Investir em dividendos requer duas qualidades básicas de todo investidor de longo prazo: paciência e disciplina!

Neste artigo vamos compartilhar com você 7 dicas de ouro para investir na bolsa de valores com foco no ganho de dividendos a longo prazo.

Todos os dias, somos bombardeados na internet com falsas promessas de ganhos rápidos com ações. Empresas falando em ganhar 10000% em um mês, outras falando que é possível ganhar 1 milhão de reais rápido.

O grande problema é que nenhuma delas explica como você vai obter esses ganhos. A razão disso é muito simples: Esses ganhos não são reais!

Quando falamos sobre dividendos, estamos lidando com uma estratégia que já foi validada por grandes investidores, tanto internacionais, quanto brasileiros que conseguiram construir verdadeiras fortunas investindo com disciplina ao longo do tempo.

Continue lendo esse artigo até o final e veja como investir em dividendos para ter uma renda passiva e uma aposentadoria mais tranquila no futuro!

1 – Foque em ter mais renda

Investir na bolsa para obter ganhos a longo prazo é algo que requer muita disciplina e paciência, como falamos no início desse artigo. A nossa primeira dica para você conseguir um dia viver de dividendos é focar, nesse momento, em ter mais fontes de renda.

De onde vêm os seus recursos para investir nas ações? Se eles vêm do seu trabalho, você precisa focar em ser melhor no que faz ou descobrir outras formas de obter renda.

Se hoje você tem o seu emprego fixo que usa grande parte do salário para pagar as despesas mensais, poderá criar uma fonte de renda extra e direcionar os ganhos dessa segunda fonte para as ações que pagam dividendos.

2 – Faça aportes mensais

Aqui está o grande pulo do gato para você que quer ganhar mais dinheiro com dividendos no longo prazo. Os aportes mensais são o grande segredo para o seu patrimônio se multiplicar com o passar dos anos.

No começo, você não verá muita diferença, mas com o passar dos anos de aportes mensais irá ver o seu patrimônio se transformar em uma bola de neve.

A grande sacada aqui é definir um valor para o aporte mensal. Pode ser um salário mínimo ou qualquer outro valor que esteja sobrando na sua receita mensal. O importante aqui é manter a disciplina para, todos os meses, aportar esse valor pré-definido por você.

3 – Invista com base em diferentes indicadores

O maior erro de quem investe em dividendos é olhar apenas um indicador: O dividend yield da empresa.

Fazer isso pode levar você ao fracasso nos investimentos porque o dividend yield é um indicador que varia, diretamente, de acordo com a cotação atual das ações.

Além disso, algumas empresas podem ter dividend yield muito alto por causa de eventos ocasionais, como a venda de um imóvel ou recebimento de uma dívida de cliente. Esse é o caso da EZTEC, empresa que vendeu um ativo, distribuiu o lucro com os acionistas e fez o seu DY subir para 14,4%.

Analisando o histórico da empresa, vemos que, manter esse indicador é quase impossível.

Outros indicadores que precisam ser analisados:

  • Dividend Payout: É quanto uma empresa distribui de seu lucro. Se ela teve 100 mil reais de lucro e distribuiu 80 mil reais aos acionistas, então o seu payout é de 80%.
  • Margem líquida: Quanto sobra para a empresa depois de fazer uma venda? Se ela gastou 100 reais para vender o produto e, depois de pagar tudo, ficou com 20 reais no bolso, então a margem líquida dela é de 20%.
  • Crescimento dos Lucros: Análise no histórico das empresas se o Dividendo Yield vem crescendo ou diminuindo ao longo dos anos.

4 – Invista em empresas que gerem lucro

Para uma empresa distribuir dividendos existe uma regra básica:

Ela precisa ter LUCRO!

Se uma empresa que não tem lucro distribui dividendos, então há algo errado. Ela está contraindo dívidas para manter a remuneração do acionista ou está queimando um reserva de caixa que poderia ser investido para realmente fazer a empresa voltar a dar lucros.

Na B3 existem empresas altamente lucrativas como a Itausa, Banco do Brasil Seguridade, Unipar e muitas outras.

Você verá algo em comum entre essas companhias: Elas aumentam o valor distribuído em dividendos a cada ano que passa.

5 – Reinvista os Ganhos

Se você não fizer isso, será impossível ter ganhos extraordinários no longo prazo.

Aqui você precisa colocar o milagre dos juros compostos para trabalhar a seu favor. Ao invés de pagar juros para os bancos, você irá receber.

Quando você reinveste os dividendos, começa a fazer uma bola de neve que começa bem pequena quando você recebe centavos ou poucos reais de dividendos, até se tornar em uma gigante bola de neve com o passar dos anos.

Enquanto estiver formando a sua carteira previdenciária você nunca deve gastar os dividendos com despesas pessoais. Deixe para fazer isso quando estiver mais velho e vivendo apenas da renda dos seus investimentos de longo prazo.

6 – Esqueça o valor da cotação

Essa dica número 6 pode parecer loucura, eu sei, mas ela é realidade. Quando investimos em dividendos para longo prazo não devemos ficar presos ao valor da cotação atual.

Comprar um ativo por 10 reais ou por 10,30 não vai fazer diferença no longo prazo, já que o seu objetivo não é ter lucro com a venda das ações, mas sim com os dividendos que ela vai distribuir.

7 – Invista na condição de Parceiro

Essa é uma das grandes dicas do Luiz Barsi Filho, o maior investidor pessoa física da bolsa de valores brasileira. Para ganhar dinheiro com dividendos no longo prazo você precisa incorporar o espírito de parceiro e sócio da empresa.

O sócio não vende as suas ações depois que a cotação cai 5 ou 10%. Já imaginou que louco seria se, a cada flutuação do mercado, o presidente da empresa resolvesse vender suas ações?

A renda variável “vareia” mesmo e isso não pode abalar o investidor, por isso é necessário uma postura de sócio da empresa e ficar com ela mesmo nos “momentos ruins” causados por incertezas do mercado, como cenários políticos.

Conclusão

Como você viu, investir em ações com foco em dividendos não é uma missão fácil para qualquer pessoa. Se você tiver pressa, provavelmente não vai conseguir ter sucesso nessa jornada.

No entanto, com uma visão de sócio parceiro das empresas você pode construir um patrimônio milionário em 10, 15 ou 20 anos e depois ter uma aposentadoria tranquila e que não vai depender do nosso sistema previdenciário que já se mostrou falho.

O que achou desse artigo? Compartilha com a gente aqui nos comentários a sua opinião! Você tem na carteira ações de empresas que pagam dividendos?

Não deixe de acessar o Blog Lucrando na Bolsa para se manter por dentro dos investimentos com foco no longo prazo!

Compartilhe esse conteúdo com mais investidores que você deseja ajudar a conquistar Mais Retorno:

Importante: As opiniões contidas nesse artigo são do autor do texto e não necessariamente refletem a opinião do Mais Retorno.