Open Nav Logo Mais Retorno

Asset Management

O que é o asset management?

Asset Management (também conhecido em Português como gestão de ativos) é o processo de administração do patrimônio de uma empresa ou particular, cujo foco principal está na aquisição, manutenção e devida liquidação dos bens.

Desse modo, o Asset Management visa multiplicar o potencial dos ativos, gerando mais riqueza para os seus clientes.

Cuidado, entretanto, ao associar este termo com o Wealth Management. Embora ambos participem da gestão financeira de um patrimônio, o Wealth Management engloba uma gama muito maior de serviços.

Enquanto o Asset Management está imerso no mundo dos investimentos, o Wealth Management se preocupa com questões como a gestão de direitos e obrigações, a assistência na estratégia de sucessão patrimonial e o planejamento fiscal, entre outros tópicos.


Como o Asset Management é feito?

A figura central no Asset Management é o que se conhece como Asset Manager (gestor ou gerente de ativos, em tradução livre).

O Asset Manager é o profissional responsável por realizar toda a gestão de ativos do seu cliente. Isso inclui não somente comprar ou vender ativos, mas realizar o estudo necessário para que seja desenvolvida a melhor estratégia para os seus objetivos financeiros.

Além disso, o Asset Manager é encubido da missão de tomar as próprias decisões de alocação desses ativos. O cliente deve, sim, ser mantido a par de todo o processo (inclusive como prática de transparência), mas o gerente tem total autonomia quanto às atividades.

No que investir, por quanto tempo, qual é o melhor momento para realizar a retirada, como diminuir os custos de manutenção desse ativo… Essas e outras questões são parte importante do dia a dia da gestão de ativos.

Em geral, o trabalho do Asset Manager é resguardado por uma especializada equipe de apoio, que se encarrega de angariar informações a respeito de todas as áreas capazes de influenciar as suas decisões.

Pensando nisso, entende-se que, ao contratar um serviço desse tipo, não se analise apenas o perfil do gestor, mas de toda a unidade empresarial.

Estar alinhado com a companhia que irá gerenciar uma área tão importante na sua vida (seja ela como pessoa física ou jurídica) é essencial para o sucesso da operação.

E como ninguém trabalha de graça: a remuneração por esse trabalho costuma ser cobrada a partir de uma parte no retorno dos investimentos (taxa de performance), assim como uma taxa fixa de administração.

Como contratar o serviço de Asset Management?

Assim como acontece no Wealth Management, existem dois tipos de empresas que “monopolizam” o mercado de gestão de ativos.

O primeiro deles diz respeito às instituições financeiras. Bancos do mundo inteiro possuem as suas próprias divisões de gestão, criando as suas próprias regras para definir quais tipos de clientes podem ser atendidos pelo serviço ou não.

O Deutsche Bank, por exemplo, é um dos maiores bancos do mundo e possui no Brasil a subsidiária Deutsche Bank Asset Management Brasil. Conforme a estratégia empresarial adotada, ele oferece serviços de gestão da carteira de renda variável para não-brasileiros. Para os locais, a única opção são os investimentos em produtos oferecidos pelo Deutsche Bank Asset Management global.

Mas como nem só de instituições financeiras vive o mercado, as companhias especializadas no Asset Management também encontram espaço para atuação.

Em geral, essas empresas se concentram em cobrir lacunas que os bancos não são capazes de alcançar, fornecendo serviços mais personalizados e menos restritivos.

Um exemplo palpável da sua colocação no mercado é o serviço prestado no gerenciamento dos fundos de investimentos. Neles, assim como nos outros negócios de Asset Management, o cliente tem os seus ativos coordenados por um gestor - o tal profissional ao qual se confia a tarefa de maximizar as suas riquezas.

Cabe salientar, entretanto, que ambos os tipos devem obrigatoriamente ser autorizados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para exercer a gestão de ativos.

Do contrário, o que era uma ótima oportunidade para investidores com pouca experiência ou tempo disponível para gerenciar a própria riqueza, pode se transformar um enorme pesadelo.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão