Última modificação em 19 de agosto de 2020

O que é a Tesouraria?

Tesouraria é o nome dado a um núcleo específico das organizações, que tem como objetivo principal realizar o controle do fluxo de caixa, assim como realizar as principais operações de recebimento e pagamento de valores por parte da empresa. Em instituições públicas, a tesouraria compõe ainda um órgão em separado, que fica responsável pela contabilidade daquela entidade, ficando encarregada também do armazenamento e das transações aprovadas de capital. 

A partir dessa descrição, podemos concluir que o trabalho da tesouraria está diretamente ligada à gestão financeira diária de uma organização. Isso faz dela uma área notoriamente estratégica, visto que a sua atuação cotidiana muitas vezes é o ponto crucial para o atingimento (ou não) das metas financeiras estabelecidas em determinado período.

Usualmente, as consequências de uma má gestão da tesouraria são vistas já no desequilíbrio das finanças da empresa, que contrai dívidas de forma imponderada e chega, inclusive, a fazer mal uso do valor captado no banco, por exemplo. Ao invés de crescer, a ação do tesoureiro nesse caso resultou no enfraquecimento do negócio - que, no mundo real, pode chegar a falir por conta de seus erros.

Por isso, até mesmo a estrutura da tesouraria deve ser definida com cuidado. O mais comum é que ela conte com os seguintes grupos: aplicação de recursos captados, captação de recursos de terceiros, contas a pagar, contas a receber e gerenciamento do fluxo de caixa. Estes trabalham integrados, sendo que não raro um mesmo profissional se encarrega de dois ou mais grupos no seu escopo de trabalho. Nas entidades pequenas, por exemplo, é comum que haja um único tesoureiro cuidando de tudo... E o trabalho não é pouco, hein!


Como a Tesouraria funciona?

Como você já aprendeu, a tesouraria é formada por núcleos menores, cada um se responsabilizando por um ponto da gestão financeira de uma companhia. Mas o que fazem exatamente esses subgrupos? É justamente para responder a essa pergunta que criamos este tópico. Para entender, continue lendo!

Contas a pagar

Sabe os boletos que não param de chegar aí na sua casa? Pois é, as empresas também os recebem, aos montes, todos os dias. Para garantir que nenhum "se perca" no caminho e que a organização não se veja inadimplente, essa área de foco da tesouraria se dedique a manter todas as contas em dia, quitadas e em ordem.

Contas a receber

Assim como você não vive só para pagar boletos e espera ansioso pelo dia do pagamento do seu salário, a empresa é recompensada por todo seu trabalho recebendo de seus clientes. Além disso, é possível que valores entrem a partir de outros meios, como eventuais créditos tributários. Para garantir que todos os recebimentos sejam feitos, assim como a cobrança dos inadimplentes, é que o Contas a Receber existe.

Aplicação de recursos captados

Já imaginou o que aconteceria se você gastasse o seu salário como desse na telha, comprando lanches e quinquilharias ao invés de pagar o aluguel, por exemplo? Provavelmente a sua vida se transformaria em um caos e crescer seria muito difícil. O mesmo acontece nas instituições. A Aplicação de Recursos Captados existe justamente para garantir que os valores recebidos sejam aplicados corretamente, de modo a garantir a sustentabilidade do negócio e o seu crescimento.

Captação de recursos de terceiros

Por vezes, o capital próprio não é suficiente para financiar as atividades da companhia - em especial quando se trata de grandes projetos de expansão. Portanto, a função de quem trabalha na Captação de Recursos de Terceiros é buscar pelas melhores opções no mercado, de modo que o aporte não represente um risco financeiro para a organização, culminando em dívidas por demais onerosas.

Gerenciamento do Fluxo de Caixa

Alinhado com os demais grupos, o Gerenciamento do Fluxo de Caixa se encarrega de garantir que os registros de Contas a Pagar e a Receber sejam devido lançados, realizando em seguida projeções financeiras que culminam na projeção orçamentária da empresa.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

Fundo Fechado

O que é um fundo fechado? No universo dos fundos de investimentos existem diferentes tipos de classificação como renda fixa, imobiliários, multimercados e cambiais, por exemplo. Essa,…

Veja outros termos