O que é tradeoff?

O tradeoff é um termo inglês que se refere às consequências de uma escolha. Toda decisão apresenta prós e contras e, ao fazê-la, você necessariamente está abrindo mão de benefícios da outra opção. Não fosse assim sequer seria uma escolha, concorda?

Em outras palavras, o tradeoff consiste nos resultados de uma decisão. Ou seja, a análise fica entre o que é ganho com a escolha feita versus o que se perde ao deixar de seguir por outro caminho.

No Brasil, é comum que esse termo seja utilizado como sinônimo de "perde e ganha". Trata-se, afinal, de uma questão de conflito de escolha e necessariamente algo será ganho e algo será perdido.

 

 

Descomplicando a Bolsa de Valores

Exemplificando o tradeoff na prática

 

Muito além do mundo financeiro, esse conceito está amplamente presente na vida de qualquer pessoa. Suponha, para dar um exemplo básico, que você estude pela manhã e o seu despertador toque.

Neste caso, você precisa fazer uma escolha entre acordar e ir para a faculdade ou continuar dormindo. Cada uma delas apresenta vantagens e desvantagens, como podemos analisar juntos a seguir:

Veja que, para ambos os casos, uma escolha exige abrir mão de outro benefício que seria obtido com a decisão oposta. Esse exemplo é extremamente simples, mas ilustra bem o conceito que, claro, deve ser aplicado em situações mais complexas como o gerenciamento de um negócio ou na tomada de decisão de um investidor.

Como funciona o tradeoff nos negócios?

Como mencionamos, um tradeoff aparece a todo o momento na vida pessoal e profissional. Não é diferente no mundo dos negócios. Uma empresa pode, por exemplo, cogitar investimentos em uma filial para ampliar seus negócios. Isso traz novamente o conflito de escolha.

De um lado, a oportunidade de crescimento, mas que exige investimento que pode comprometer o fluxo de caixa de curto prazo. Do outro, a manutenção do caixa fortalecido, porém representa também abrir mão de uma possibilidade de lucro bem mais interessante no futuro.

Ou seja, toda tomada de decisão envolve um tradeoff. E isso independe se você estiver pensando no seu negócio ou na sua vida pessoal.

Como funciona o tradeoff no mercado financeiro?

Assim como os demais exemplos, o mercado financeiro e a economia também trabalham com esse conceito. Aqui, mais do que nas outras situações do cotidiano, emprega-se também o tradeoff como sinônimo do custo de oportunidade.

O conceito é o mesmo: as consequências da escolha ou, em outras palavras, os benefícios que alguém abre mão para tomar uma decisão em um caminho diferente.

Existem diversos exemplos que podem ser abordados dentro do mercado financeiro. Imagine que você tem dois ativos e precisa escolher um para investir. Assim, essa única escolha pode trazer alguns tradeoffs:

Em suma, nesse caso específico, a sua escolha por uma rentabilidade de um determinado ativo obriga-o a abrir mão de outras possibilidades para uso do dinheiro. A esse cenário dá-se o nome de tradeoff.

E não pense que são apenas pessoas que lidam com o conflito de escolha. Empresas e instituições governamentais trabalham com isso diariamente, pois toda tomada de decisão envolve um custo de oportunidade.

 

 

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

Backtest

O que é Backtest? Também chamado de backtesting, o backtest é um tipo de teste que se faz usando dados históricos relevantes, a fim de prever…