Última modificação em 14 de janeiro de 2021

O que é Birô de Crédito?

O birô de crédito é uma instituição que detém todos os registros acerca do comportamento de consumidores em relação ao crédito e que disponibiliza essas informações.

Sempre que um consumidor utiliza cartão de crédito, faz empréstimos ou financiamentos, o birô de crédito armazena as informações sobre essas transações. Assim, cria-se um registro de como esse consumidor se comporta.

Como todas as transações ficam armazenadas, é possível saber se uma pessoa é boa pagadora ou se ela possui muitas dívidas. Ou seja, a partir de um birô de crédito podemos saber a saúde financeira de um indivíduo.

Por meio disso, instituições que oferecem crédito e outros tipos de condições especiais de financiamentos e empréstimos podem avaliar o histórico de consumo de um certo indivíduo e definir se é seguro ou não conceder-lhe crédito.

Isto é, as empresas podem analisar o comportamento do consumidor e saber se ele é um bom pagador.

Sendo assim, manter a saúde financeira estável poderá gerar registros de bom pagador em um birô e facilitar a concessão de crédito; bem como o contrário pode ocorrer caso o registro seja de um mau pagador.

Como um Birô de Crédito funciona?

Muitas pessoas sabem como é ser impedido de adquirir crédito em virtude de registros de débitos não quitados em birôs. Porém, poucas sabem exatamente como e por que isso funciona.

Os birôs de crédito coletam dados referentes às dívidas - sejam elas quitadas ou não - junto às instituições que oferecem o crédito. Essas instituições podem ser desde bancos à lojas e até mesmo bandeiras de cartão.

Outro modo de birôs acessarem essas informações é através de fontes públicas que registram-nas.

Uma vez que esses dados são coletados e armazenados, eles são colocados à disposição de diversas empresas que desejam saber quais as chances de um cliente cumprir com o pagamento de suas dívidas ou não.

Assim, uma instituição concessora de crédito não precisa avaliar todas as lojas e bancos para obter informações sobre seu cliente. Basta que ela acesse o banco de dados de um birô de crédito para tal.

Os registros contidos nos birôs de crédito são referentes tanto a pessoas físicas quanto jurídicas e ficam disponíveis para acesso de quem tiver interesse.

Esses dados, ainda, são subdivididos em dois tipos: informações negativas e completas.

Como você já deve ter imaginado, as informações negativas são referentes apenas aos débitos não quitados - ou inadimplências - do cliente. Em registros negativos são mostradas últimas datas de pagamento da dívida.

Já as informações completas apresentam dados sobre todas as movimentações, desde a abertura e fechamento de contas a limites de crédito e dívidas quitadas - além das inadimplências.

Por que o Birô de Crédito é importante?

Os birôs de crédito são fundamentais para o mercado por estabelecerem uma relação de clareza entre os consumidores e as instituições fornecedoras de crédito.

Isso porque as informações oferecidas pelos birôs permitem às empresas decidirem se é viável conceder crédito e aumentar ou diminuir o limite de seus clientes baseadas em dados, sabe?

Desse modo, os birôs auxiliam na diminuição da inadimplência por impedir que uma pessoa que já possui muitas dívidas aumente-as ainda mais. E como consequência dessa limitação na concessão de crédito, os juros ficam controlados.

Além disso, eles também permitem reduzir os prejuízos de varejistas através do conhecimento de quem são os maus pagadores. Ninguém gosta de levar calote, não é mesmo?

Quais são os Birôs de Créditos que existem no Brasil?

No Brasil há quatro birôs de crédito.

Talvez o mais conhecido seja o SPC, ligado à Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CDNL). Ele é tão conhecido que a expressão “ter o nome no SPC” se tornou sinônimo de inadimplência!

Além do SPC, há o Boa Vista Serviços, o Serasa e o Quod. Esse último foi criado pela união de 5 grandes bancos.

Ambos os birôs compõem a Associação Nacional de Birôs de Crédito (ANBC) e tem como missão a promoção da educação financeira no país e a regulamentação da gestão de crédito.

Termo do dia

STVM (Solicitação de Transferência de Valores Mobiliários)

O que é a STVM? STVM (Solicitação de Transferência de Valores Mobiliários) permite que um investidor transfira seus investimentos de um banco para uma corretora – ou, então, de…