Última modificação em 23 de outubro de 2020

O que é Capacidade Instalada?

Capacidade Instalada é um indicador que se refere à produtividade das empresas, especialmente das indústrias. Esse indicador relaciona o nível de atividade produtiva atual da empresa com seu potencial máximo de produção.

Entendendo a Capacidade Instalada

Para as empresas, produtividade é um elemento fundamental e há vários indicadores que permitem avaliá-la. Um deles é o indicador de capacidade instalada, que determina a relação entre o quanto a empresa está produzindo e o máximo que ela pode produzir. 

Vamos usar um exemplo.

Suponha que a metalúrgica fictícia ABC Metais tem capacidade máxima para a produção de 100.000 chapas de metal por dia. Atualmente, ela produz, em média, 80.000 chapas de metal por dia.

Assim, a capacidade instalada da ABC Metais corresponde à relação entre os 80.000 que ela produz e os 100.000 que ela pode produzir. O resultado é uma capacidade instalada de 80%. 

Embora o conceito seja simples, o cálculo desse indicador só pode ser realizado com precisão se a empresa tiver informações adequadas sobre seu nível de atividade produtiva atual e seu potencial máximo de produção.

Por exemplo, ela precisa saber quantas unidades suas máquinas conseguem produzir por hora e quantas horas elas passam ativas por dia. Tempo ocioso devido a manutenções é outro exemplo de fator que precisa ser considerado. 

Por que a Capacidade Instalada é importante?

Assim como outros indicadores, ela é importante porque ela permite tomar decisões para melhorar os resultados da empresa em curto, médio e longo prazo.

Por exemplo, se a capacidade instalada revelar que a empresa só produz o equivalente a 50% do seu potencial máximo, isso mostra que ela está desperdiçando a possibilidade de dobrar sua produção e aumentar significativamente as vendas, a receita e o lucro.

Assim, os gestores devem usar essa informação para decidir se vão aumentar a capacidade instalada e qual será o nível desse aumento.

É importante ter em mente, no entanto, que ela, por si só, não traz informações suficientes para uma tomada de decisão segura. Esse indicador deve ser empregado em conjunto com outros.

Aproveitando o exemplo anterior, uma capacidade instalada de 50% indica perda de oportunidade para vender mais. Porém, se a demanda do mercado está baixa – algo que indicadores de marketing podem revelar –, não faz sentido aumentar a capacidade instalada. Com uma decisão precipitada, a empresa vai acabar com estoque encalhado e perdendo dinheiro.

Como aumentar a Capacidade Instalada de uma empresa?

Se os gestores decidirem que é necessário e vantajoso aumentar a capacidade instalada da empresa, existem alguns passos importantes para atingir esse objetivo.

O primeiro passo é estabelecer uma nova meta para a capacidade instalada. Essa meta deve ser compatível com a demanda do mercado, de modo que a produção adicional possa ser absorvida e trazer resultados concretos para o negócio.

O segundo passo é identificar quais são os problemas que podem estar prejudicando o nível de atividade produtiva atual da empresa. Entre os mais comuns, temos (1) maquinário em más condições, que precisa ser colocado em manutenção com frequência, (2) irregularidade no recebimento de insumos e (3) falta de pessoal para manter a linha de produção funcionando por mais tempo.

O terceiro passo é encontrar maneiras de elevar o potencial máximo de produção da empresa. Algumas alternativas são (1) adquirir maquinário mais moderno e potente, (2) ampliar a planta e (3) terceirizar o processo produtivo ou partes dele.

Outro ponto importante é que, quando uma empresa decide ampliar sua capacidade instalada, via de regra, ela precisa de capital que não está imediatamente disponível. Por isso, pode buscar alternativas como a emissão de ações ou debêntures, a fim de captar recursos financeiros junto a investidores.

Termo do dia

Mediana

O que é Mediana? A mediana é uma espécie de recurso utilizado na contabilidade de dados estatísticos, caracterizado pelo número central em um rol. Ou seja, a…