Última modificação em 1 de julho de 2020

O que é Dual Track?

Dual Track, que pode ser traduzido como "duas trilhas", é um termo do mundo do mercado de capitais, que refere-se ao processo no qual uma empresa conduz, ao mesmo tempo, um IPO (Initial Public Offering, a oferta inicial de ações na bolsa) e um M&A (Merger & Aquisition, a venda ou fusão de uma empresa com outra). 

Basicamente, a empresa conduz os dois processos ao mesmo tempo para ganhar tempo; metaforicamente, ela caminha em duas trilhas por algum tempo. Mais tarde, ela deve escolher qual dos dois processos concretizar.


Por que as empresas fazem um Dual Track?

Existem diferentes circunstâncias em que uma empresa pode optar por um Dual Track, mas o motivo básico é que ela precisa ganhar tempo para decidir se é mais vantajoso continuar no mercado ou sair. Vamos entender melhor usando um exemplo.

Imagine que Pedro, um especialista em segurança digital, cria uma startup com alguns amigos e desenvolve uma solução tecnológica para aumentar a segurança de plataformas online. Essa solução é promissora e ganha bastante atenção. Logo, a startup já tem vários clientes, e existe a possibilidade de continuar crescendo, vendendo e lucrando. Resumindo, a startup tem enorme potencial.

Nesse ponto, Pedro e seus amigos têm duas alternativas.

A primeira é seguir em frente na liderança da empresa, conduzindo o negócio ao crescimento; mas, para isso, eles precisam de mais recursos financeiros, além de um forte comprometimento pessoal, já que será preciso dedicar cada vez mais tempo à sua startup. A segunda alternativa é vender a startup para uma outra empresa, que pode dar continuidade ao negócio ou acabar com ele.

As duas alternativas têm vantagens e desvantagens. É muito difícil tomar uma decisão como essas: comprometer seu futuro com uma empresa em expansão ou abrir mão do seu projeto pessoal. 

Então, Pedro e seus amigos optam por iniciar um dual track. Eles vão conduzir, paralelamente, os processos necessários para o IPO (pois, se eles decidirem permanecer na empresa, a abertura de capital será o caminho para obter mais recursos financeiros) e os processos necessários para o M&A (para o caso de eles decidirem vender a startup). 

Enquanto o dual track está em andamento, eles ganham tempo para pensar. Até o último momento, eles podem escolher entre continuar no mercado ou sair; e, depois de decidir, basta descartar um processo e finalizar o outro. 

Quais são os benefícios de um Dual Track?

O principal benefício, conforme já foi apontado, é a possibilidade de ganhar tempo para decidir qual será o caminho escolhida para a empresa. Porém, há outras vantagens no dual track.

O fato de realizar um dual track pode elevar tanto o valor das propostas que serão recebidas de potenciais compradores quanto o preço das ações da oferta inicial. Afinal, todo o mercado sabe que nem o IPO, nem o M&A são certos, o que torna a competição pela empresa ainda mais acirrada.

O dual track pode até dar munição para a empresa negociar valores mais interessantes para sua venda. 

Imagine que uma empresa está fazendo dual track e o preço das ações está em R$ 35,00 para um IPO com 200.000 ações; isso significa que o mercado está avaliando a empresa em R$ 7 milhões. Então, esse número pode ser usado para obter dos potenciais compradores propostas superiores a R$ 7 milhões, ainda que o valor da empresa na contabilidade não chegue a esse patamar.

Quais são os problemas de um Dual Track?

Infelizmente, o dual track traz algumas desvantagens importantes que devem ser consideradas.

Em primeiro lugar, o custo; tanto os processos para um IPO quanto para um M&A são bastante caros, exigindo o trabalho de equipes de advogados e contadores especializados. A empresa terá de arcar com os custos de tudo ao mesmo tempo, o que pode pesar em suas finanças.

E, no final, uma parte dos gastos será em vão, já que apenas uma das "trilhas" é realmente concretizada. Ou seja, tudo que foi pago para organizar os processos da outra trilha acaba sendo perdido. 

Além do custo, o dual track conduzir processos de IPO e M&A simultaneamente é muito trabalhoso e consome muito tempo.

Mesmo com o auxílio dos advogados e contadores, a equipe da empresa também precisa participar diretamente, ao mesmo tempo em que as operações normais do negócio seguem em frente. Isso é especialmente problemático para startups que, em geral, possuem times bastante enxutos.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

Ágio

O que é o ágio? Ágio é um termo utilizado no mercado financeiro para designar a diferença entre o valor de mercado de um produto e…

Veja outros termos