Mercado Financeiro

Ray Dalio é um dos investidores mais importantes no mercado financeiro global. O fundador da Bridgewater Associates, tornou famosa sua empresa e criou um dos fundo mais lucrativos do mundo, além de trilhar uma carreira de sucesso, criou princípios seguidos por analistas e outros investidores nos Estados Unidos e no mundo. 

Quem é Ray Dalio?

Ray Dalio nasceu com o nome de Raymond Thomas Dalio, em 8 de agosto de 1949, no Queens, Nova Iorque, nos Estados Unidos. Ele fundou a Bridgewater Associates. A empresa é considerada com maior e mais lucrativa gestora de fundo hedge em todo mundo. Fundo hedge é um fundo de investimento livre ou de multimercado, com risco elevado. 

Atualmente, a Bridgewater Associates conta com 1.500 colaboradores e possui aproximadamente 750 bilhões de reais sob sua gestão. 

Ray Dalio se tornou um investidor bilionário e escritor. Ele escreveu vários livros que apresentam seus príncipios de investimento e inspiram outros investidores. Muitas pessoas apontam que esses princípios são bastante extremos, mas Ray Dalio acredita neles, principalmente na cultura organizacional de transparência total. 

Ao longo dos anos, Ray Dalio se tornou uma lenda na gestão do fundo hedge. Isso só foi possível depois que ele cometeu um dos maiores erros da sua vida. Conheça mais sobre sua história. 

História de Ray Dalio

Ray Dalio é filho de imigrantes italianos, o saxofonista de jazz Marino Dallolio e a dona de casa Ann Dallolio. Seu pai também tocava clarinete em vários clubes de Manhattan à noite. Durante sua primeira infância, Dalio não gostava de estudar. Suas notas eram razoáveis.

Com 12 anos, ele começou a trabalhar carregando equipamentos de golfe (caddy), num clube em Long Island. De tanto ouvir os jogadores comentarem sobre o mercado de investimento, principalmente de ações, Ray Dalio começou a se envolver pelo assunto. 

Com seu salário de 300 dólares, Dalio investiu na extinta empresa Northeast Arlines. Pouco tempo depois, a empresa foi vendida, por consequência, o preço das ações subiu e Dalio triplicou seu investimento. A partir daí, ele estava fisgado e encantado sobre o mercado de ações. 

A paixão pelo investimento e o incentivo dos pais fizeram com que Ray Dalio fosse para Long Island University, onde se formou em Finanças em 1971. Durante sua graduação, Dalio trabalhou, durante o verão, no pregão da Bolsa de Valores de Nova Iorque – NYSE. Lá, ele passou a compreender sobre o mercado futuro e as commodities. 

Início da carreira

O início dos anos 70 foi marcado pela desvalorização do dólar. Com isso, muitos investidores passaram a investir no mercado de commodities. Por ter experiência no assunto, Ray Dalio teve várias boas ofertas de trabalho. O primeiro foi na Dominick & Dominick LLC, onde assumiu o cargo de diretor de commodities.

Logo em seguida, ele fez MBA em Finanças, na Harvad Business School. Em 1974, Ray Dalio trabalhou na Shearson Hayden Stone como trader de futuros e broker. 

Ele trabalhou com o banqueiro e filantropista Sanford “Sandy” Weill. Mais tarde, esse empresário lendário seria presidente do Citigroup. Ray Dalio trabalhava no departamento de commodities e futuros, onde aconselhava produtores de grãos e criadores de gado sobre gestão de risco. Nesse período, Ray Dalio se envolveu em alguns algumas situações constragedoras e polêmicas. 

Na convenção anual da California Food & Grain Growers Association, ele contratou uma dançarina exótica para realizar uma perfomance. Em uma comemoração da empresa de fim de ano, Ray Dalio saiu para beber com seu chefe, discutiram e trocaram socos. 

Essas confusões nunca foram confirmadas, mas lhe causaram sua demissão. No entanto, sua reputação como trader era tão boa que ele convenceu alguns clientes a mantê-lo como consultor. Ray Dalio estava apenas com 26 anos. 

Como Ray Dalio ficou rico?

Um ano depois da sua demissão, em 1975, Ray Dalio resolveu fazer seu investimento mais arriscado, criando seu próprio negócio, a Bridgewater Associates, num apartamento de apenas dois quartos. 

Ray Dalio atuava como consultou no gerenciamento de riscos dos investimentos. Na mesma época, Dalio criou o Daily Observations, um jornal onde ele publicava artigos sobre economia sob seu ponto de vista. 

