Quando se trata de investimentos, não existe frase mais falada do que “Não coloque todos os ovos na mesma cesta”. Por mais que seja muito clichê, ela é 100% verdadeira! Ela é o lema de vida da maioria dos investidores de sucesso. Para se dar bem, você não pode colocar todo o seu dinheiro no mesmo investimento e sim em diferentes opções.

O nome disso é DIVERSIFICAÇÃO. Há quem chame de balanço financeiro ou equilíbrio da carteira, mas a ideia é sempre a mesma. Diversificar o seu portfólio de investimentos é tão importante quanto economizar todos os meses. Diversificar é sinônimo de aproveitar todas as variações do mercado e colocá-las a seu favor.

Na prática, diversificação de investimentos significa dividir o seu dinheiro em algumas partes e investir cada parte em um lugar. Por exemplo, se você vai investir R$ 10.000,00, pode colocar R$ 5.000,00 em renda fixa, R$ 3.000,00 em fundos de investimento e R$ 2.000,00 em renda variável. A regra é simples: nunca coloque todo o seu dinheiro em um único investimento.

Ter esse balanço é muito importante por dois motivos:

  1. Segurança: se todo o seu dinheiro estiver em um mesmo lugar, você corre mais riscos. Se a instituição financeira quebrar, por exemplo, pode perder dinheiro. Com a diversificação, você será menos afetado caso algo aconteça já que aquele dinheiro é só uma parte de seu patrimônio.
  2. Rentabilidade: se todo o seu dinheiro estiver em um mesmo lugar, você depende 100% da rentabilidade daquele investimento. Se a rentabilidade cair, por exemplo, pode perder dinheiro. Com a diversificação, você será pouco afetado já que as outras partes do seu patrimônio podem estar rendendo mais.

Na teoria, tudo é fácil, né? Quando chega a hora de escolher os investimento, tudo complica. Pensando nisso, nós do Yubb selecionamos 5 dicas que vão te ajudar na hora de diversificar o seu portfólio. Confira!

Dicas para diversificar

 

  1. Avalie seu orçamentoAvalie seu orçamento

Pode parecer óbvio, mas você precisa avaliar seu orçamento antes de diversificar o seu portfólio. Quanto dinheiro você tem disponível para investir? Já possui uma quantia guardada e vai aplicar de uma vez? Quanto você consegue guardar por mês para realizar novos aportes?

A partir do momento que você conhece o seu orçamento, fica muito mais fácil começar o processo de diversificação. Isso acontece porque você sabe qual é a quantia disponível para desmembrar em diferentes tipos de investimento.

Ao saber quantos reais vai poder investir por mês (Não precisa ser exato, ok? Só uma previsão!), você consegue pensar em como vai balancear esse valor por mês e em quais investimentos vai colocar.

  1. Defina as porcentagens de acordo com o seu perfil

Defina as porcentagens de acordo com o seu perfil

Qual é o seu perfil de investidor? Conservador, moderado ou agressivo? Se você preza mais pela segurança e menos pela rentabilidade, você é conservador. Se o seu objetivo é sempre ganhar mais e não se importa de correr riscos, é agressivo. Está no meio termo? É moderado.

Para diversificar a sua carteira, é necessário entender o seu perfil de risco para escolher os investimentos adequados. De acordo com ele, você vai definir quanto dinheiro (%) vai para grupo (renda fixa, renda variável ou fundos de investimento).

Se você é um investidor muito conservador, por mais que a maior parte do seu dinheiro vá para renda fixa, também é importante ter uma pequena parcela de renda variável em seu portfólio. Se você é mais agressivo, também é interessante ter um pouco de renda fixa para garantir a segurança.

Analise as opções que existem no mercado e monte o “geral” do seu portfólio. Exemplo prático: um investidor conservador quer investir R$ 5.000,00 e decide que, dessa quantia, 70% vai para renda fixa, 20% vai para fundos e 10% vai para renda variável. Tendo isso bem determinado, é muito mais fácil escolher os produtos.

  1. Diversifique dentro de cada grupoDiversifique dentro de cada grupo

Diversificar a carteira não é apenas separar os investimentos entre renda fixa, renda variável ou fundos (como fizemos no item #3). É necessário fazer esse balanço também DENTRO de cada grupo. Em cada grande grupo, existem diferentes tipos de ativos que também são ótimas ferramentas para equilibrar a sua carteira.

Dentro da renda fixa, existem os títulos públicos do Tesouro Direto e os títulos privados como CDBs, RDBs, LCs, CRIs e etc. Dentro da renda variável, existem as tão conhecidas ações da bolsa de valores, mas também existem as criptomoedas, robôs, derivativos, entre outros. Dentro dos fundos, existem diferentes tipos como os fundos de renda fixa, fundos de ações, fundos imobiliários e por aí vai.

Por isso é muito importante diversificar os seus investimentos dentro de cada grupo. Se você vai investir 70% do seu patrimônio em renda fixa, quanto dessa parte vai para cada título? Você pode investir ? em Tesouro Direto, ? em um CDB com liquidez diária e ? em uma debênture, por exemplo.

Por isso é importante entrar no Yubb, buscar as opções de investimento disponível e, a partir disso, montar uma carteira que passe por vários tipos de investimento. O interessante é usar a melhor característica de cada um a seu favor para obter a melhor rentabilidade para o seu perfil.

  1. Escolha diferentes instituiçõesEscolha diferentes instituições

Ter um portfólio balanceado com diferentes grupos de investimento (renda fixa, renda variável ou fundos) e com diferentes produtos (CDBs, Tesouro Direto, criptomoedas, ações, fundos DI, fundos imobiliários e etc) é muito importante. Mas anota a dica: é essencial que você tenha opções de diferentes instituições financeiras!

Quando você investe por um grande banco, o seu gerente te oferece diferentes tipos de investimento e cria uma carteira diversificada para você. O problema é que todos os investimentos são da mesma instituição e isso pode ser um problema.

Se você já é um investidor experiente, muito provavelmente já tem várias contas abertas em diferentes instituições e entende a importância disso. Ao procurar as melhores rentabilidades do mercado, é praticamente IMPOSSÍVEL encontrar todas na mesma instituição. Para aproveitar todas as oportunidades, é importante ter contas abertas em diferentes instituições e investir em produtos que cada uma delas oferecem.

Ou seja, não tenha medo de abrir diferentes contas em diversos bancos, corretoras e financeiras. Investir em ativos de diferentes instituições vai te trazer uma rentabilidade muito maior do que se você ficasse “preso” em uma só.

  1. Siga fazendo novos balançosSiga fazendo novos balanços

A última dica é: nunca pare! Não adianta criar uma carteira completa com diversos investimentos e abandoná-la. Separe uma quantia para investir todos os meses e analise qual é o melhor investimento para ela. O mais importante é não parar de investir para ter uma renda muito maior no futuro.

Outro fator essencial é sempre rebalancear os seus investimentos. O seu perfil investidor pode mudar, os seus objetivos financeiros podem ser outros… É interessante ficar de olho na sua própria vida financeira para ver se aquela diversificação ainda faz sentido para você e, se não fizer, mude os ativos de lugar.

Também é importante sempre analisar a volatilidade do mercado para ver qual ativo está com uma rentabilidade alta, qual ativo não está rendendo tanto, qual está estagnado, etc. Resumindo: fazer um balanço de como está o seu portfólio. A partir disso, pode seguir fazendo novos balanços e investindo cada vez melhor.

Ah, e além de todas essas dicas é muito importante que você também saiba como proteger também seus herdeiros criando um planejamento sucessório.

Gostou das dicas para diversificar a sua carteira de investimentos? Se tiver qualquer dúvida, é só deixar um comentário para nós =)


Débora Duarte

Débora é produtora de conteúdo no Yubb e formada em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Bernardo Pascowitch

Bernardo é fundador e CEO do Yubb, buscador de investimentos totalmente gratuito para qualquer pessoa encontrar opções para aplicar melhor seu dinheiro. Bernardo é formado em direito pela Universidade de São Paulo (USP).

 

Compartilhe esse conteúdo com mais investidores que você deseja ajudar a conquistar Mais Retorno:

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais:

5 dicas para diversificar o seu portfólio de investimentos
3 (60%) 2 votos

Importante: As opiniões contidas nesse artigo são do autor do texto e não necessariamente refletem a opinião do Mais Retorno.