Open Nav Logo Mais Retorno

Alan Greenspan

Quem é Alan Greenspan?

Alan Greenspan é um economista estadunidense, mais conhecido pelo período de 19 anos (entre 1987 e 2006) que presidiu o Federal Reserve Board (o FED, Banco Central dos Estados Unidos).

Além disso, Greenspan também presidiu o Federal Open Market Committee (o FOMC), comitê responsável pela definição da política monetária do país e divulgação de relatórios importantes como o Beige Book e o Green Book.

Nascido em Nova Iorque, foi nessa mesma cidade que Alan Greenspan se graduou em Economia. Ainda pela Universidade de Nova Iorque (NYU), adquiriu o seu mestrado e doutorado na área.

Antes de assumir a sua posição no FED, trabalhou por quase 35 anos (entre as décadas de 1950 e 1980) em funções de consultoria ligadas ao mercado econômico, fundando inclusive o seu próprio empreendimento, o Townsend-Greenspan & Co.

Após a saída do órgão, em 2006, Greenspan voltou-se às atividades de análise de mercado, sendo identificado hoje como um dos mais importantes consultores financeiros do mundo.


Como Alan Greenspan adquiriu notoriedade no mercado financeiro?

Em 1987, Greenspan iniciou o seu primeiro mandato no FED. Nomeado pelo presidente Ronald Reagan, permaneceria no cargo por quase duas décadas - tendo sido mantido também por George Bush, Bill Clinton e George W. Bush.

Como presidente do FED, Greenspan ficou conhecido por seu princípio radical em relação à regulação do mercado financeiro. Durante anos, o mesmo deixou claro o quanto acreditava que os agentes econômicos poderiam se autorregular, deixando de se engajar em inúmeras reformas específicas de controle das operações.

A sua postura, inclusive, é citada pela revista Times como uma das razões para incluí-lo na lista de 25 pessoas que deveríamos culpar pela crise de 2008. Para ler o artigo completo, clique aqui (texto em Inglês).

Ainda assim, se a passagem de Greenspan pelo FED não foi perfeita, chegou muito próxima disso.

Em iídiche, usa-se a palavra basheret para definir o encontro perfeito entre duas almas gêmeas - e para adverti-las de que, se vierem a se casar, o casamento não será um mar de rosas, mas exigirá muita dedicação e energia para se manter.

Bom, apesar de toda a culpa (parcial) que Greenspan carrega pela crise de 2008, o mercado financeiro faz questão de manter o seu basheret imaculado.

Isso porque o mesmo sempre foi visto, adorado e requisitado como um excelente apagador de incêndios. Se não regulava muito o mercado, o socorria com eficiência e precisão sempre que um momento difícil se apresentava.

Bolha da Internet, crise mexicana de 1994, crise russa de 1998, Segunda-feira Negra, ataques terroristas de 2001… Só para citar alguns colapsos em que a atuação de Greenspan a frente do FED fora determinante, principalmente na utilização do controle inflacionário como ferramenta estratégica.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão