Última modificação em 4 de dezembro de 2020

O que é Alavancagem Operacional?

O termo alavancagem operacional faz menção à palavra ‘alavanca’, instrumento capaz de multiplicar a força aplicada em um objeto e facilitar o nosso dia-a-dia.

O cortador de unha, a tesoura, um alicate e o carrinho de mão são exemplos de objetos que utilizam o mecanismo de alavanca, certo?

Pensado por essa linha de raciocínio, a alavancagem operacional, por sua vez, é uma estratégia onde um investidor pega dinheiro de empréstimos com intuito de investir no aumento da produção e vendas da empresa e obter retorno financeiro.

Ou seja, é uma operação que se trata de alavancar a situação financeira - mais precisamente o lucro - de um empreendimento. Entretanto, essa estratégia pode ser uma faca de dois gumes caso não seja aplicada da maneira correta...

Como a Alavancagem Operacional funciona?

Vamos imaginar que você tenha uma empresa e queria expandir seus lucros. Para fazer a alavancagem operacional você poderá recorrer a um empréstimo para investir em máquinas ou outros recursos visando aumentar sua produção e vendas, sem que os custos fixos se elevem.

Ou seja, alavancagem operacional é a relação entre o aumento do lucro e o aumento da receita. Para compreender melhor, você precisa ter noção do significado de custos fixos, e custos variáveis.

Custo fixo é toda despesa que você terá mensalmente, e que não sofrerá alterações pelo aumento ou diminuição das vendas, como por exemplo aluguel e salário. Não importa o quanto você venda, esses valores permanecerão inalterados!

O custo variável, por sua vez, se resume as despesas mensais que serão influenciadas pela sua receita. Ou seja, matéria-prima, comissão, energia e assim por diante. Quanto maior forem as suas vendas, mais você irá gastar com tais recursos, por exemplo. 

No caso da alavancagem operacional, aumentar a margem de lucro sobre o custo fixo é de extrema importância para o sucesso e saúde financeira da empresa.

Como a Alavancagem Operacional pode ser calculada?

Para avaliar o grau de alavancagem operacional é necessário que a empresa tenha em mãos alguns números importantes como o custo fixo, custo variável, lucro operacional e a variação percentual nas vendas.

O Grau de Alavancagem Operacional (GAO) é calculado da seguinte maneira:

GAO = variação percentual no custo operacional / variação percentual nas vendas.

O resultado dessa equação será um número de índice, de igual a 1, menor do que 1 ou maior do que 1. Cada um desses números demonstra o resultado da alavancagem operacional:

Com o grau de alavancagem em mãos, os gestores tem a possiblidade de avaliar a relação custo, volume lucro, auxiliando assim no processo de criação de preços.

Há riscos envolvidos na Alavancagem Operacional?

A alavancagem operacional é uma estratégia que se utilizada da maneira adequada poderá trazer lucros para a empresa. Para isso, é necessário ter em mãos números básicos como receita, custo fixo, custo variável entre outros, conforme falamos anteriormente.

Porém, caso feita de forma de forma errada, trará problemas: junto do empréstimo para fazer a alavancagem operacional estarão os juros cobrados pelo banco.

Caso você tenha sucesso com a operação de expansão, terá dinheiro suficiente para pagar a dívida do empréstimo e ainda terá o seu lucro. Porém, caso não obtenha sucesso, herdará uma dívida considerável.

Quem pode fazer uma Alavancagem Operacional?

É de extrema importância que a empresa saiba analisar de maneira inteligente os números citados acima e também saiba analisar o mercado.

Qualquer empresa pode adotar essa estratégia, porém os cuidados devem ser tomados. Converse com seu contador e elabore um planejamento cuidadoso para que seu projeto de expansão tenha sucesso e você não fique no prejuízo.

Termo do dia

Praça (crédito)

O que é praça (crédito)? Praça é um termo utilizado para indicar quem tem o nome limpo e quem está negativado junto a instituições financeiras. Quem não tem…