Seus conteúdos relevantes e de qualidade começaram a atrair mais clientes, incluindo a rede MacDonald´s. Ele teve participação na criação do famoso produto McNuggets. 

Estratégia de paridade de risco

Além disso, a Bridgewater foi uma das primeiras companhias a aplicar a estratégia de alocação paridade de risco (risk parity). Essa técnica procura igualar todas as contribuições numa carteira para a mesma categoria de risco, em busca no ideal de volatilidade. Por exemplo, uma carteira de investimento com metade das aplicações em renda variável e a outra metade em renda fixa. Essa foi considerada a principal estratégia de Dalio. Segundo analistas, ela é capa de sobreviver a qualquer tipo de ambiente econômico. 

De acordo com a estratégia de paridade de risco de Ray Dalio, a carteira ideal de investimento precisa ser composta da seguinte forma:

O errro da vida de Ray Dalio 

Baseada numa cultura empresarial em transparência radical, a Bridgewater Associates acreditava na meritocracia das ideias. A gestora do fundo foi chamada de “Steve Jobs dos investimentos”. 

No entanto, a carreira de Ray Dalio não teve só acertos. Sete anos após criar a Bridgewater, a empresa já era um sucesso e Dalio exalava confiança. Em 1982, ele previu uma crise bancária nos Estados Unidos, por conta de uma dívida mexicana que não foi paga na época. 

Ele acabou investindo todo montante da empresa e conversou com a imprensa sobre o assunto. Porém, Dalio estava errado, e uma onda extremamente otimista ocorreu nas finanças americanas, com duração de 18 anos. Esse erro lhe causou grande perda financeira, chegando a demitir funcionários e pedir dinheiro emprestado para seu pai. 

Por ter perdido tanto dinheiro, seu e dos seus investidores, Ray Dalio aprendeu a ser humilde, tornou-se um investidor e empreendedor mais focado, criando seus princípios compartilhados em livros. 

Reconstrução da Bridgewater Associates

Aos poucos, Ray Dalio reconstruiu a Bridgewate Associates. Em 1987, a empresa abriu seu primeiro mandato sob gestão focado em renda fixa e moedas, de 5 milhões de dólares. 

Com o passar dos anos, sua base de clientes crescia cada vez mais. A partir daí, Ray Dalio passou a desenvolver algumas teorias econômicas. Para ele, a economia em todo mundo operava em ciclos. Esses ciclos sempre se repetiam durante transições políticas e econômicas. 

Com isso, Dalio poderia desenvolver um sistema de previsão de movimentos de alta e baixa, que poderiam agir como gatilhos desses ciclos. Essa teoria tornou Ray Dalio bilionário. Ela funcionou tão bem na sua gestora de fundo que a mesma teve retorno negativo somente em três anos, desde a sua criação. 

Sua outra estratégia se baseava na separação do beta e alfa. Sob o nome de Pure Alpha, essa estratégia combinava a diversificação de ativos que não estão relacionados. O objetivo era atingir retornos mais vantajosos, com uma gestão ativa, utilizando fatores quantitativos. 

Em 2005, a Bridgewate Associates foi considerada o maior fundo hedge do mundo. Essas estratégicas se mostraram bem-sucedidas, uma vez que a empresa ficou protegida diante a crise econômica que os Estados Unidos sofreram em 2008.

A capacidade como investidor, percebendo as movimentações do mercado, o transformou em dos maiores investidores domundo. Em 2017, Ray Dalio preferiu sair da posição de CEO da Bridgewater Associates. A partir daí, a empresa está passando por diversas reformulações. 

De acordo com o ranking da revista Forbes de 2020, a fortuna de Ray Dalio está avaliada em 18 bilhoes de dólares. 

Mas o seu legado está nos seus princípios, que ficaram conhecidos em todo setor empresarial e serve de bíblia para analistas e investidores. 

Princípios de Ray Dalio 

Depois de seu erro em 1982, Ray Dalio reconheceu que confiança e arrogância podem arruinar qualquer pessoa. A partir daí, ele começou a escrever os princípios para se tornar bem-sucedido. Em 1993, três dos seus sócios: Dan Bernstein, Giselle Wagner e Bob Prince fizeram uma reunião com Ray Dalio para dar um feedback sobre seu gerenciamento. 

Essa conversa foi fundamental para desenvolver o modelo de gestão da Bridgewater Associates. Seus sócios lhe contaram que ele era inovador, intenso, pagava bem, entendia como ningúem do mercado, mas tratava muito mal seus colaboradores. 

Muitos deles se sentiam oprimidos, diminuídos, desnecessários e incompetentes quando Dalio estava estressado e os criticava. Isso gerava desmotivação dos colaboradores e redução da qualidade e da produtividade no ambiente de trabalho, algo que ele não percebia. 

Com esse feedback, o investidor decidiu mudar sua atitude completamente. A empresa criou uma cartilha com foco na transparência e verdade extrema dos colaboradores. Depois disso, o grupo se tornou o maior fundo hedge global. 

Princípios de Ray Dalio

Por gostar tanto de escrever, Ray Dalio começou a colocar no papel alguns princípios, situações da sua rotina empresarial. Em 2011, foi publicado o livro Princípios de Ray Dalio, com 277 ações. O arquivo digital do livro foi baixado mais de três milhões de vezes. 

Essa publicação cresceu o interesse de analistas de mercados, empresários e investidores pela cultura organizacional da Bridgewater. Muitos acreditavam que a empresa fazia uma lavagem cerebral nos seus colaboradores. No ano de publicação do livro, os três fundos da Bridgewater obtiveram em lucro quase 3 bilhões de dólares. 

Os principais princípios de Ray Dalio são:

Independência – não se deixe levar por nenhum rumo de investimento. 

Diversificação – Para reduzir o risco nos investimentos em até 80%, é preciso ter 15 investimentos diversificados e não relacionados. 

Taxa de juros – Entenda profundamente das taxas de juros, pois elas impactam o mercado financeiro de forma direta. 

Venda – Após obter ganhos substanciais, vendas as ações e faça o reinvestimento dos lucros. 

Inflação – entenda o poder da inflação e como ela afeta diretamente seus investimentos. 

Além desses princípios, Ray Dalio afirma que para ter liberdade financeira é preciso seguir os 5 passoas abaixo:

  1. Tenha uma meta, um objetivo. 
  2. Identifique os entraves que possam atrapalhar a conseguir sua meta. 
  3. Encontre a origem dessas obstruções. 
  4. Monte um planejamento para superar esses problemas. 
  5. Comprometa-se a executar o planejamento até o fim. 

Outras obras

Em 2018, Ray Dalio lançou o livro Principles for navigating Big Debt Crises. Nele, ele explica como as crises funcionam e como devemos lidar com elas. 

Em agosto deste ano, Ray Dalio vai lançar seu novo livro – The Changing World Order: Why Nations Succeed and Fail. Nessa nova obra, Ray Dalio fará uma análise dos sucessos e fracasos de alguns países, períodos políticos e econômicos e como cada país lida com eles. 

Filantropia de Ray Dalio

Em 1977, Ray Dalio casou-se com Barbara e tiveram quatro filhos: Mark, Paul, Devon e Mattew. Mark e Paul enveredaram para a indústria cinematográfica. Paul Dalio filmou o documentário Touched by Fire, que trata do transtorno bipolar e como superá-lo. Mark desenvolve filmes sobre a vida selvagem. Já Mattew criou a China Care Foundation, organização não governamental para ajudar órfãos chineses. 

Até hoje, o casal Ray e Barbara Dalio vive numa casa construída em 1891. Ray Dalio tem várias particularidades. Uma delas é o hábito de utilizar a mesma roupa todos os dias – calça de sarja bege, camisa azul com etiqueta Bridgewater, sapatos boat shoes ou crocs. Desde a faculdade, ele sempre praticou meditação transcendental. 

Há anos, Ray Dalio vende partes da sua companhia para seus colaboradores. Isso faz parte do plano de continuidade e de sucessão da empresa. Em 2018, ele tinha menos de 50% da Bridgewater. 

Doação para caridade

Além disso, boa parte da sua fortuna foi doada para caridade. Em 2002, foi criada a Dalio Family Foundation, com 11 milhões de dólares inicialmente. Até hoje, já foram doados mais de 1,3 bilhão de dólares para fundação. A Fundação de Dalio contribui para o National Philanthropic Trust, que pesquisa a erradicação da poliomelite. 

Em 2011, Ray Dalio fez parte de uma iniciativa de diversos bilionários como Warren Buffett, Bill e Melinda Gates, doando metade da sua fortuna para a caridade. Parte desse dinheiro foi doada para a Fundação David Lynch, especializada em promover a meditação transcendental. 

Em parceria com seu filho Mark, ele criou a Fundação OceanX para explorar oceano e torná-lo mais limpo. Há o compromisso de doar 185 milhões de doláres em quatro anos para a OceanX. 

Enquanto isso, a Bridgewater Associates continua fazendo bilhões. Estima-se que até meados do ano passado, a empresa gerou um retorno para seus investidores de 58 bilhões de dólares.

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mercado Financeiro
Mercado Financeiro
Mercado Financeiro
Mercado Financeiro
Veja mais Ver mais