Open Nav

André Lara Resende

Quem é André Lara Resende?

André Lara Resende é um economista brasileiro, que se destaca pela sua atuação na área pública e como banqueiro, à frente de instituições financeiras privadas.

Durante o período em que trabalhou nos governos dos ex-presidentes José Sarney, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso é que Lara Resende registrou qual sua importância para a história econômica do país.

Ao lado de outros especialistas, o economista participou das equipes que elaboraram os planos Cruzado e Real. Além disso, ele também assumiu cargos relevantes em algumas instituições públicas. Para que você saiba quem é Lara Resende, confira a breve biografia dele a seguir.


Vida acadêmica

Nascido em 1951, André Lara Resende estudou e iniciou sua carreira na área acadêmica em sua cidade natal, no Rio de Janeiro. Ele se formou em economia na Pontifícia Universidade Católica (PUC-RJ) em 1973 e, dois anos depois, concluiu a pós-graduação na área econômica na Faculdade Getúlio Vargas (FGV-RJ).

No ano de 1979, Resende obteve o título de PhD em economia pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos. Depois de voltar ao Brasil, Lara Resende iniciou sua carreira acadêmica, tornando-se professor da PUC-RJ, onde trabalhou por cerca de dez anos.

Na década de 2000, Lara Resende foi pesquisador visitante da St. Antony’s College, da Universidade de Oxford, na Inglaterra. Em 2006, ele recebeu o prêmio de Economista do Ano pela Ordem dos Economistas do Brasil.

Carreira pública de André Lara Resende

Após a ditadura militar, André Lara Resende e seu amigo de faculdade, o também economista Persio Arida, desenvolveram algumas ideias para a superação da crise econômica e financeira do país, conhecida como “Proposta Larida”.

Elas foram reunidas no artigo "Inertial inflation and monetary reform in Brazil", que foi publicado em 1985 na coletânea Inflation and indexation: Argentina, Brazil and Israel (Boston, MIT Press), organizada por J. Williamson.

Plano Cruzado

Entre 1985 e 1986, Lara Resende integrou o Conselho de Administração do Banco Central (BC). Ao lado dos economistas Arida e Edmar Bacha e de ministros do então governo do presidente José Sarney, Lara Resende participou da elaboração do Plano Cruzado.

O objetivo era conter a inflação por meio de um novo padrão monetário (cruzado), que trouxe resultados inicialmente, mas que não conteve a alta dos preços.

Plano Real

Em 1993, ele foi nomeado pelo então presidente Itamar Franco como negociador-chefe da dívida externa nacional. Em 1995, o presidente Fernando Henrique Cardoso designou André Lara Resende como assessor especial da presidência. Neste período, ele participou da equipe econômica do Plano Real, que já estava em fase de implementação desde o ano anterior.

Mais tarde, em 1998, o economista assumiu a presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), cargo que ocupou por apenas sete meses, por conta do escândalo do “grampo do BNDES”.

Na época, conversas telefônicas foram grampeadas de forma clandestina, em que ele foi acusado por ter conduzido ilegalmente a privatização do Sistema Telebras, junto com Luís Carlos Mendonça de Barros, sócio de Resende no banco Matrix e que ocupou a pasta das Comunicações. Eles foram inocentados em 2009 pela Justiça Federal.

Atuação de André Lara Resende no setor privado

O economista brasileiro trabalhou em bancos e integrou o conselho de algumas empresas. Ainda na década de 1980, ele foi sócio e diretor administrativo do Banco Garantia, uma instituição financeira que teve o empresário Jorge Paulo Lemann como o dos sócios.

Lara Resende atuou em dois períodos no Garantia: de 1980 a 1985 e, mais tarde, entre 1987 e 1988. O intervalo se deu pelo período em que trabalhou no governo para a elaboração do Plano Cruzado. Durante praticamente estes mesmos dois períodos, ele também ocupou o cargo de diretor externo da Companhia de Ferro Brasileiro.

O economista também foi diretor externo das Lojas Americanas e diretor executivo do Brasil Warrant Administração de Bens e Empresas. Mais tarde, integrou por sete anos o conselho do The Capital Group, com sede em Los Angeles, nos Estados Unidos.

No início da década de 1990, Lara Resende passou a fazer parte do conselho do Itaú - Unibanco e foi um dos fundadores do Banco Matrix, do qual se afastou para suas funções durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Conselhos administrativos

Anos mais tarde, ele passou a fazer parte do conselho de administração da RB Capital e de empresas como a Gerdau S.A., Metalúrgica Gerdau S.A. e Faculdade IBMEC. Ele também integrou o conselho consultivo da Fundação Israel Pinheiro (FIP) e tornou-se sócio-diretor da Lanx Capital Investimentos.

André Lara Resende ainda retornou ao Itaú - Unibanco, dessa vez para integrar o conselho consultivo internacional. Ele passou a ser membro associado do Instituto de Estudos de Política Econômica/Casa das Garças (IEPE/ CdG), um think tank no Rio de Janeiro voltado ao debate sobre economia do país.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados