Última modificação em 17 de agosto de 2020

O que é Sisbex

Sisbex é um sistema eletrônico utilizado para a negociação e o registro de operações envolvendo, principalmente, títulos públicos de renda fixa, mas também contratos de câmbio, títulos privados, contratos de energia e derivativos.

Por meio desse sistema, é possível realizar a compra e venda à vista, a termo, empréstimo, troca, entre outras modalidades de operações.

Como Investir nos Melhores Fundos

Entendendo o Sisbex

Ebook 12 Pilares 1

O Sisbex foi, inicialmente, um sistema da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro (BVRJ). Ele entrou em operação em Agosto de 2000, como resultado de um acordo com a Bolsa de São Paulo, e utilizado somente em negócios com câmbio e títulos públicos negociados no mercado secundário.

Posteriormente, em Abril de 2002, a BM&F (hoje, BM&FBovespa ou B3) comprou o Sisbex, juntamente com a Bolsa do Rio, em uma negociação que girou em torno de R$ 40 milhões. Desde então, suas possibilidades de uso foram ampliadas, e ele se tornou um importante recurso para a realização de negociações de ativos.

Além de possibilitar a negociação, o Sisbex também oferece aos usuários uma série de ferramentas especiais. Essas ferramentas são voltadas ao gerenciamento e controle de risco das mesas de operações, bem como ao suporte nos procedimentos de liquidação.

Quando uma instituição contrata o Sisbex, o helpdesk realiza a instalação e entrega uma senha ao responsável. Então, esse administrador pode cadastrar os operadores e atribuir as autorizações e limites para que cada um utilize o sistema.

Sisbex e Clearing de Ativos

Para assegurar que as negociações feitas por meio do Sisbex, assim como de outros sistemas, serão cumpridas, a B3 conta com as clearings: câmaras de registro, compensação e mediação.

No caso do Sisbex, especificamente, atua a clearing de ativos, embora existam outras duas: a clearing de derivativos e a clearing de câmbio.

Esse é um exemplo da complexidade da estrutura necessária para o perfeito funcionamento do mercado financeiro e de capitais.

Sisbex e Plataforma Puma

A partir de 2011, o Sisbex passou a fazer parte de um novo sistema, a Plataforma Puma. Além do Sisbex, a Puma também integrou outros três sistemas: GTS, Mega Bolsa e Bovespa Fix.

A proposta dessa integração era oferecer um sistema único, com maior capacidade de processamento e mais funcionalidades. A implantação da Puma demorou dois anos. No entanto, até hoje, o Sisbex ainda é utilizado.

Funcionamento do Sixbex

O Sisbex é composto por três módulos: servidor de comunicação, administração e negociação. O primeiro estabelece a comunicação com os servidores da B3, enquanto os outros são usados para as operações.

Ele pode ser acessado por meio de uma conexão dedicada (RCB) ou de Virtual Private Networks (VPNs). Essa segunda alternativa foi desenvolvida pela B3 especificamente para facilitar o acesso dos investidores institucionais.

Pré-requisitos do Sisbex

Para utilizar o sistema Sisbex, é preciso estar atento a uma série de pré-requisitos. Os principais são:

Restrições e instruições para o uso do Sisbex

O uso do sistema Sisbex está sujeito a algumas restrições, além de haver algumas instruções importantes para o seu uso adequado.

Em primeiro lugar, as estações de acesso só podem ser instaladas e operadas a partir das dependências do participante, não de seus clientes.

Em segundo lugar, o módulo servidor de comunicações só deve ser instalado em um computador da instituição, preferencialmente, na máquina que estiver fisicamente conectada à B3.

Em terceiro lugar, o módulo servidor de comunicações deve ser sempre o primeiro acionado e o último desativado, pois a troca de informações com os computadores centrais da B3 depende desse módulo.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

Keynes

Quem foi John Maynard Keynes John Maynard Keynes foi apontado pela revista norte-americana Time como uma das personalidades mais importantes do século passado. Economista fundador da…

Veja outros termos