visto como um sinônimo do capital social. Existe, no entanto, uma pequena diferença entre os termos: enquanto o capital inicial pode ser usado para designar inclusive uma atividade econômica do mercado informal, para a configuração do capital social é necessário que ele conste já no contrato social da empresa, isto é, na fase já formalizada do negócio.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Quais são as formas de se angariar o capital inicial?

Dificilmente levantar o valor necessário para se investir em um novo negócio é um processo simples e rápido. Se há um volume robusto de capital próprio disponível, há também a necessidade de se estudar os melhores tipos de empreendimento para maximizar aquele valor investido. Por outro lado, se o volume disponível é mínimo e, muitas vezes, nem sequer é suficiente para dar o pontapé inicial no estabelecimento, o investidor tem que considerar outras formas de angariar o capital.

Isso porque já começar no vermelho (e até comprometendo as suas finanças pessoais) é um péssimo agouro: não raro, o negócio que deveria trazer prosperidade se transforma num ralo de dinheiro e multiplicador de dívidas, uma vez que o capital inicial não fôra suficiente para trazer tranquilidade nesses primeiros momentos.

Além do dinheiro do próprio fundador do negócio, uma empresa pode ser fundada com o capital de terceiros. Para tanto, existem duas possibilidades mais populares: a realização de um financiamento bancário e a associação com um investidor-anjo.

No primeiro caso, o mais comum é que ou o empresário se endivide enquanto pessoa física (opção mais popular, sendo escolhida por mais da metade dos empresários brasileiros) ou recorra a uma linha de crédito empresarial.

A Caixa Econômica Federal, por exemplo, possui o Giro Caixa Fácil, que concede até 2 milhões de reais para que companhias componham o seu capital de giro. Esse é apenas um dos casos, sendo que diversas instituições financeiras públicas e privadas criam linhas de crédito desse tipo, cada uma com uma finalidade e “público-alvo” específico para o capital inicial.

Já no segundo caso, há aqueles que optam por buscar um investidor-anjo. O investidor-anjo é uma pessoa física que, usando o próprio capital, investe em empresas inovadoras com alto potencial de crescimento.

Quer saber mais sobre o capital inicial?

Com exceção dessa diferença que citamos, a estrutura para se determinar o capital inicial é a mesma do capital social. Por isso, se é do seu interesse conhecer sobre esse investimento que serve como o pontapé de absolutamente todos os empreendimentos, recomendamos fortemente que você leia o artigo completo que preparamos acerca do capital social, aqui mesmo para o nosso Glossário de Finanças e Investimentos.

Nele, você encontra maiores detalhes sobre a sua importância e serventia, assim como uma série de perguntas que norteiam os sócios na hora de determinar o valor exato que cada um contribuirá para compor o capital social. Para acessá-lo, clique aqui.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados