Open Nav Logo Mais Retorno

O que são ativos distressed? Vale ou não a pena investir?

Por:
04/02/2019
O que são ativos distressed? Vale ou não a pena investir?
5 (100%) 7 voto[s]

E continuamos a saga de levar coisas novas para vocês, algo que temos imenso prazer.

Confesso que o tema de hoje até eu mesmo conheci há pouco tempo, apesar de não ser algo tão novo. Então, assumo que será de grande instrução.

Já falamos diversas vezes sobre o cenário econômico doméstico, que inspira maior tomada de risco para angariarmos um rendimento mais elevado.

Falamos de diversos ativos que são alternativas nesse sentido e o de hoje também vai na mesma direção: estou falando dos ativos distresseds.

Por isso, continue lendo para saber mais sobre:

O que são investimentos distressed?

O que são investimentos distressed

Os chamados ativos distressed são ativos depreciados, ou seja, emitidos por um ente que esteja com situação bem complicada, à beira de falência, por exemplo, ou que já tenha passado por ela.

Vou recorrer novamente à velha e sempre correta relação de risco x retorno, que diz que investimentos de maior risco tendem a pagar maior retorno.

Claramente um ativo que está à beira de falência ou passa por problemas financeiros, de forma geral, é um ativo mais arriscado. Portanto, esse ativo deve pagar mais por esse risco.

Mas aqui, nos ativos distressed, a forma de remuneração tem o formato um pouco diferente de simplesmente ter um título que irá pagar mais do que a média. Algo que vimos aqui nos fundos abutres.

A maior expectativa de retorno ao se investir em ativos distressed está relacionada à sua reestruturação. Explico melhor: falamos que são ativos que estão depreciados, ou seja, por um valor barato.

Ao comprar tais ativos, o que se busca é os reestruturar e poder recuperar tanto a empresa em questão e, consequentemente, suas dívidas, para depois poder vender por um valor mais elevado.

Existem empresas que fazem isso de forma independente e também empresas que se estruturam como fundos de investimentos, que têm o seu lucro advindo dos louros da venda de ativos recuperados.

Para essa recuperação são utilizadas diversas ferramentas como: cobrança judicial, cisão, incorporação, fusão, alteração de controle societário, arrendamento de estabelecimento, venda de bens, entre várias outras medidas.

Vantagens e Desvantagens dos ativos distressed

Vantagens e desvantagens dos ativos distressed

A principal vantagem desse tipo de investimento acho que é clara: seu grande potencial de valorização.

Aqui, os ativos distressed cumprem o script básico para se ganhar dinheiro com investimentos: comprar barato e vender caro. Isso é o que buscamos sempre.

Ao comprar um ativo distressed por um preço inferior, qualquer ganho dessa reestruturação já dará um lucro bom.

Fora que, por ser um ativo que passou por maus bocados, toda a desvalorização que poderia ocorrer já ocorreu. Ou seja, o potencial de upside é significativamente maior do que o potencial de downside.

A desvantagem decorre do perfil desse investimento.

Você deve ter imaginado que o risco desse investimento é consideravelmente grande. São ativos que já deram calote ou estão em vias de. Ou seja, são ativos que já se mostraram que não deram certo.

Claro, citei que o potencial de baixa desses ativos é menor do que a perspectiva de alta, entretanto, o risco aqui não é de desvalorização do ativo, mas sim de próprio calote. É o chamado risco de crédito, que já vimos aqui.

Os fundos de investimentos que aplicam nesses ativos precisam ter um gestor muito qualificado para conseguir reestruturar esses ativos. Imagine a dificuldade de os encontrar e, por consequência, o quão caro é um gestor desse calibre.

Falando em custos, essa é outra desvantagem. Os fundos de investimento terão de contratar escritórios de advocacia, custos de cobrança, aguardar o moroso tempo da justiça brasileira, dentre outros custos implícitos. Ou seja, a recuperação que os ativos terão precisará cobrir também os pesados custos para os reestruturar.

Além disso, esses tipos de fundos são destinados apenas para investidores profissionais, que possuem mais de R$ 10 milhões.

Isso limita bastante o número de pessoas que podem investir neles, mas é natural que assim seja, justamente por se tratar de um ativo de risco.

Vale ou não a pena investir em ativos distressed

Vale ou nao a pena investir em ativos distressed

Sempre ponderando que essa é uma questão subjetiva, vamos dar o nosso panorama aqui, lembrando também que o ideal é conhecer seu perfil de investidor (riscos e objetivos).

Para entender quem você é como investidor, aproveite e faça o nosso teste exclusivo clicando aqui.

O potencial de ganho é realmente grande e caso essa reestruturação seja bem feita, os ativos se valorizarão substancialmente.

A nova lei de falências das empresas, que vigora no Brasil desde meados de 2006 também ajuda nesse processo.

Por tal lei, empresas em processo de recuperação tem maiores garantias de acesso a recursos para de fato se recuperarem. Ou seja, o processo de recuperação é mais suave.

Além disso, esses ativos não têm uma correlação grande com outros investimentos. Assim, trata-se de uma forma poderosa para diversificar sua carteira, importante instrumento de investir.

Dessa forma, ponderando o risco elevado desses investimentos, o cenário atual demanda que se tome risco para obter um rendimento mais elevado, além de uma forma de diversificação da carteira.

Logo, mesmo que em menor peso na sua carteira, ter esses investimentos nela pode ser uma boa estratégia de obter retorno elevado.

O grau que estes investimentos terão em sua carteira, dependerá de como você está disposto a tomar risco e o que planeja para seu futuro.

Conclusão

Ativos distressed são ativos que têm aquela máxima básica de comprar barato e vender caro. São ativos arriscados, mas com um potencial de ganho bastante elevado.

No cenário atual, de retorno não tão fácil como antigamente, é importante conhecer cada vez mais instrumentos para diversificar sua carteira e conseguir alavancar seus rendimentos. O investimento em distressed cumpre, assim, esse papel.

Ficou com alguma dúvida ou deseja contribuir mais com o assunto? Comente abaixo!

Compartilhe esse conteúdo com mais investidores que você deseja ajudar a obter Mais Retorno investindo em ativos distressed.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

O que são ativos distressed? Vale ou não a pena investir?
5 (100%) 7 voto[s]

Leia também:

Sobre o autor

  • Vinicius Alves
  • Economista, atuou no departamento econômico de empresas de sell side no mercado financeiro. Já foi Top-5 de projeção de inflação de curto prazo do BC.

Deixe seu comentário aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *