Última modificação em 15 de outubro de 2020

O que são transações correntes?

Termo bastante usado na economia internacional, as transações correntes, assim como a conta de capital e a conta financeira, compõem o balanço de pagamentos.

Também chamada de conta-corrente, as transações correntes registram a transferências de bens, serviços e as doações recebidas de um país ou órgão internacional sem que haja uma contrapartida por parte do outro polo que participa da transação. 

Registram ainda a contratação de serviços e a locação de bens realizadas entre residentes e não residentes. Os rendimentos primários que equivalem aos juros, dividendos e salários e os rendimentos secundários, originados de transações bancárias, também são registrados nessa parte do balanço de pagamentos. 

Quando o resultado das transações correntes ou da conta de capital for negativo, pode-se dizer que mais recursos saíram do país do entraram, já um resultado positivo indica que mais recursos entraram no país do que saíram. 


Balanço de pagamento

O balanço de pagamento visa evidenciar as relações comerciais entre países ou governos. Esse registro contábil documenta todas as trocas financeiras que ocorrem entre residentes e não residentes em um determinado período e é feito pelas autoridades monetárias.

O objetivo é verificar a capacidade do país de vender ou comprar de outros governos e nações e pode auxiliar as autoridades financeiras a intervir nas taxas de câmbio caso julguem necessário.

Estrutura do balanço de pagamento

As transações correntes compõem o balanço de pagamentos — nome dado ao registro contábil de todas as transações financeiras realizadas por um país. Essa estrutura é composta da seguintes maneira:

Conta de capital

São transações nas quais um residente fornece a um país um valor econômico, como um recurso real ou um ativo financeiro, sem receber nenhum recurso em troca. Donativos, transferências de patrimônios ou perdões de dívidas são exemplos dessa categoria. 

Além disso, a conta de capital também considera os valores gerados com a venda de patentes, marcas e direitos autorais. O valor obtido com a venda ou com a compra de terrenos para a construção de embaixadas também se enquadra nessa categoria.

Conta financeira

Já a conta financeira engloba ativos financeiros como os investimentos dos cidadãos brasileiros feitos em outros países e os investimentos de estrangeiros realizados no Brasil.

É fundamental para compensar as outras contas, uma vez que registra todas as entradas e saídas de dinheiro do país. Os produtos importados, por exemplo, são registrados como itens importados na balança comercial e na conta financeira como registro de pagamento.

Erros e omissões

Há, ainda, uma conta destinada à correção de erros e omissões que ocorrem na apuração de valores das demais estruturas que compõem o balanço de pagamento. 

Esses erros ocorrem quando a autoridade monetária deixa de registrar as alterações exibidas pelas reservas cambiais ou demoram a fazer o registro. 

Diferenças entre residentes e não residentes

O balanço de pagamento considera os valores gerados pelo comércio realizado entre residentes e não residentes. Residentes são as pessoas físicas ou jurídicas que operam em outros países, no entanto, possuem residência no Brasil. Filiais de empresas e cidadãos brasileiros que trabalham em outros países são alguns exemplos.

Já os residentes são cidadães de outros países que investem, realizam transferências ou adquirem bens e serviços no Brasil. Essa diferenciação considera, portanto, onde os bens produzidos no Brasil são consumidos e o qual é o seu papel na movimentação da economia.

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

SESC – Serviço Social de Comércio

O que é o Serviço Social do Comércio (SESC)? É chamado de Serviço Social do Comércio (SESC) a instituição sem fins lucrativos mantida no Brasil com…

Veja outros termos